quarta-feira, 29 de abril de 2015

ACERTARAM OS PONTEIROS

 
Ouvido hoje na Boa Vista, é claro:
 
- Õ Cumpadre, agora a coisa vai !
 
- Vai como ? Desembucha homem !
 
- Uai, o Prefeito fez as pazes com a Celinha Rennó e a Jovem FM. Os pensamentos dele foram ao ar hoje no Informativo.
 
- Como assim ? Du-vi-de-ó-dó ! 
 
- Uai o Vereador Professor Rui esteve hoje na Rádio e concedeu uma demorada entrevista.
 
- Ah...bom. Então voltaram às boas. Melhor assim.

ER

-

VOTAR EM QUEM ?


terça-feira, 28 de abril de 2015

PARA MIM, BLUES.



O QUE LEMBRAREMOS ANTES DE ESQUECER

"...Sobre o Alzheimer, já não mais imune à narrativa dos heróis de guerra, recomendo com muita, mas muita veemência mesmo, um premiado documentário chamado Alive Inside: a Story of music and Memories, que pode ser traduzido como “Vivo Por Dentro: uma História de Música e Memória”. Para quem tem Netflix, ele está lá, com legendas. Mas também pode ser comprado no próprio site. Éa trajetória real do americano Dan Cohen, um assistente social que trabalhou com computadores a maior parte da vida, por instituições que abrigam pessoas com Alzheimer e demências variadas, instituições onde os corpos estão submetidos à cultura da medicalização. Dan pediu ao diretor do filme, Michael Rossato-Bennett, que gravasse sua experiência por um dia, mas Michael se encantou de tal maneira pelo que testemunhou que ficou três anos gravando. Dan, um homem um pouco encurvado, meio careca, um par de óculos comuns, roupas quase antiquadas, começando ele mesmo a envelhecer, tem uma obsessão: colocar fones de ouvido entre as orelhas de gente esquecida de si mesma. Em seguida, liga a música que a pessoa mais gostava ou, quando não consegue descobrir qual é pelas conversas com familiares, tenta músicas da época de sua juventude.
Dan, alguém por quem passaríamos na rua sem notar, é, ele mesmo, emocionante. Mas o que acontece quando ele bota fones de ouvido entre as orelhas de gente que parecia morto-vivo, zumbizando numa dessas casas de velhos, é totalmente acachapante. Descobrimos então que aquelas pessoas estão “vivas por dentro”. Henry é um deles. Cabeça tombada, olhos vazios, não reconhece nem a própria filha. Henry só respira. E então Henry escuta a música da sua vida. E o que testemunhamos é alguém ressuscitando, um daqueles milagres de gente.
Henry levanta a cabeça, arregala os olhos. Henry canta, Henry dança com os pés, Henry dança com as mãos. Henry lembra. O que ele lembra? A época mais feliz. Que, como de hábito, não é nenhum momento apoteótico, nada que vire notícia, apenas o tempo em que ele, ainda menino, fazia entregas de bicicleta para uma mercearia. Henry estava vivo, a gente é que não sabia. E, quando ele revive, ao seu redor todos também revivem, uma velha senhora orvalha os olhos e sabemos o que ela está sentindo porque também sentimos. O retorno de Henry ao mundo dos vivos, num vídeo de poucos minutos, foi colocada na internet antes da finalização do documentário e se transformou num fenômeno viral, com milhões de acessos. Não faço o link aqui porque acho que Henry é ainda mais bonito no contexto do documentário.
O neurologista e escritor Oliver Sacks é sempre fascinante, como quando explica porque a música se faz ponte entre o mundo de dentro e o de fora: “A música é inseparável da emoção. Portanto, não é apenas um estímulo fisiológico. Se funcionar irá chamar a pessoa inteira, as diversas partes do cérebro, a memória e as emoções. (...) O filósofo Kant disse que a música era arte vivificante. E Henry foi vivificado. Voltou à vida”.

Eliane Brum - El País

MOÇA BONITA

Kate

SOM NA CAIXA

 
Ouvido hoje na Feira Livre na Av. Dr. Rosemburgo Romano (ex-sambódromo), na Boa Vista, é claro.
 
- Ô Cumpadre, não sei o que aconteceu mas a impressão que tenho é que o Prefeito está puto da vida com o Secretário da Saúde, o dedicado e competente Dr. Zambrana.
 
- Que isso homem ! você ouviu algum comentário dele criticando o Zambrana ?
 
- Dele não. Mas do Vereador Professor Rui sim.
 
- Nossa! Faz sentido. O Caro Doutor Secretário está com os dias contados. 
 
- Pois é...

ER

SÓ BLUES



Deu no Estadão:
Igor Prado, guitarrista de São Caetano do Sul, com uma banda de blues que leva o seu nome, atingiu o primeiro lugar das paradas norte-americanas com o álbum Way Dow South de acordo com a medição da Living Blues Chart, que controla as execuções em mais de 80 programas de rádio nos EUA. A gravadora Delta Groove atesta que o paulistano é o primeiro sul-americano a bater o número 1 no ranking dentro dos EUA.

ER

ADEUS AS ARMAS !

