quinta-feira, 12 de junho de 2014

COPA DO MUNDO

 
 
Abertura da Copa lembrou os Jogos da Primavera. Confirmado: Juiz é nosso !

Clarin da Boa Vista

SE A MODA PEGA

 
Os moradores do Distrito de Sertãozinho, em Borda da Mata, se revoltaram com a retirada das árvores de uma praça e resolveram ‘enterrar’ alguns políticos da cidade no mesmo local. A praça então amanheceu cheia de cruzes com as cores da bandeira brasileira em alusão ao início da Copa do Mundo.
Os responsáveis pelo protesto em forma de cemitério de políticos não quiseram se identificar, mas em uma das placas, colocaram o nome do prefeito, Edmundo Silva Júnior.
 
Globo

DURA REALIDADE


VETERANO DE GUERRA

 
Já lá vão, com essa, 15 Copas no lombo. Todas bem curtidas.
 
1958 - Ouvida no rádio no salão da Padaria Boa Vista. Inesquecível o jogo contra o País de Gales. Gol de placa do Pelé (1x0). Meus ídolos do Flamengo ficaram na reserva: Dida, Moacyr e Joel. Zagalo já estava indo para o Botafogo.
Final Brasil 5 x Suécia 2 foi moleza. Grande festa nas ruas da Boa Vista.
 
1962 - Bi-Campeonato no Chile. Assisti a um treinamento da seleção, com dezenas de itajubenses, em Campos do Jordão. Preocupação geral quando o Pelé saiu da Copa (distenção muscular no primeiro jogo, contra o México). Garrincha conduziu o time. Amarildo entrou no lugar do Pelé e não decepcionou. Jogos transmitidos pelo rádio, com vídeo-tape transmitido à noite pela televisão. também na Boa Vista. 
 
1966 - Por influência política 44 jogadores foram convocados. Confusão geral. Muitos veteranos. O Brasil foi eliminado de cara na Inglaterra. Derrota triste contra Portugal, que revela Eusébio para o mundo. Alguns jogos já transmitidos pela TV. Em preto e branco.
 
1970 - Tri-Campeão no México, com Felix, Everaldo, Britto, Carlos Alberto, Piazza, Rivelino, Clodoaldo, Gerson, Rivelino, Tostão, Jairzinho e Pelé . Assisti ao vivo a classificação do Brasil contra o Paraguai no Maracanã. Até hoje o recorde mundial de público. Mais de 200.000 mil pessoas. Jogo duro contra o Uruguai que começou ganhando de 1x0.
Final moleza contra a Itália (4x1).
 
1974 - Já trabalhando em São Paulo. TV a cores em muitas casas. Brasil foi eliminado pela Holanda, que acabou perdendo, injustamente, a final para a Alemanha. Melhor esquecer.
 
1978 - Na Argentina. Copa meio arrumada para nossos irmãos argentinos, que viviam uma ditadura brava. O Brasil foi eliminado no saldo de gols. Segundo o técnico Cláudio Coutinho, o Brasil foi o campeão moral da Copa. Eliminado invicto.
 
1982 - Na Espanha jogou a melhor seleção brasileira de todos os tempos. Ganhava dando shows. Terrível acidente contra a Itália, que vinha mal. Precisando de um empate, levamos de 3x2. O Brasil chorou.
 
1986 - No México. Time ruim. Saímos fora na disputa de pênaltis contra a França. A Argentina foi campeã com um gol de mão do Maradona.
 
1990 - Na Itália. Outro time ruim e retranqueiro do técnico Lazaroni. Super vexame. Eliminado pela Argentina por 1x0, com gol de Cannigia aproveitando um lançamento de Maradona. Alemanha foi campeã
 
1994 - Nos EUA. Ao vivo assisti em Pasadena o Brasil ser campeão nos pênaltis contra a Itália. Baggio cobrou o último nas nuvens. Grande festa com muito samba nas ruas de Venice. Perdi a raiva dos argentinos, que dançavam nas ruas com as bandeiras dos dois países.
 
1998 - Na França. Ronaldo desmaiou e Zidade brilhou. Perdemos a final.
 
2002 - Na Coreia e Japão. A disciplinada seleção do Felipão, com muita sorte e o brilho dos Ronaldos e Rivaldo venceu a final contra a Alemanha, O goleirão alemão entregou a rapadura.
 
2006 - Na Alemanha. Roberto Carlos foi arrumar as meias e deixou o francês livre para fazer 1x0. Com Zidade expulso a Itália foi campeã.
 
2010 - Na África do Sul. Show de dois toques da Espanha campeã. O Brasil de Felipe Melo e Dunga foi derrotado pela Holanda. O goleiro Julio Cesar colaborou.
 
2014 - A primeira Copa que será assistida com um neto, já torcedor entusiasmado pela seleção. Estou preparando-o para qualquer contratempo. Não quero para ele as minhas tristezas com a seleção. Doem. As alegrias, cinco. que vivi valeram e muito.
 
Em tempo, futebol não tem nada há ver com movimentos reivindicatórios (justos) e política eleitoral.

ER
 

AGORA VAI !

 
Começa hoje. O Brasil tem os melhores jogadores da Copa. Não necessariamente o melhor time da Copa. Todos os jogos serão duros. O time tem  que ir crescendo e demonstrando regularidade no decorrer dos jogos.
Jogar em casa é bom. Jogar em casa é perigoso. Se a nossa seleção não consegue fazer gols a pressão do público leva o time prá frente. Aparecem buracos na defesa propícios para contra-ataques.
Como entre os políticos brasileiros, no futebol, bobo não existe mais.
Como sempre digo: se for para não ganhar é preferível que saia fora de cara.

ER

COPA PRÁ VALER