terça-feira, 28 de outubro de 2014

PEDIDO DE DESCULPAS


"Lamento profundamente a situação criada e, em nome do meu partido, quero pedir desculpas a todos por ter confiado cargos de responsabilidade a pessoas que não eram dignas deles. Compartilho da indignação dos cidadãos com o acúmulo de casos de corrupção. — Não cabe a mim apenas condenar essas práticas, mas também atuar para evitá-las."
 
Calma pessoal. Quem pediu desculpas foi o Sr. Mariano Rajoy, Presidente do governo da Espanha. Aconteceu hoje.

ER
 

CANTINHO DA SALA

Max Beckmann - Quappi (sua mulher) -1932/1934

MOMENTOS MÁGICOS


TROCANDO EM MIÚDOS

 
Michel Temer quer diálogo amplo sobre a reforma política. Quer dizer: não quer a reforma política.

Clarin da Boa Vista

ADEUS DENÚNCIA PREMIADA


Governo brasileiro vence. Itália não irá extraditar o mensaleiro Pizzolato.

Clarin da Boa Vista

FUTURO SOMBRIO

De burrice em burrice a terrinha vai se afundando.
O Sistema de Monitoramento de Enchentes será desativado no próximo dia 20 de dezembro.
Sistema idealizado e montado por parceria da Unifei, através do Grupo de Estudo em Ciência Ambientais, e da Copasa que tornou possível informar a população, com algumas horas de antecedência, a ocorrência de cheias. Com este suporte técnico a defesa civil, ou outro órgão responsável, pode articular de maneira mais eficiente seu plano de contingência.
Esse sistema é composto por 18 estações de coletas de dados de precipitação e nível dos rios, distribuídas ao longo da bacia do Rio Sapucaí desde a nascente em Campos do Jordão/SP até a cidade de Pouso Alegre/MG, no Rio Sapucaí e seus principais afluentes.
 Em Setembro de 2002 foi firmado, entre a UNIFEI e a COPASA, o 1° Plano de Trabalho que contemplava a instalação de estações de monitoramento e as primeiras medições fluvio-pluviométricas para o Alto Sapucaí. Este plano de trabalho se inseria dentro de um convênio assinado entre as partes para o equacionamento da questão de cheias no Sul de Minas.
O protótipo inicial começou sua operação em Maio de 2003 e funcionou até Março de 2005, com excelentes resultados. Por motivos financeiros, o projeto teve uma parada até Janeiro de 2008.
Com o novo convênio firmado entre UNIFEI e COPASA em 2010, estão disponíveis as informações hídricas - dados de chuva e níveis de rios - de 18 estações de monitoramento.
O convênio se encerra e pelo visto não será renovado.
A Copasa muda de "dono". Será administrada pelo governo petista e possivelmente deixará o convênio.
O Prefeito Municipal, que teria a responsabilidade de se preocupar com o assunto, estaria buscando uma outra alternativa, tirando fora a Unifei. Por razões outras ambientais a atual administração não fala a mesma língua que a dos técnicos da Unifei responsáveis pelo desenvolvimento e atualização constante do sistema. 
Outros profetas municipais, acostumados com a atual triste estiagem, pregam que as grandes chuvas foram embora definitivamente da região. Enchentes, nunca mais.
Anos e anos de trabalho e estudos serão abandonados.
Uma ação conjunta entre a Unifei, PMI, Copasa, Piranguinho, Santa Rita do Sapucaí e Pouso Alegre poderia resolver facilmente a questão.
Vaidade, vaidade e vaidade.
 
ER 

REUNIÃO QUE NÃO ACONTECEU


Dilma aos berros:
 
- Eu quero saber que merda que foi esta que deu no Sul de Minas. No primeiro turno engoli o fracasso por que essa Marina atrapalhou. Quero resposta já !
 
João Santana Marqueteiro.
 
- Presidenta, aquela região ficou sob responsabilidade do Fernando Pimentel.
 
Dilma aos berros:
 
- Chamem logo o Pimentel. Já ! Quero explicações daquele comedor de pão de queijo.
 
Pimentel trêmulo:
 
- Presidenta, aquele povo é rebelde e imprevisível. Mas deleguei a responsabilidade para o Deputado Odair Cunha, conhecedor da região.
 
Dilma aos gritos:
 
- Sei lá quem é esse tal de Odair Cunha. Tragam-no aqui nem que for de camburão.
 
Odair Cunha choramingando:
 
- Eu juro que fiz tudo certo. Gastamos uma nota preta de propaganda, convencemos a Reitoria da Unifei a nos dar apoio, lotamos as ruas de painéis e deu no que deu. Mas presidenta, em Marmelópolis nos fomos vencedores.
 
Dilma com as veias do pescoço saltando:
 
- Eu sei lá onde fica essa cidade ! Eu quero saber de Itajubá ! A Universidade é nossa ! A Helibrás está cheia de pedidos, dei uma ponte e duas creches para o Tal de Dr. Jorge. Mandei o BNDES emprestar dinheiro a um custo baixíssimo para o Anastásia construir o Aeroporto ! Exijo cabeças !
 
Odair Cunha quase de joelhos:
 
- Presidenta, a Senhora tem toda a razão, mas sem querer tirar o meu da reta, deleguei aquela região e principalmente Itajubá para o Deputado Ulisses. Ele inclusive é de lá, nasceu na Imbel.
 
Dilma ameaçadora e com os olhos rútilos:
 
- Senhor Valdir, Valmir, Odair ou seja lá o que for. Não conheço e nem quero conhecer esse tal de Ulisses da Imbel ! Quero saber quem foi o responsável por esse vexame! Arrastem para cá esse homem !
 
Deputado Ulisses com um terço nas mãos:
 
- Desembucha logo barbudinho. O que aconteceu em Itajubá ? Que vexame ! O Lula tá tirando comigo e não posso falar nada.
 
- Divindade, aquele povo tem cabeça própria. É bem informado. O pessoal do Facebook lá é fogo. O prefeito é coligado com a gente e sumiu na campanha. Ficou em cima do muro. Um tiroteio desgraçado. Não podemos nem sair nas ruas com camisa do partido. Esqueceram até das árvores que o prefeito mandou derrubar na praça. E mais, que fique claro, deleguei para a Celia a condução da campanha na cidade.
 
Dilma, esmigalhando uma caneta Bic entre os dedinhos.
 
- Tragam-me imediatamente essa senhora aqui. Duvido que ela seja a responsável pelo fracasso. Nós mulheres somos as alavancas desta nação.
 
 Celia tranquila e sorridente:
 
- Oi presidenta, lá não fomos tão mal. Ganhamos em duas urnas da Vila Rubens. O Paulino deu uma força danada lá.
 
Dilma deixando a sala:
 
- Meu pai ! colocaram uma loira de olhos azuis, jornalista, com sobrenome estrangeiro e educada para coordenar a campanha ?  Ela é elite ! não viram isso ! Ela é elite !
 
The End
 
Viver é Perigoso