 
A senadora petista Marta Suplicy enviou hoje aos diretórios municipal, estadual e nacional do PT em São Paulo pedido formal de desfiliação do partido.
A expectativa é que o pedido de desfiliação seja entregue hoje na Justiça Eleitoral de São Paulo.
Na carta em que justifica sua saída do partido, a senadora ressalta que os princípios e o programa partidário do PT "nunca foram tão renegados pela própria agremiação, de forma reiterada e persistente".
Aliás, nunca entendi muito a Marta Suplicy no PT. A presença do seu ex-marido e ex-senador Eduardo Suplicy  no partido, a gente até entende. Ele é meio aéreo.
Que fique claro: A Dona Marta está deixando o Partido devido a falta de espaço político considerando suas ambições futuras.
Interessante as colocações feitas pela Senadora em sua entrevista (Páginas Amarelas) da revista Veja desta semana:
"O PT não tem mais projeto para o Brasil. Se não recuperar os seus princípios éticos, da fundação, não voltar as suas bases, se ficar só no corporativismo, o PT vai virar uma pequena agremiação. Mas se você perguntar se o PT fará o que é preciso para se salvar, minha resposta é não."
O PT, como todos os partidos políticos tem dono ou donos. Quase todos vieram do sindicalismo. Não trabalhavam, leram algumas cartilhas, ouviram sem entender muito alguns intelectuais de esquerda, tomavam muita cerveja e traçavam  pão com mortadela.
Já a companheira senadora veio da classe rica paulistana. Paris, Londres e Nova York, para comer, beber, vestir e divertir. Já estava acostumada.
Os companheiros, de repente, conheceram o Romanée-Conti, ternos bem recortados, casas de campo e praia, legítimos charutos cubanos e comidinha francesa. Ah! e os cartões corporativos. Deram adeus aos crediários, as Casas Bahia e churrascarias rodízio. Pegaram gosto.
Como voltar aos principios antigos ?
É a vida...
 
ER    

OS SILVA


segunda-feira, 27 de abril de 2015

CONTA GOTAS

1- Pela segunda vez na história recente do país, estive hoje no Centro Administrativo da terrinha. Fui pagar uma multa que nem sabia que existia. De passagem, tomei a iniciativa de cumprimentar o Sr. Prefeito que dava uma entrevista.
Caos no setor de recebimento jurídicos. A  atendente foi paciente e educada. Uma só advogada (precisa ?) para o atendimento. Levei apenas 02:30 para ser atendido. Idosos e senhoras com crianças no colo aguardando.
Fui salvo, dentro da legalidade de espera, pelo Dr. Richard, que atendeu com cortesia. Impressionou o vai e vem de funcionários que caminham daqui prá ali e de lá prá cá, sempre com pastinhas nas mãos, como tentassem resolver os problemas da humanidade.
 
2 - Teto do setor jurídico da Prefeitura. Muita criatividade do pessoal na fila de espera. Aparentemente é formado por dezenas de caixas d´´agua com as respectivas bocas (se é que elas têm) viradas para baixo. Um cidadão, na fila para ser atendido, olhou para cima e disse: Pessoal esperto os que construiram isso de boca para baixo. Na certa foi para evitar o acúmulo de água e proporcionar uma vivenda para os mosquitos da dengue.
 
3 - Podem anotar: sempre aconteceu na terrinha. As autoridades verificam, ou mandam assessores especializados acompanhar, a publicação de anuncios nos jornais da terrinha. Publicou uma propaganda no "O Sul de Minas", "Jornal da Cidade", de imediato recebe "um toque" registrando o desagrado. Agora, quando o semanário cumpre os requisitos situacionistas, os anunciantes carecem de obter senha para apresentar as novidades do seu comércio. É a vida. 
 
4 - Continuo a insistir. A Câmara Municipal deveria, de forma urgente, transferir o seu funcionamento para o Centro Administrativo. Observando hoje, completaria de forma harmoniosa o ambiente. E lógico, estariam fisicamente onde sempre estiveram neste governo. Longe do povo e bem próximo do Executivo. 
 
ER
 
 

PERNA DE PAU

 
Sabe aquele sujeito horrível jogando futebol mas que tem que jogar pois é dono da bola e dos uniformes ? O pessoal coloca-o lá na ponta-esquerda. Ninguém lhe passa bola. Vez por outra bate (mal) um lateral. Tudo bem, serve para abraçar os outros nas comemorações de gol e sair nas fotografias.
É hoje a Dilma.

Viver é Perigoso

PRO PINA ENTREGUE


domingo, 26 de abril de 2015

sexta-feira, 24 de abril de 2015

LIÇÃO DE GOVERNO

 
Poderíamos perfeitamente passar sem esta: Tempos atrás, por razões inexplicáveis, ou melhor, facilmente explicáveis, o Sr. Lula negou a extradição do Sr. Batistini, terrorista italiano condenado por assassinatos naquele país.
Hoje, o governo da Itália decidiu extraditar o petista, ex-diretor de marketing do Banco do Brasil ,Henrique Pizzolato, condenado no Brasil..
A palavra final, que é política, coube ao ministro da Justiça, Andrea Orlando. Ele seguiu a decisão da Corte de Apelação (instância máxima do Judiciário italiano) já havia autorizado a extradição no âmbito judicial.
Após a comunicação oficial ao governo brasileiro, via chancelaria dos dois países, o Brasil terá 20 dias para transferir Pizzolato deverá ser transferido para o Brasil para o cumprimento da pena de 12 anos e sete meses no julgamento do mensalão.
Uma equipe da Polícia Federal deverá ser mandada à Itália para acompanhar condenado petista na viagem de volta.
 
