quarta-feira, 19 de março de 2014

AGUENTA CORAÇÃO - O RETORNO

Post publicado no "viver é perigoso" no dia 16 de dezembro de 2012 - Continua valendo !

"O duro na vida é quando não sentimos mais indignação com os malfeitos dos governos e passamos a sentir apenas tristeza.
Se confirmada a denúncia da "Veja" desta semana (sempre ela), que a Petrobras comprou, 50% de uma refinaria sucatada localizada nos EUA, pagando US$ 360 milhões a um grupo belga (Astra). Que a Astra a havia adquirido em 2005 por US$ 42,5 milhões. Que por razões de contrato e intervenção da justiça americana , a Petrobrás teve que pagar US$ 839 milhões pelos outros 50%, totalizando na aquisição US$ 1,199 bilhões.
E hoje, tenta (a Petrobrás) a se desfazer do "mico", encontrando  no mercado a proposta máxima de US$ 180 milhões.
Cadeia em regime fechado para todos os responsáveis, com ressarcimento do prejuízo é pouco.
E reparem, o presidente da empresa era o petista baiano Sérgio Gabrielli e a  Dilma, como ministra, sabia e sempre soube da história toda.
Espera-se que esclareçam tudo urgentemente. É o mínimo que devem fazer  de imediato.
Depois, se comprovado, a justiça verá como as coisas ficam.
Ou seria apenas mais um ataque da "irresponsável" mídia oposicionista  ? "

ER

GERENTONA


CENTO E NOVENTA E CINCO ANOS

By Saulo Caridade
Meus avós paternos, vindos da Espanha e da Itália, andaram, andaram e aqui se firmaram. Meus avós maternos vieram de São João da Cristina direto para o Morro Chic. Aqui ficaram.
Minha mãe telefonista e meu pai padeiro, casaram-se no final da guerra. Em 1945.
Aqui nasci, cresci, estudei, namorei, casei e me formei. Duas filhas aqui vieram nascer. O menino, não deu tempo. Manaus era muito longe.
Aqui ri muito mais do que chorei. As lágrimas vieram por questões naturais de partidas.
14 anos mais longe do que perto. Nenhum prego fixado nas paredes distantes. Afinal, lá estávamos apenas de passagem.
Passei apenas um natal distante, desde 1947. Foi o de 1957 em Cristina.
Tenho dezenas de multas por excesso de velocidade. Viajo muito.
Todas elas foram-me aplicadas no caminho de volta para casa. Nenhuma no sentido inverso.
Pressa de chegar.
Um abraço Itajubá.

ER