sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

SOB A LUZ DE VELAS

 
Não há inocentes. Apenas diferentes graus de responsabilidade.

Lisbeth Salander

SÓ BLUES


COLOCANDO OS PINGOS NOS IS

Alguns comentários publicados no blog  demonstraram um certo desconhecimento sobre o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Sapucaí. Segue, em resumo, o Decreto 39911/1998 que instituiu o importante Comitê, que bons serviços tem prestado a nossa região. 
DECRETO 39911/1998
Data: 22/09/1998
Origem: EXECUTIVO

Institui o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Sapucaí e dá outras providências. O Governador do Estado de Minas Gerais, no uso de atribuição que lhe confere o artigo 90, inciso VII, da Constituição do Estado, e tendo em vista o disposto na Lei nº 11.504, de 20 de junho de 1994.
D E C R E T A :

Art. 1º - Fica instituído o Comitê da Bacia Hidrográfica do Sapucaí, com a finalidade de promover, no âmbito da gestão de recursos hídricos, a viabilização técnica e econômico- financeira de programas de investimento e consolidação de políticas de estruturação urbana e regional, visando ao desenvolvimento sustentado da Bacia no Estado de Minas Gerais.........

Art. 2º - o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Sapucaí, órgão deliberativo e com competência normativa, terá, no âmbito de sua área de atuação, as seguintes atribuições:..........

Art. 3º - O Comitê será composto por:

I - 14 (quatorze) representantes do poder público, de forma paritária entre o Estado e os Municípios que integram a Bacia Hidrográfica;
II - 14 representantes de usuários e de entidades da sociedade civil ligadas aos recursos hídricos, com sede e comprovada atuação na Bacia Hidrográfica, de forma paritária com o poder público

Art. 4º - A aprovação das indicações de entidades, bem como dos nomes dos respectivos representantes, titulares e suplentes, para a composição do Comitê, será efetivada por meio de ato do Governador do Estado........

Art. 11 - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, aos 22 de setembro de 1998.

Eduardo Azeredo - Governador do Estado
 
ER

MOÇA BONITA

Misti

CANTINHO DA SALA

 
Jeffrey Gonano, de 25 anos, disse que estava procurando uma pintura para pendurar em sua parede quando leu um artigo sobre a obra sendo rifada pela Sotheby's, em Paris. 'Homme au Gibus (Homem com Chapéu de Ópera) tinha sido comprada por uma instituição de caridade que trabalha para salvar a antiga cidade libanesa de Tiro.
A entidade emitiu 50 mil bilhetes a 100 euros cada, esperando levantar US$ 5 milhões .
O bilhete premiado de Gonano foi escolhido por um sistema de computador na quarta-feira.
"Eu estava olhando para a obra e pensei que poderia muito bem tentar", disse Gonano, gerente de projetos em uma empresa de extintores de incêndio na Pensilvânia.
Apesar do valor de sua nova aquisição, ele diz que não pretende vender a obra, pelo menos por enquanto.
Organizadores disseram que compradores de todo o mundo tomaram parte no sorteio, com um grande número nos Estados Unidos.
A pintura, de 1914, tinha sido comprada de uma galeria de Nova York pela entidade de caridade Associação Internacional para Salvar Tiro com a ajuda de um empréstimo bancário de grande porte.
A associação informou ter pago um pouco menos do que US$ 1 milhão estimados pelos especialistas da Sotheby's.
O neto de Picasso, Olivier Picasso, estava entre os que promoveram a venda dos bilhetes.
Ele disse que seu avô teria aprovado a iniciativa.
"Meu avô foi um dos pioneiros em tudo, em sua vida amorosa, em sua obra, por isso hoje eu tenho certeza que ele teria ajudado a causa", disse ele .
 
BBC

CAÇAS SUECOS