ER

quinta-feira, 23 de abril de 2015

MOÇA BONITA

Elza

DOM QUIXOTE


DE VOLTA AO PASSADO

Deu hoje, quinta feira, no site da Jovem FM:
 
Marco Archer Cardoso Moreira, 53, foi executado por fuzilamento às 15h30 deste sábado (17), horário de Brasília, na Indonésia. A confirmação foi dada pelo porta-voz da Procuradoria-Geral do país asiático. A execução ocorreu à 0h30 de domingo (18) pelo horário da Indonésia, dentro do complexo de prisões de Nusakambangan, em Cilacap, a 400 km da capital Jacarta.
A morte foi confirmada oficialmente à 0h45 no horário local (às 15h45 em Brasília).
Além do brasileiro, outros cinco condenados - um holandês, um vietnamita, um indonésio e dois nigerianos - também seriam executados.
Marco é o primeiro cidadão brasileiro executado por pena de morte. Ele estava preso desde 2003 e condenado em 2004 por tráfico de drogas. Neste sábado, o brasileiro recebeu a visita da tia, Maria de Lourdes Archer Pinto, 61, e de dois funcionários da embaixada brasileira em Jacarta.
O corpo de Marco será cremado na Indonésia e trazido para o Brasil.
 
Blog: Seria algma mensagem codificada ?
 
ER

quarta-feira, 22 de abril de 2015

FALANDO FRANCAMENTE


Sob os olhares de outras nações, a Noruega se tornará, em 11 de janeiro de 2017, o primeiro país do mundo a tirar do ar o sinal FM.
Segundo o governo, hoje, a Noruega tem 22 estações nacionais de rádio digital e ainda há espaço para outras 20.
No entanto, só restam cinco estações nacionais de rádio FM neste país de 5 milhões de habitantes.
O serviço público de radiodifusão norueguês, o NRK, desligará seu sinal FM antes da concorrência.
Mas este processo não será repentino: o sinal sairá do ar região por região, a partir de janeiro de 2017.
O ministério da Cultura norueguês estima que a digitalização das emissoras nacionais de rádio gerará uma economia anual de cerca de US$ 25 milhões (aproximadamente R$ 75 milhões).
"O custo de transmissão de rádio nacional pela rede FM é oito vezes maior que pela rede de Retransmissão Digital de Áudio", disse o ministério em um comunicado.
Isso se deve em parte pelo menor consumo de energia da transmissão digital.
A ministra da Cultura, Thorhild Widvey, elenca outras vantagens.
"Os ouvintes terão acesso a um conteúdo de rádio mais diverso e plural e desfrutarão de uma maior qualidade de áudio, além de novas funcionalidades", disse ela recentemente.
Segundo Widvey, a digitalização também melhorará o sistema de resposta diante de emergências, já que a rádio digital é menos vulnerável a condições de clima extremas. Iniciativa na Noruega servirá de teste para a indústria global de rádio               
Vários outros países da Europa e do sul da Ásia também avaliam uma transição para a rádio digital.
Segundo o analista britânico James Cridland, o momento do desligamento do sinal FM na Noruega será um "momento de apreensão" para a indústria de rádio global.
"Espero que os noruegueses tenham feito o suficiente para reter a audiência e para garantir que aqueles que não tenham feito a transição para o digital o façam logo", disse.
"Quem escuta rádio pode decidir, em vez disso, passar a ouvir sua coleção de músicas ou os serviços de streaming. Se a mudança prejudicar a audiência, pode ser que outros países fiquem menos dispostos a também desligar seu sinal FM e AM."
Deu na BBC
 
ER

MOÇA BONITA

Hannah

terça-feira, 21 de abril de 2015

POLÍCIA RODOVIÁRIA

 
Recomendamos aos motoristas que estarão visitando as cidades históricas de Minas Gerais, em especial Ouro Preto, no dia de hoje, dirigirem seus veículos com os vidros travados. Os motoristas e passageiros correm o risco de serem atingidos e "agraciados" por medalhas perdidas.

Clarin da Boa Vista

EXALTAÇÃO A TIRADENTES


 
Belíssimo samba de autoria Mano Décio da Viola, Estanislau Silva e Penteado. Samba enredo da Escola Serrinha no carnaval de 1949. A letra é um achado.
Interpretado pela Elis é, como se dizia antigamente, é um desbunde.
 
Viver é Perigoso

DILMA, À SERVIÇO DOS POLÍTICOS

 
Cortes somente no que interessa ao povo. Já, no que não interessa... Ficou mais dificil conseguir grana da Petrobrás e empreiteiras ? Sem problema: Tira do povo.
 
"A presidente Dilma Rousseff sancionou o Orçamento Geral da União de 2015 sem vetar a proposta que triplicou os recursos destinados ao fundo partidário, uma das principais fontes de receita dos partidos políticos, hoje com dificuldades de financiamento por causa da Operação Lava Jato.
Em seu projeto original, o governo destinava R$ 289,5 milhões para o fundo, mas o valor foi elevado para R$ 867,5 milhões pelo relator do Orçamento no Congresso, senador peemedebista Romero Jucá .

