quinta-feira, 26 de junho de 2014

TROCANDO AS BOLAS


Lewandowski e Barroso, do STF, liberam Suárez para trabalho externo !

Clarin da Boa Vista

COMEÇOU !

O ministro do STF Luís Roberto Barroso acatou recurso do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e autorizou que ele volte a trabalhar na CUT (Central Única dos Trabalhadores).
Em relação a outros dois recursos de não petistas, um do ex-deputado Romeu Queiroz e de Rogério Tolentino – que era advogado do publicitário Marcos Valério  quando os crimes do mensalão foram cometidos – Barroso negou os pedidos.
 
Blog: Daqui prá frente deverá ser a toada.
 
ER

FUTEBOL NA TERRINHA

Volta e meia, talvez por falta de outros assuntos, discutem a impossível implantação de futebol profissional em Itajubá. Esqueçam.
Se os grandes clubes do país, com televisão e publicidade estão, quase todos falidos, imaginem os clubes do interior. Arrastam-se.
Com clássicos nacionais e internacionais na televisão, como dizem, "di grátis", quem iria aos campos do Yuracan e Smart assistir Yuracan x Itabirito ?
O que poderia funcionar e levar o público para os estádios, seria a realização de um campeonato Sul-mineiro amador, atiçando possíveis rivalidades entre as cidades vizinhas.
De certa forma, acabaria sendo um campeonato profissional meio disfarçado. Algum agrado sempre seria necessário oferecer aos craques.
Claro, com a realização de partidas em horários diferenciados para evitar a competição com a TV. Por exemplo, realização dos jogos aos domingos pela manhã, ou mesmo, nos sábados à tarde.
Melhor esquecer o assunto.

ER  

AS PREFERIDAS DO DOUTOR (NACIONAL)



Diogo Mulero, paulista de 1918 e Sebastião Alves da Cunha, mineiro, de 1927, de Coromandel. Simplesmente, Palmeira e Biá.
Começaram a trabalhar juntos em 1952, quando foram contratados pela Rádio Piratininga, para fazer um programa semanal, toda terça feira às 21 horas. Em 1953 gravaram na RCA Victor o primeiro disco, interpretando a valsa "Nossa senhora das graças.
Em seu primeiro ano de atuação, gravaram 10 discos de 78 rpm, numa média de quase um por mês.  Em 1954 a dupla passou a se apresentar juntamente com o acordeonista Mário Zan em excursões por vários estados do país. 
Em 1956, gravaram pela RCA Victor o bolero "Boneca cobiçada", de Bolinha e Biá, o maior êxito da dupla com mais de 500 mil cópias vendidas e que se tornou um clássico da MPB, sendo regravado inúeras vezes, por diversos artistas, entre os quais, Carlos Galhardo. "Boneca cobiçada" virou filme com o mesmo nome e tornou-se um marco da música sertaneja, ao incluir novas temáticas, além de novos arranjos e instrumentos.
Ficaram conhecidos como "Os coronéis da música sertaneja".
 
Web

SUPREMO ARRAIÁ


MOÇA BONITA

Torcedora da Espanha