domingo, 15 de dezembro de 2013

SOB A LUZ DE VELAS

 
 
"Se eu vi mais longe, foi por estar de pé sobre ombros de gigantes."

Isaac Newton

AMIGO SECRETO NA PAPUDA


Zé Dirceu -  Pô ! quem será esse tal de Venâncio Navalhada que eu tirei no sorteio ? O que vou comprar para ele ? Será que ele gostaria de uma foto do Lula, autografada, é claro, para colocar na parede da sua cela ?

Delúbio - E o que darei para o tal de Onofre Metralha ?

Genoíno - Já decidi. Darei uma camiseta vermelha do partido para o Alziro Sete Dedos, com a frase "Endurecer sempre. "Perder a Ternura, Jamais ". Creio que ele irá gostar.

Do outro lado:

Venâncio Navalhada - Darei para o Dirceu, do Suplicy, um CD cantando uma música do Bob Dylan e o livro "Renda Mínima. Creio que ele vai adorar.

Onofre Metralha -  Para o Delúbio estou pensando em comprar o DVD "Ao Mestre com Carinho", do Sidney Poitier. Ele não era professor ?

Alziro Sete Dedos - Para o Genoíno vou dar o livro "Cuidado com o que você assina".

Todos estarão presentes na revelação.

ER 

MOMENTOS MÁGICOS


MOÇA BONITA

Monica

CARTAS QUE NÃO RECEBI

Itajubá, 15 de dezembro de 2013
 
Senhor Zelador,
 
Dezembro é uma ocasião propícia para fazermos um balanço sobre o nosso próprio desempenho no ano que se encerra. Estive a pensar.
Quantos novos amigos consegui em 2013 ? Algum inimigo ?
Considerando a minha atuação no legislativo itajubense durante 2013, numa hipotética nova eleição, eu teria mais ou menos votos ?
O eventual desgaste acontecido, absolutamente normal, foi obtido na defesa de causas justas ?
Sobre as questões já votadas e decididas na Câmara, justas, corretas ou não, já não podemos fazer nada. Passaram. 
O caso específico da Lei de Rodeios, cujo teor me foi apresentado por empresários locais que promovem esses eventos e que, segundo eles mesmos, foi calcada em regulamentações existentes em outras cidades do interior de São Paulo, vem tirando meu  sono.
Atendendo a pedidos e compromissos apresentei o Projeto de Rodeios acreditando que estava adotando providências legais para atenuar o sofrimento dos animais nesses eventos.
Por indicação desse pessoal, convidamos e promovemos a vinda de um especialista escolhido para, com sua experiência, nos subsidiar sobre o tema.
O Professor deu um show em defesa dos rodeios. Nos convenceu (exceto alguns companheiros que já tinham posição sobre o assunto).
Tenho repetido pela vida afora que enfrento qualquer um em defesa de minhas idéias, de minhas convicções e não sou homem de voltar atrás.
Por outro lado, como professor, há séculos, sei muito bem que estou e estarei aprendendo sempre.
Desta forma, reconheço não fazer sentido  discutir, neste momento, este Projeto.
Não é prioridade.
Sei muito bem que os empresários interessados na aprovação do Projeto têm todo o apoio e estímulo do Executivo Municipal. Uma parceria já antiga.
Sei que erramos em não promover a vinda de um especialista em rodeios, que tenha uma posição diferente do professor que aqui esteve.
Posteriormente, fomos informados que ele possui interesse nesses shows.
Sei muito bem da capacidade de mobilização dos empresários de rodeios em conseguir assinaturas favoráveis. Possivelmente não são democráticas.
Sei muito bem que a Cidade Universitária de Itajubá poderia muito bem aprovar uma Lei abolindo definitivamente a realização de rodeios e, consequentemente, o maltrato aos animais no município.
Estou ciente  de que a realização de audiências públicas para discutir o assunto não trará benefícios adicionais. Os interessados comercialmente lotarão o ambiente com  seu pessoal, secretários, diretores, funcionários (como aconteceu no Plano Diretor) e levarão de roldão todo o debate.
Face ao exposto, resolvi tomar a seguinte decisão:
Como autor do Projeto, solicitarei a sua retirada para maiores e melhores estudos no decorrer de 2014.
Creio que assim ficará melhor para todos.

Vereador Amigo

OS DOIS