terça-feira, 14 de janeiro de 2014

QUESTÃO DE ESTILO

 
Segundo o site da JovemFM a Câmara Municipal voltou se reunir ontem. Pode ser bom ou pode ser ruim. Se o desempenho for como o do ano passado, salvo três ou quatro atuações individuais, melhor seria continuar em recesso. É triste, mas é a realidade. Vale também para as Assembleias Federal e Estadual.
Leio sobre a reclamação do vereador situacionista (PMDB), Sebastião Silvestre, que não vem tendo suas reivindicações atendidas pelo Prefeito e pelos Senhores Secretários.
Não existe vontade própria dos Secretários. Recebem orientações e ponto.
O Pastor Silvestre tem que entender o estilo antigo de se fazer política:
Para os vereadores de partidos da oposição, tudo.
Para os vereadores da casa, o trivial.
O Pastor Silvestre ousou a recusar assumir a Secretaria de Ação Social para promover o encaixamento de outro suplente. Ponto perdido. Teve a extrema audácia de votar com o Projeto do Executivo, encaminhado pelo vereador Rui, regulamentando o sacrifício dos animais em shows públicos.Mais um ponto perdido.
Oxalá ainda não seja submetido a um processo de cassação por infidelidade partidária. 
O Pastor deverá, como dizem na Boa Vista, lamber embira o ano todo.
Enquanto isso, os ex-adversários do Prefeito, Rui, Wilson e Zé Maria Bão, vão nadar de braçadas.
Mato na rua, luz de poste queimada, etc, etc, é só falar com eles.
 
ER  
 

7 comentários:

Anônimo disse...

Vereador que é contra o prefeito é idiota, quando é do partido é desprezado totalmente, na realidade são apenas CABOS eleitorais dos prefeitinhos de plantão nada mais.

Agora que o Rodriguinho (Sebastian) ta deitando e rolando na CMI, isso tá! Que nojo!

Anônimo disse...

Vamos la Zelador, puxadinho no presidio, 50 % obra boa! Alias ouvir o cara da defesa social estar feliz em dar comida, emprego, visita intimas, cafe da manha etc e tal aos presidiários na terrinha é muito bom!
IMAGINE SE FOSSEM PARA OS TRABALHADORES DESEMPREGADOS aqui de fora que estão ai sofrendo por não ter o que comer, o que dar aos seus filhos, afinal são VAGABUNDOSn SOLTOS ???? Ou não?

Outra? A FEBEM é só para os menores da terrinha....vá mentir na PQP!

Anônimo disse...

Pra terminar, não somos contra a Presidios, Cadeias, Cemiterios, Hospitais, Escolas, Apacs, Febem etc e tal.... o problema é o LUGAR onde colocam, va por presidio la nos quintos dos infernos mas não no Distrito Industrial, vá por a PM onde quiser mas não em frente a Joka, no meio da Rua NOVA, usando 8 estacionamentos nobres, va por a CDL noutro lugar sem ser a casa principal da ruia de maior comercio da Cidade, VÃO BRINCAR COM OUTROS IDIOTAS, comigo não VIOLÃO!

Anônimo disse...

Logo vão montar uma filial de arrecadação do LIXAO la na praça da UNIMED, ou na Getulio Vargas só pra chatear o Chico.kakaakkaaaakaaaa

M. Feitor disse...

“Em meu primeiro pronunciamento neste ano, quero pedir atenção para uma campanha de desqualificação do nosso Legislativo. Esta campanha tem a mão de parte de nossa mídia local, de meia dúzia de pessoas que não foram legitimadas pelo voto, mas insistem em dar lição de moral e fazer valer suas ideias no grito. Que Deus nos ajude neste ano que inicia”, ressaltou Rui na Câmara.

O que ele quer? Que a imprensa seja eleita também? O fato é que os políticos itajubenses não aceitam críticas e se dizem perseguidos. Amadorismo. Rui continua sendo piada.

Edson Riera disse...

M. Feitor,

Desqualificação do nosso legislativo ?
Isso já aconteceu há tempos em quase todo o país.
Não foi por parte da mídia e nem pelos 5 ou 6 que são sempre citados.
O descrédito foi promovido pelos senhores membros do legislativo. Como ? ao virarem as costas para os eleitores.
Zelador

M. Feitor disse...

"Professor Rui se tornou uma das maiores decepções da Câmara. Seus eleitores esperavam um vereador combativo, mas viram um cordeirinho com questões que chegam do Prefeito, mas um leão com questões que são de seu interesse. Seu modo de falar sempre rebuscado e sua agressividade têm gerado desconforto na Câmara e suas chances de chegar à presidência parecem pequenas agora. Já discutiu com a imprensa e quase partiu para cima de outro vereador. É autor da Lei dos Rodeios, que defende com unhas e dentes. Segue a cartilha de Rodrigo Riera"

Análise dos vereadores publicado no Jornal O Sul de Minas, de 4 de janeiro.
Isso é perseguição, campanha para desqualificar o legislativo ou realidade?