sábado, 27 de julho de 2013

ÓBVIO ULULANTE !


Lula não vai voltar porque nunca saiu.
Dilma

Blog: Não se trata de crítica da "zelite" e nem observação da mídia dominada. Foi declaração da própria. Não significou novidade para ninguém.

ER

TIRO NO PÉ

Segundo "pai dos burros", a expressão "tiro no pé" se presta como recurso figurativo que ilustra qualquer situação em que determinada pessoa realize ato que prejudique a si mesma sem que isto fosse a intenção primeira.
Pois bem, deu na EPTV:
"Um motel foi assaltado na madrugada de hoje em Campos Gerais. Segundo a Polícia Militar, funcionários contaram que um veículo entrou pelo portão principal e em seguida desceram quatro homens encapuzados. Os suspeitos renderam os funcionários e trancaram todos dentro de uma sala. Durante a ação, os criminosos dispararam tiros para o alto, mas as câmeras do circuito interno de segurança mostraram que um dos suspeitos deu um tiro acidental no próprio pé.
Conforme a polícia, foram levados do motel cerca de R$ 1,5 mil em dinheiro e um celular. Os suspeitos fugiram. A polícia fez buscas, mas por enquanto ninguém foi preso."
É a vida.
ER

É DISCO QUE EU GOSTO



Tomou o barco ontem, John Weldon Cale, simplesmente JJ Cale. conhecido músico americano, autor de duas canções que fizeram enorme sucesso com Eric Clapton: "After Midnight" e "Cocaine".
JJ Cale partiu ontem aos 74 anos em San Diego na Califórnia.
Foi um dos pioneiros do "Tulsa Sound", gênero que mistura blues, rockabilly, country e jazz.

ER

MOÇA BONITA

Heidi

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

Billy the Kid - 1880

VIDA TRISTE

Griffith, em primeiro plano, quando da pesagem antes do combate fatal con Paret (calção branco)-1962
Emile Alphonse Griffith, tomou o barco na terça-feira aos 75 anos, em Hempstead, uma cidade no Estado de New York.
Foi um dos maiores pugilistas da história. 
Durante os anos sessenta e setenta, travou combates memoráveis com rivais lendários, como o  argentino Carlos Monzon e o italiano Nino Benvenuti.
Griffith ganhou cinco títulos mundiais no meio-médio e medio (entre 66 a 72 quilos) e os manteve em mais de uma dúzia de vezes. Ele estreou em 1958 e, em 1961, foi proclamado campeão mundial. 
Na noite de 24 de Março de 1962, o Madison Square Garden assistiu a tragédia. Griffith bateu selvagemente no rival cubano Benny Kidd Paret, tomando-lhe o título e deixando Paret inconsciente. O cubano morreu dez dias depois em um hospital
O árbitro, Ruby Goldstein, cometeu o grave erro de não ter paralizado a luta.

Griffith não desistiu, mas nunca mais foi o mesmo. De suas 85 vitórias (111 combates), em uma luta longa carreira de 19 anos, apenas 24 foram por nocaute. Desde a morte de Paret o seu boxe se tornou mais técnico, lutava o suficiente para vencer. Apenas jogando jabs para conter e não machucar seus adversários.

Ele teria se aposentado, mas não sabia fazer outra coisa.

Griffith teve que carregar o peso de sua bissexualidade, que na época era equivalente a homossexualidade. 
Ele perdeu quase todos os seus últimos confrontos. Terminou a mercê da demência e da pobreza. 
Declarou certa vez:
"Acho tudo isso muito estranho. Eu matei um homem e a maioria das pessoas me perdoaram. Se eu amo um homem, para a maioria das pessoas  é  imperdoável. Eu nunca fui para a cadeia, mas eu estive na prisão maior parte da minha vida. "

Trecho de artigo publicado no El País

ER