segunda-feira, 12 de agosto de 2013

VERSOS DEFINITIVOS


Lá vou eu de novo como um tolo
Procurar o desconsolo
Que cansei de conhecer
Novos dias tristes, noites claras


Chico Buarque

TREM FANTASMA


O ministro dos Transportes, César Borges, acaba de confirmar o adiamento do leilão do Trem de Alta Velocidade, o trem-bala, que vai ligar São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro, "por pelo menos um ano". A entrega de propostas de empresas interessadas no projeto estava marcada para o dia 16 de agosto, e o leilão para a escolha do operador e da tecnologia ocorreria no dia 19 de setembro.

ER

PALAVRAS CRUZADAS


As Palavras Cruzadas já eram conhecidas no século IV a.C. O jogo era conhecido como "laterculus".
Os antigos romanos tinham de formar palavras cruzando-as de maneiras que constituíssem palíndromos - isto é, podiam ser lidas tanto na vertical quanto na horizontal, ou de frente para trás e vice-versa.
"As inscrições mais antigas desse jogo foram encontradas nas ruínas de Pompéia, a cidade italiana destruída no ano 79 pela erupção do Vesúvio".
Nos moldes atuais, porém, as palavras cruzadas apareceram pela primeira vez no jornal New York World, em 22 de dezembro de 1913. O inglês Arthur Wynne, responsável pela seção "Diversão" do jornal, recebeu a incumbência de inventar um jogo especialmente para a edição dominical.
Wynne baseou-se em um passatempo que conhecera quando criança e que tinha regras semelhantes às dos laterculus romanos. Mas, em vez de fornecer as palavras que deveriam ser cruzadas, Wynne resolveu dar apenas dicas e criou um diagrama na forma de um losango. Uma década depois, a criação de Wynne já estava em jornais europeus, além de em todo o continente americano.
No final de semana, o pessoal da terrinha queimou as pestanas para descobrir o possível significado da sigla ABR, mencionada na mídia nacional.
Por que tanta curiosidade. ?
Chovem comentários no blog sobre sugestões.
Esqueçam.
ER

DE NOVO NAS RUAS


As denúncias de formação de cartel em licitações do transporte público de São Paulo devem agitar as ruas com mais força nesta semana, o que tem causado dor de cabeça ao governo paulista. O Movimento Passe Livre (MPL), que esteve à frente das manifestações de junho pela redução da tarifa de ônibus, voltará a protestar na capital paulista na quarta-feira. Desta vez, contra as supostas fraudes denunciadas por funcionários da empresa Siemens.
Desde o início do mês, denúncias sobre o envolvimento de governos do PSDB paulista com empresas privadas na manipulação de licitações públicas para a execução de projetos do metrô e de trens metropolitanos vêm sendo divulgadas pela imprensa. O caso ganhou mais repercussão também porque está sendo investigado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), autarquia ligada ao Ministério da Justiça.
(O Globo)
ER


DEU NO JORNAL



Desastre político no Sul de Minas. Comprovado: Erro humano.

Clarin da Boa Vista

FIEL SERVIDOR