quarta-feira, 2 de outubro de 2013

MOMENTOS MÁGICOS


SOB A LUZ DE VELAS

 
 
"A essência da ironia consiste em não se poder descobrir o segundo sentido do texto por nenhuma palavra dele, deduzindo-se porém esse segundo sentido do fato de ser impossível dever o texto dizer aquilo que diz."

Fernando Pessoa

CENTENÁRIO DA NOSSA ESCOLA

 
Fiquei sabendo que irão inaugurar, quando das comemorações do centenário da nossa Escola, estátuas do Doutores, Theodomiro, José Rodrigues Seabra e Pedro Mendes, como se conversando estivessem.
Bela.justa e inquestionáveis homenagens.
O Dr. Pedro conheci bem. Foi meu professor e diretor. Votei nele para prefeito da cidade, contra o candidato do partido que eu acompanhava e tinha afinidades. Votei por não ter como votar em outro nome.
 
Lendo e relendo o livro " Vidal Dias - Uma vida, muitas histórias", escrito com o brilhantismo de sempre pelo nosso colega de Escola, Carlos Alberto da Silva, sou levado a pensar:
Temos que deixar no local um espaço para a estátua do Doutor Vidal Dias junto aos três.
Dr. Vidal nasceu na nossa terrinha em 1898. Formou-se pela nossa Escola em 1918, aos 20 anos. Tomou o barco em 1969.
Depois do falecimento do Dr. Theodomiro (em 1936) a Escola passou por enormes dificuldades. Dirigida heroicamente pelo Dr. Seabra e com total abnegação dos professores. Esteve prestes a ser transferida para Campinas.
Em 1945, dois colegas da turma de 1918, João Braz Pereira Gomes e Vidal Dias, resolveram constituir com a participação dos professores, a Fundação Instituto Eletrotécnico de Itajubá, que adquiriria e passaria a ser proprietária e mantenedora do Instituto (fazia parte do espólio do Dr. Theodomiro). 
A Fundação foi constituída com capitais fornecidos pela Companhia Sul Mineira de Eletricidade, representada pelo seu Diretor Vidal Dias e pela Companhia Industrial Sul Mineira - Codorna, representada pelos seus Diretores João Braz Pereira Gomes e José Braz Pereira Gomes. Cada uma das empresas participou com 500 contos de reis (hoje, correspondente a três milhões de reais).
O Doutor José Rodrigues Seabra continuou na direção da Escola.
Vidal Dias trabalhou também ativamente pela federalização da Escola, conseguida em 1956, sendo assinada pelo Senador Nereu Ramos, no exercício do cargo de Presidente da República.
Outros tempos.
 
ER
 
 
 
 

JUÍZO MOÇADA !

Por falar no assunto, entre as chamadas "forças vivas" da sociedade, estão as duas das mais representativas entidades da terrinha: Associação Comercial e Câmara de Dirigentes Lojistas.
Para os jurássicos, esclarecemos que as entidades já funcionaram fisicamente juntas. Estavam localizadas nas instalações atuais da ACIEI, na Rua Nova. Tive a honra de participar ativamente das duas.
A CDL tinha contrato ou convênio, ou algo assim com uma importante empresa de informações sobre crédito. Usava a infraestrutura da ACIEI.
A ACIEI, que além do comércio, congregava também a indústria, procurou e buscou montar estrutura semelhante com outra empresa do setor.
A CDL saiu fisicamente do prédio da Rua Nova.
Claro que existem áreas conflitantes de atuação e pensamentos diferenciados entre as entidades. Absolutamente normal e saudável.
Foram decisivas em muitos momentos da história local. Já tiveram forte participação no legislativo e no executivo da terrinha.
Querem e exigem (com muito jeito) melhorias no trânsito, em infraestrutura diversa, fiscalização de comércios itinerantes e principalmente que o povo (recursos públicos) banquem seus eventos tradicionais.
Inegável a capacidade de trabalho de todos. Inegável também a dificuldade que sentem no envolvimento com causas públicas.
Não se trata de benemerência, mas de investimentos que trarão retorno aos seus próprios negócios.
A cidade é feita por todos nós. Cada um contribui com o que pode e na hora oportuna e criticas podem vir a ser também uma forma de contribuição. Provoca a discussão, o debate e a soma de pensamentos.
Nos jornais e rádios esse assunto nunca será abordado. Lógico e claro, uma vez que sobrevivem de publicidade.
No momento as entidades devem estar sendo pressionadas, justamente, por seus sócios no sentido de desempacar o Plano Diretor, que prejuízos enormes vem causando a todos.
O que fazem ?
Se posicionam, acompanhando o executivo (fácil saber a razão), favoravelmente ao aterro da várzea do Ribeirão Piranguçu !
Choque frontal com os técnicos que estudaram exaustivamente o assunto.
Não poderiam sugerir a retirada temporária do triste artigo (86) para apreciação mais profunda, liberando o Plano Diretor para aprovação ?
Itajubá está se tornando especialista em personalidades tipo: "apoio tudo, mas do meu jeito".   
 
Tenham juízo moçada.
 
ER

SÓ BLUES


ENGÔDO PETISTA



Por razões políticas, o governo federal forçado pelo histórico movimento das ruas exigiu que o prefeito petista de São Paulo, Fernando Haddad, mantivesse congelada em R$ 3,00 a tarifa do transporte público na capital paulista.
Foi divulgado que o valor estimado no orçamento para o próximo ano, como subsídio ao sistema municipal de transporte será de R$ 1,65 bilhão.
Pois bem, como milagres não existem na economia, também está previsto um aumento de 24%, em média, no valor do IPTU a ser pago pelos paulistanos.
Em média, que fique claro. Será uma cacetada.
Na realidade, todos já sabiam que todos iriam pagar a diferença nos preços das passagens. De uma forma ou de outra.
Na terrinha, não deverá ser muito diferente. Manter fixa a tarifa de ônibus é irreal. Ou a permissão para o aumento será concedida ou a PMI estuda uma maneira de subsidiar a diferença. Assim agindo, com certeza teremos um acentuado reajuste no IPTU do próximo ano. Parece ser o único lugar para tirar alguma coisa.
Foi criada pela Administração Municipal uma comissão para tratar do assunto (estudar planilhas, conferir informações, custos, etc), que não é tarefa fácil.
No que deu ? Ninguém sabe ninguém viu.
A saída mais lógica é conceder o reajuste (dentro do razoável) e esquecer qualquer subsídio, que acabam se tornando eternos.
De toda maneira, tanto em São Paulo como na terrinha, enormes desgastes acontecerão.
É a vida.

ER 

MOÇA BONITA

Juliette

NOVO JUDAS