ER

21 DE ABRIL DE 2015


MARCANDO EM CIMA


Tudo registrado na Lei Municipal 3020 de 19/12/2013
Ficou o Executivo Municipal autorizado a doar com encargos o imóvel constituído do antigo prédio da Cabelte e área anexa, à empresa Plasinco Empreendimentos e Participações Ltda, (proprietária da Cabelauto).
Entre outros compromissos, ficou a Plasinco Ltda responsável pela construção de um Espaço Cultural e Educacional em terreno de propriedade do Município  (em frente ao Centro Administrativo - Bairro Pinheirinhos) indicado pela Prefeitura Municipal de Itajubá, livre e desimpedido de qualquer obstáculo jurídico, fiscal, ambiental e de construções existentes, com a terraplanagem realizada, de uma área de 70x70 metros, para a realização da obra.
A obra será composta de um teatro com capacidade para 700 lugares, com áreas próprias de foyer necessárias, além de duas salas de convenções, com capacidade para 200 pessoas cada uma, conforme projeto em anexo a esta lei, consistindo de toda construção civil, instalações elétricas, hidráulicas, sanitárias, e acústicas. Estão inclusos também, as instalações de ar condicionado e as poltronas, para a área referente ao teatro especificamente, sendo que o imóvel deverá estar livre e desembaraçado de quaisquer dívidas, ônus, dúvidas, hipotecas legais ou convencionais, arresto ou sequestro, penhora e cauções de qualquer natureza, foro ou pensão, e que inexistam sobre estes imóveis feitos ajuizados ou ações pessoais ou reais reipersecutórias, e, quanto ao seu aspecto fiscal, quites com todos os impostos, taxas e contribuições.
O prazo máximo para início das obras estabelecidas no inciso V é de 15 (quinze) dias contados da data da sanção desta Lei.
O prazo máximo para conclusão do Espaço Cultural e Educacional é de 18 (dezoito) meses da data da sanção desta lei. É prevista a antecipação da entrega da obra para 19/03/2015.
 
Publicado no "Viver é Perigoso" em dezembro/1913 - Boa ação da Administração Rodrigo Riera, sem entrar em detalhes de valores. Importante é que o Espaço Cultural deverá ser entregue sem provocar nenhum custo adicional ao município, inclusive, imagino, a iluminação exigida por um teatro.
Negociações similares poderiam ser feitas ao invés de simples vendas de bens públicos para aplicação em obras situadas no ar.
Em tempo, o mesmo Espaço Cultural e Educacional, se construido na área nobre colocada à venda (ao lado do Fórum), ficaria extremamente mais útil e valorizado. Construído lá pelas bandas do final do mundo, tornará o acesso complicado.

É a vida... 
 
ER 
 

segunda-feira, 20 de abril de 2015

domingo, 19 de abril de 2015

COVEIROS DE SONHOS ?

 
Porque falo do Vereador Prof.Rui e não falo dos outros vereadores ?
Primeiro, porque o tenho como amigo. Segundo, porque votei nele. Terceiro, porque pedi votos para ele.
E tem mais: votei e pedi votos considerando, entre outras qualidades, o seu interesse, quase apaixonado, pelas causas nas quais acreditava, pelo seu espirito contestador e pela sua imagem de independência política.
Quanto a independência política parece, lamentavelmente, que era só uma imagem ou melhor era uma miragem.Os acontecimentos têm mostrado isso.
Continuo querendo crer que estou enganado.
Que claro fique: nunca imaginei como meu representante um vereador de oposição constante e raivosa. Muito menos um vereador obediente.
Sempre busquei um representante independente que  se posicionasse de acordo com os interesse maior da cidade.
Ninguém pode negar que o espírito contestador do Prof. Rui continua intacto. Só que desde o início do seu mandato segue contestando de forma forte e evidente as reivindicações e os pensamentos dos seus eleitores.
Portando, segue contestador.
Tempos atrás, convencido sei lá por qual doutrina, apresentou e defendeu o famigerado projeto para regulamentação de rodeios em Itajubá. Por um milagre foi derrotado por um engano de votação do Vereador Orlando e pela conversão do Vereador Wilson. Ufa !
Foi um defensor brilhante defensor da permanência da impiedosa e triste alínea L no Plano Diretor, que liberou o aterro desvairado da Várzea do Ribeirão Piranguçu. Marcante.
Agora, segundo informações publicadas, defende com veemência a venda de bens públicos para a alimentação do famélico e insaciável cofre público.
Um absurdo, principalmente, a proposta de leilão da área mais nobre da cidade, localizada ao lado do Fórum Municipal, fracionada (?) em três grandes lotes. 
O Caro Professor irá entender. Nós itajubenses sempre sonhamos com grandes projetos para ocupar aquela área. 
Enterrar os sonhos de uma comunidade é complicado. 
Ainda é tempo.

ER

CANTINHO DA SALA

Hans Hofmann

sábado, 18 de abril de 2015

sexta-feira, 17 de abril de 2015

O QUE PASSOU, PASSOU.

 
Declarou Rui Falcão, Presidente do PT :
"Decidimos que os diretórios nacional, estaduais e municipais, não mais receberão doações de empresas privadas".
Sobre a devolução do recebido, nada foi declarado.

Clarin da Boa Vista

ESCLARECIMENTO

 
Colar cartaz em bens públicos é crime. Já desfazer de bens públicos não.

Clarin da Boa Vista

ESTAMOS DEVIDAMENTE LASCADOS



O novo Ministro do STF indicado pela Dilma. Garantia total.

É a vida...

