quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

PARA OS MESTRES, SÓ O CARINHO !

Enquanto isso, em Minas Gerais
 
O corte previsto no Orçamento do Estado em 2015 deverá ser de R$ 6 bilhões. A informação foi dada no final da tarde de ontem pelo secretário de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, que descartou novos investimentos neste ano por falta de recursos e perspectiva de estagnação do PIB, devido à crise. “O Estado não tem nenhum centavo para investir”, reforçou.

Diante deste quadro, os investimentos serão drasticamente reduzidos para apenas R$ 3 bilhões, que devem vir de operações de crédito. Os investimentos serão feitos por meio de empréstimos e consequente “ampliação da dívida” do Estado.

“Serão priorizados saúde e educação, pelo compromisso constitucional, e vamos terminar obras, pelo menos as em estágio mais adiantado, que foram iniciadas e suspensas no governo anterior”, disse Helvécio, ainda sem detalhar quais serão retomadas.

Se por um lado o secretário de Planejamento e Gestão disse que o reajuste acordado com as polícias Civil e Militar deve ser garantido, por outro, anunciou que o pagamento do piso aos professores da rede estadual deve ficar para 2016.
 
Web
 
Blog: E as obras do Estado na terrinha ?
 
ER
 

CPI INSUSPEITA


CARTA QUE NÃO ESCREVI




Querido Tito,
Um abraço pelo sétimo mês completado. Creio que você sairia ainda melhor na foto trajando o "manto sagrado" rubro-negro. Mas tudo bem. Tenho certeza que nos flaflus sempre nos sentiremos felizes. No caso de vitória do Flu ficarei contente em vê-lo alegre. No caso de vitória do Fla imagino que que você sentirá o mesmo. Na contabilidade temos 2 vascaínos (João e Mateus), dois Flamenguistas (Davi e Sofia) e dois Fluminenses (Você e o Luc). Em breve o Mengo passará na frente.
Beijo.
ER

OS SILVA