sexta-feira, 29 de agosto de 2014

PODES CRER !


VENTOS DE GUERRA

 
Sobre notícia publicada hoje no site da a JovemFM:
 
O nome  é imponente: Comissão Permanente de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio, Ciência, Tecnologia e Agropecuaria.
 
Pois é, comandada pelo Vereador Joel Carlos de Almeida promoveu e realizou ontem uma Audiência Pública para tratar discutir o encerramentos das atividades da unidade industrial da PKC em Itajubá.
 
O Executivo não se fez presente, nem com o Prefeito ou com o Secretário da área. As entidades de classe também, aparentemente, não deram atenção ao assunto. Esperado: O "império" não iria discutir esse assunto com meros mortais.  
 
De imediato, nesta altura do campeonato, só uma reversão impossível do mercado poderia mudar a situação. Empresas do porte da PKC não tomam decisões com projetos analisados em cima dos joelhos.
 
Pressionar a empresa citando doação de terrenos, prédios e possíveis incentivos recebidos, nesse caso específico, não adianta de nada. Tudo foi comprado e pago.
Agora, buscar alternativas criativas e sensibilizar a empresa com dados sociais, etc, poderia funcionar.
 
As empresas instaladas no município ficam sempre ao "Deus dará". As autoridades não acompanham o seu dia a dia. Quando as procuram é para fazer pedidos. É a vida. 
 
Voltando a Audiência Pública, conforme site da JovemFM, o pessoal decidiu:

 
1 O Jurídico da Câmara deverá analisar o contrato ou a Carta de Intenções da empresa com a Prefeitura desde os tempos da AFL , para verificar que compromissos a Empresa pactuou com o Município de Itajubá : cessão de terrenos, financiamentos subsidiados, isenção de impostos , ou outros,
2. Formação de uma Comissão composta de representantes da Câmara, Executivo e Ministério Publico juntamente com representes do Sindicato, para conversar com o Prefeito , e conseguir com os seus contatos políticos, uma Audiência Publica na Assembleia Legislativa e com o atual Secretário Estadual de Industria e Comercio.
3. Se for o caso seguir até Brasília, para reunião com os responsáveis da área.
Mais detalhes da reunião, serão dados no Programa “Falando Francamente “. Sábado das 11 ao meio dia. Aqui na Jovem FM.
 
Tudo bem, todo os esforços, mesmo em vão, são válidos. Entretanto será sempre bom lembrar a existência de uma área de terreno situada dentro da propriedade, que ainda pertencia até pouco tempo atrás ao município. Herança da antiga Hora Minas, com elevado passivo ambiental.
Lembrem-se e analisem sobre a situação do caso.
 
ER 

SEIS POR 1/2 DÚZIA


MOÇA BONITA

Penélope