ER

MOMENTOS MÁGICOS


CURTINDO ADOIDADO

 
A empresa Interagentes Comunicação Digital, cujo o dono é o Sr. Sérgio Amadeu da Silveira, que no primeiro governo Lula presidiu o ITI (Instituto Nacional de Tecnologia da Informação), vinculado à Casa Civil, presta serviços sobre "a potencialização de presença em rede". Mais ou menos isso: Pesquisam e monitoram sobre a citação e comentários sobre o  contratante na rede.
A Operação Lava Jato revelou que a empresa prestou serviço para José Dirceu. Foi contratada por R$ 320 mil. O objetivo seria identificam o humor da rede em relação a uma pessoa ou a uma marca.
Deu na Folha.
 
Blog: Sinceramente, gostaria de saber se ocorreu alguma citação positiva. Parentes e colegas do Partido não vale. Aí está uma boa pesquisa para ser feita pelos manda-chuvas da terrinha.

ER







MOÇA BONITA

Eva

CHEGANDO A HORA


quinta-feira, 16 de abril de 2015

FAZENDO TURISMO OU INTERESSADO NO PETRÓLEO ?

 
Segundo o jornal "O Globo", o ex-deputado peemedebista Henrique Eduardo Alves, que tomará posse como ministro do Turismo nesta qunta-feira, é um dos políticos que se reuniu na Petrobras quatro vezes com o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e pelo menos uma vez com o ex-diretor de Serviços Renado Duque, ambos presos na Operação Lava-Jato.
O novo Ministro do Turismo esteve sete vezes na companhia entre 2009 e 2012. Foi em 2011 que se encontrou com os diretores denunciados na Lava-Jato. Ele esteve com Paulo Roberto em janeiro, março, julho e novembro daquele ano. Com Duque, o encontro na Petrobras foi em junho. Somente na primeira oportunidade o parlamentar adentrou pela porta principal, tendo nas outras ocasiões acessado o prédio pelo primeiro subsolo, onde fica a garagem.
Na sua delação, Paulo Roberto mencionou ter encontrado duas vezes com Henrique Alves, ambas na Petrobras. Segundo o relato, o peemedebista estava acompanhando de um empresário, Paulo Roberto Santos, dono da PRS, empresa que era sócia da Petrobras na termelétrica Termorio.
Henrique Alves esteve ainda outras três vezes na Petrobras. Em 2012, encontrou-se duas vezes com Jorge Zelada, ex-diretor da área internacional. O primeiro registro da presença de Henrique Alves na companhia é de 2009, quando foi recebido por Armando Tripodi, chefe de gabinete de José Sérgio Gabrielli.
 
Blog: Em cada enxadada é uma minhoca.

ER

FANTÁSTICO !

 
Segundo matéria divulgada na noite de domingo, dia 12/04/2015, mesmo com um orçamento por habitante inferior à média nacional, graças a um planejamento eficaz e uma gestão eficiente o município de Santa Rita do Sapucaí alcançou resultados impressionantes quando analisado o índice de desenvolvimento humano-IDH, que mede a qualidade de vida da população.
 
Segundo o deputado federal Bilac Pinto, tal resultado é fruto de uma administração compromissada com o bem estar de sua população, onde educação, saúde pública, saneamento básico e transporte público são vistos como prioridades.
 
“Foi com extrema felicidade que assisti no Fantástico o reconhecimento de um trabalho marcado por sua eficiência e honestidade, demonstrando total preparo por parte do prefeito e vice-prefeito, os senhores Jefinho e professor Wander que, com o apoio da Câmara dos Vereadores e uma equipe de secretários municipais extremamente competentes, conseguiram atingir índices de desenvolvimento humano que deixaram até os mais otimistas orgulhosos. Gostaria de aproveitar para agradecer também aos ex-governadores e atuais senadores da república Aécio Neves e Antônio Anastasia, ao Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, eletrônicos e Similares do Vale da eletrônica – SINDIVEL e aos inúmeros empresários que investem no futuro do município, pelo total apoio dado à nossa querida Santa Rita do Sapucaí.” Bilac Pinto.
 
Blog: Está certo que o Dep. Bilaquinho encaixou umas emendas para modernização do Hospital de Itajubá. Foi bom.
Mas esqueceu de agradecer a nós, da terrinha por aceitar (com louvores) receber o lixo diário recolhido nas ruas da cidade vizinha. É a vida.
 
ER

GISELE PARA PRESIDENTE !


quarta-feira, 15 de abril de 2015

BANCO AMIGO

 
Nunca usei na vida chinelos de borracha, desses como uma tirinha separando o dedão do segundo. Sinto cócegas. Incomodam.
Como pequeno luxo, desde ainda jovem, uso Birkenstock. Para os desligados, trata-se de um calçado alemão fabricado desde 1774. Na realidade trata-se de chinelos que vestem os pés. Duram uma eternidade e não são caros na Alemanha.
Vez por outra os meus filhos, quando viajam, me trazem de presente um par de presente. Pelos meus cálculos já estou abastecido até quando já estiver no paraíso.
Mas, um dia aconteceu.
Numa manhã de domingo, após passar pela Agência do Banco do Brasil, tentei atravessar a Praça Adolfo Olinto (que para mim teria o seu nome alterado para Praça Dona Onofrina e Dr. Rodolfo Ferreira - grandes amigos), para alcançar a Banca de Jornais.
Como  diria o Napoleão Bonaparte, foi o meu Waterloo.
Como todo morador na terrinha sabe, o piso da aprazível praça não é para ser encarado por amadores. Pedras de mão de tamanhos diversos e faces irregulares proporcionam um desconforto ao transeunte. Como se estivéssemos caminhando sobre um gigantesco "pé-de-moleque" (inteiro e não moído).
Tropecei, com o chinelo mal ajustado, na primeira pedra.
Seria bom se tivesse caído. Mas não caí, pelo menos no primeiro momento.
Ridiculamente fui tentando me equilibrar, meio de lado, meio de quatro, vezes com uma das mãos no chão e outras não.
Avancei naquela patética situação, no meu sentimento, pelo menos uns 500 metros e com tempo de duração de uma eternidade.
Até que um banco de cimento amigo me serviu de apoio e acolheu totalmente resfolegante. Minha primeira e única preocupação foi girar o olhar pelos arredores preocupado com testemunhas.
Alívio. Nenhuma viva alma.
Lamento, mas é como vejo o Brasil hoje. Tropeçou há praticamente 12 anos e segue catando cavaco. Não cai de vez, mas também não ergue.
Talvez falte encontrar um banco.
 
Viver é Perigoso       

MOMENTOS MÁGICOS


AJUSTE FISCAL


FRASE ABOBRINHA



“Até agora, todos que roubaram têm diploma”.

Lula

VACA SEGUINDO PARA O BREJO


Funcionário que propinava foi preso. Os chefes continuam em liberdade.

Clarin da Boa Vista

VENTOS DE GUERRA


Sem atentar para o fato de que estava pegando um fim de festa, com bomba relógio acionada na economia, a Administração Municipal saiu das eleições carregando nas costas um caminhão de promessas e compromissos. Num tempo em que os arautos do rei diziam que dinheiro não faltava. Faltavam eram projetos.
Não perceberam e chamaram de aposentados caducos e negativistas a "meia dúzia" de cidadãos que alertava para a aproximação dos ventos de guerra.
E vamos que vamos. Descer do palanque, nem pensar. Planejamento foi tomado como ausência de ousadia.
Deu no que deu.
Empréstimos, elevação de impostos e pasmem, a tentativa de venda de patrimônio público para proporcionar "caixa" para pagar contas e tentar mostrar algum serviço nos bairros mais habitados e nas rotatórias mais visíveis.
Nada de humildade e redução nos custos.
E não se trata de uma verdade só da terrinha. Anda acontecendo em muitas prefeituras do país.
Deu na imprensa:
 
"Pesquisa feita pela Ideia Inteligência mostra que a situação dos prefeitos está complicada.
Na média, eles estão com 47% de avaliação ruim/péssima.
Mais: 43% dos moradores acham que a vida piorou em suas cidades, e 59% desaprovam a atual administração municipal.
O drama dos prefeitos é que eles encaram as urnas já no próximo ano. Com tamanho deficit de popularidade, a reeleição lhes será árdua.
A pesquisa foi feita por encomenda da Frente Nacional de Prefeitos. Não foram divulgados resultados isolados por cidade.
O quadro é desolador para os gestores municipais. Dois em cada três eleitores se dizem pouco ou nada informados sobre o atual prefeito de sua cidade. Só 29% ouviram falar de alguma realização da prefeitura - a taxa ainda é menor nos pequenos e médios municípios.
A agenda negativa federal contamina o resto. O prefeito médio acabou no mesmo barco furado do governo federal.
Com a diferença que ele terá menos tempo para achar uma boia de salvação e não se afogar nas urnas em 2016".

ER

MOÇA BONITA


terça-feira, 14 de abril de 2015

SOB A LUZ DE VELAS


Amigo é aquele que critica pela frente e elogia pelas costas.

Eduardo Galeano

PLEASE !

 
Um amigo me contou de um Senhor de Governador Valadares que tentou imigrar para os Estados Unidos sem falar inglês. Dentro de uma van cheia de ilegais, ao ouvir o policial da fronteira dizer ao motorista: "OK, thank you very much", ele entendeu: "OK, tranque o velho e mate". E saiu gritando: "Não, por favor, não precisa matar, não" .

Vanessa Bárbara

IMPORTANTE PARTICIPAÇÃO

 
Comentários, com uma ligeira pitada de inveja, sobre a reportagem apresentada no último domingo no Fantástico, sobre Santa Rita do Sapucaí. A administração e a cidade vizinha vai muito bem. De certa forma, a nossa terrinha também participa. Ficamos com o lixo.

Viver é Perigoso  

CONTA GOTAS

 
1 - Com a participação majoritária do PMDB, a primeira administração do Prefeito Chico, assumiu a Prefeitura que estava devendo "as calças", inclusive com o salários dos funcionários com enorme atraso. Protestos nas ruas, etc.
A casa foi colocada em ordem sem a venda de uma fatia sequer do patrimônio. Muito trabalho e redução de custos.   
 
2 - Quando da eleição do Eng. Santi para a presidência da Câmara, o blog escreveu que estávamos presenciando uma vitória do Prefeito Rodrigo. Hoje, constatam. Um voto questionador e independente eliminado com habilidade política.
 
3 - A Câmara, como era previsto, recusou a realização de uma Audiência Pública para discutir a pretensa venda de imóveis públicos pela atual administração para fazer caixa. Não adiantaria de nada. As AP´s recentes mostraram que tudo está dominado.
 
4 - A existência de um mínimo de independência e responsabilidade da Câmara (sua maioria), exigiria formalmente do Executivo, de forma clara e nítida, em que, como e em que valores, o resultado do festival de vendas imobiliárias promovido seria empregado.
 
5 - A troca do imóvel (prédio + benfeitorias + terreno) da antiga Cabelte pela construção do Teatro Municipal foi bem-vinda. Resta esclarecer em que condições foi feita. Valor do imovel cedido (avaliação oficial) e orçamento para construção do Teatro. O teatro será entregue completo, com palco, poltronas, iluminação e etc ? Seria função da Câmara, claro, se cumprisse as obrigações prevista.
 
Blog: Questionamentos normais e com certeza, pela dificuldade de respostas, tomados como ofensas. 
 
ER 

PENA DE NÓS

"Coitado do leitor brasileiro, seja ele de jornal, revista, internauta, pouco importa! Não é fácil acompanhar a pauleira, né? Imaginem como deve ser na Suécia ou na Dinamarca. Os caras acordam, tomam ciência do noticiário — alguma questiúncula envolvendo um benefício do estado de bem-estar social, ou, sei lá, ações humanitárias em lugares remotos do planeta — e vão cuidar de suas vidas. Uma boa ocupação é reclamar da qualidade do arenque. Sobrando um tempinho, leiam “A Morte de um Apicultor”, do sueco Lars Gustafsson. Alguns podem ser tentados a ver na obra certo mal-estar da abastança. Ainda acho que é melhor morrer de tédio do que de susto, de bala ou vício. Adiante. Por que eu me compadecia do leitor? A quantidade de escândalos que é obrigado a acompanhar chega a ser cruel. Pior: as autoridades já não temem mais o cinismo..."
 
Pois é… Como são infelizes os suecos e dinamarqueses, que não contam com a criatividade, o desassombro e o cinismo de homens públicos como André Vargas, Alexandre Padilha e Arthur Chioro. Houvesse por lá políticos dessa qualidade, nunca mais reclamariam do preço do arenque. Nem escreveriam um livro como “A Morte de um Apicultor”.
 
Trechos de escrito do ReInaldo Azevedo no seu Blog.
 
ER

MOÇA BONITA

Olívia

PATETA


segunda-feira, 13 de abril de 2015

TOMOU O BARCO


 
Libre es el que es capaz todavía de elegir la defensa de su dignidad en un mundo donde, quieras o no, en algún momento tendrás que tomar partido entre los indignos y los indignados.
No nací para obedecer. Nací para ejercer mi libertad de conciencia. No puedo aceptar la idea de que entre las personas o entre los países haya conductores o conducidos.

Eduardo Galeano

Eduardo Hughes Galeano, simplesmente, Eduardo Galeano. Uruguaio, escritor de mais de 40 livros. Apaixonado pelo futebol. Tomou o barco hoje em Montevidéu aos 74 anos. Quem não leu "As veias abertas da America Latina ?

ER

PRÁ PENSAR

Muito interessante de ler. Escreveu Patrícia Ramirez para o jornal El País.
 
Blog: Não tenho a menor dúvida que, mesmo que de passagem, comentando sobre administrações públicas, política e políticos, somos todos, no momento ora vivido, de uma maneira ou outra, pessoas virais políticos (categoria não enquadrada pela cronista). 
 
Com certeza você já se viu alguma vez numa situação em que, depois de conversar com um amigo, se sentiu desolado, contemplou o mundo com mais tristeza e menos entusiasmo do que antes de começar a conversa, ou pensou: “Nossa, nunca acontece nada bom com esse amigo, ele está sempre reclamando”. E em situações extremas, você ouviu o telefone tocar, viu o nome de quem estava ligando e deixou de atender porque sabia que essa pessoa, de alguma maneira, ia complicar sua vida: contar um problema novo ou continuará falando de  seu assunto único, em geral com a temática "desgraça".
A pergunta que sempre se faz depois de passar um tempo com pessoas virais é: “E que necessidade tenho eu de ficar ouvindo isso?”.
Quem são as pessoas virais? São aquelas que chegam e contagiam de mau humor, de tristeza, de medo, de inveja ou de qualquer outro tipo de emoção negativa que até aquele momento seu corpo não tinha manifestado. É como um vírus: chega, se espalha, faz você se sentir mal e quando você se afasta, pouco a pouco, volta a seu estado natural e, com sorte, esquece.
A origem da pessoa viral é variada: o mau gênio, a inveja, a falta de consideração, o egoísmo, a estupidez ou a falta de tato. O importante é ter recursos suficientes para se proteger do contágio. O mundo está cheio de pessoas virais de diferentes tipos, umas menos daninhas e outras bem más, que deixam lembrança e cicatriz.
 
Virais passivos. Nessa categoria incluo os vitimistas, os que colocam a culpa de todo o seu mal em quem está em volta, nunca são responsáveis pelo que lhes acontece de ruim porque são os outros ou as circunstâncias que provocam seu mal-estar. Se você os ouve e está bem, pode até se sentir uma má pessoa por desfrutar do que os vitimistas não têm. E não porque não tenham a possibilidade de fazê-lo, mas porque aprenderam a ganhar a atenção pela queixa e isso é cômodo. Sentem-se maltratados pela vida e abandonados pela sorte. Sem dúvida, fazem sentir-se mal quem não presta a atenção ao que acreditam ser merecedores. Com essas pessoas, você sofrerá o contágio dos vírus da tristeza, frustração e apatia.
 
Virais caras-de-pau. São os que sempre pedem favores, mas nunca estão atentos às necessidades dos outros. Não mantêm relações bidirecionais nas quais dão tanto quanto recebem. Tiram dos outros sem perguntar se tudo bem, se precisam de ajuda, se podem emprestar naquele momento. São egoístas e egocêntricos e, no momento em que suas necessidades deixam de ser satisfeitas, começa a crítica e a chantagem emocional. Com essas pessoas você sofrerá o contágio do vírus do “sinto que estão abusando de mim”, do aproveitamento e da resignação.
 
Virais críticos. Vivem a vida dos outros, porque a deles não é suficiente. A vida deles é cinza, chata ou frustrante demais para se falar dela, então destroem tudo que está à sua volta. Não espere palavras de reconhecimento para os outros nem que falem de forma positiva de ninguém, porque ver que os outros estão bem potencializa sua frustração como pessoas. Não sabem competir sem destruir o outro. Arrasam como Átila. Com essas pessoas, você sofrerá o contagio do vírus da desesperança, da vergonha, até da culpa, se participar da crítica. E a culpa logo trará o vírus do remorso.
 
Virais preconceituosos. Mantenha-os bem longe. São ressentidos com a vida, porque não foram capazes de administrar a própria ou porque a vida não foi como imaginavam. Antecipam que as pessoas são interesseiras e não esperam nada bom delas. Tudo é interpretado de forma negativa, todo o mundo é visto com má intenção. Vivem em um constante ataque de ira, como se o mundo lhes devesse algo. Não suportam que outros tenham sucesso, esforço e força de vontade, porque menosprezam ainda mais essas atitudes de superação. Com essas pessoas, você sofrerá o contágio do vírus da vulnerabilidade, da insegurança, da impotência e da ansiedade.
 
Virais psicopatas. Para quem não sabe, não é preciso ser serial killer para ser psicopata. O psicopata é aquele que inflige dor aos demais sem sentir a menor culpa, remorso e sem se sentir mal. Há muitos assim, que não sujam as mãos. São os que humilham, faltam com o respeito de propósito, batem, ameaçam e fazem com que o outro se sinta ridículo, menosprezado e sem autoestima. Diante deles, saia correndo, porque o que fazem uma vez, repetem. Se permite que o maltrate, você acabará pensando que esse é o tratamento que merece. Com essas pessoas você sofrerá o contágio do vírus do medo e do ódio. Muito difícil de erradicar, permanece por muito tempo em sua memória.
 
Mecanismos de defesa. Para evitar o contágio dos virais vitimistas, a primeira coisa a fazer é interrompê-los. Diga que está ali para ajudá-los a tomar decisões e solucionar problemas, mas não para ser o lenço no qual afogam suas mágoas sem se envolver. Essas pessoas se acostumam a chamar a atenção por suas desgraças, mas são incapazes de se responsabilizar e agir porque optam pelo caminho mais fácil: chorar.
Diga a elas que ficará encantado em ajudar se elas se mobilizarem. E, se não o fizerem, afaste-se de alguém que tomou a decisão de ser um parasita a vida toda. Você não está abandonando, está lhe dando estímulo para agir. Se decidir não tomar as rédeas da própria vida, ser seu lenço também não será uma ajuda. A mesma energia que se gasta reclamando é a energia empregada para buscar soluções. A primeira opção consome e paralisa, e a segunda, soma.
Diante do vírus de pedir, use o antivírus de dizer não. Se você não fizer prevalecer suas necessidades e prioridades, os outros também não o farão. Uma coisa é ser solidário e outra muito diferente é estar à disposição de todos e não nunca para si mesmo.
Não permita que a pessoa viral crítica faça julgamentos de outras pessoas que não estejam presentes. Se fizer isso com os outros, também fará quando você não estiver presente. Não entre nesse jogo nem se identifique com essa conduta. Diga que não gosta de falar de pessoas que não estão presentes. E se se trata de rumores, diga que não tem a certeza de que o rumor seja verdadeiro. Os rumores, na maioria das vezes, são infundados, falsos ou exagerados. Propagam-se como o vento e, apesar de que logo se comprova que são falsos, o dano está feito. Aja como gostaria que fizessem com você, com respeito, discrição e veracidade. É mais importante ser ético do que evitar um conflito com um crítico.
E, por fim, não permita que ninguém lhe falte com o respeito e muito menos o maltrate física ou psicologicamente. Como pessoas, todos merecemos um tratamento digno. Peça ajuda, coloque-se em seu lugar, não dê uma segunda chance a quem o machucou. Quem machuca não gosta de você; pare de justificar o outro por seu passado, seu caráter, sua educação, o álcool ou seus problemas. Nada, absolutamente nada, autoriza a falta de respeito e os maus-tratos físicos e psicológicos. E isso é válido no âmbito familiar, profissional e entre os amigos.
Cerque-se de pessoas de bem, que gostem de você e que demonstrem isso, que lhe façam feliz, com as quais saia com as baterias recarregadas. Temos a obrigação de ser felizes e aproveitar. Há muita gente disposta a isso. Não as deixe escapar. As pessoas estão aqui para se ajudar, somos uma equipe.
Patrícia Ramirez

SOB A LUZ DE VELAS


Pode-se confiar nas más pessoas, porque elas não mudam nunca.

William Faulkner

CANTINHO DA SALA

Pablo Picasso