quinta-feira, 18 de julho de 2013

DESPENCANDO MORRO ABAIXO

Ibope/Estadão

SOB A LUZ DE VELA

 
 
"Os homens são sempre sinceros. Mudam de sinceridade, nada mais."

Tristan Bernard

CUIDADO COM A LIMPEZA

Segundo o Tribunal de Contas, contrato firmado em 2011 com a empresa de serviços de limpeza urbana, KTM(?), tem indícios de restrição, direcionamento e superfaturamento. Nova licitação deverá ser realizada 

A Primeira Câmara do TCEMG na sessão do dia 09 de julho determinou, ao prefeito e secretário de planejamento do município de Pouso Alegre, a abstenção de renovação do contrato firmado em consequência da Concorrência Pública n. 08/2011, cujo objeto foi a contratação de empresa habilitada para a execução de serviços de limpeza urbana. Na mesma deliberação, o Tribunal determinou a realização de nova licitação, desta vez levando em conta os apontamentos dos órgãos técnicos da casa.
        O Conselheiro Sebastião Helvécio, Relator do processo (número 879.618), considerou as análises técnicas para concluir que o processo licitatório ocorrido apresentou restritividade indevida ou injustificada e que o levantamento prévio de valores para a prestação dos serviços apresentam sobre-preço, de forma que o contrato apresenta superfaturamento no valor de R$ 2,237 milhões. “Percebo que o desfecho deste processo tem grande potencial de ensejar a nulidade da licitação e do contrato e que a renovação da prestação dos serviços poderá ocasionar prejuízos significativos ao erário”, considerou o Relator.
        Anteriormente, o TCEMG ordenara, ao analisar a extinta Concorrência Pública n. 002/2011, que um novo procedimento com a mesma finalidade deveria ser submetido à corte. A decisão não foi cumprida e a nova licitação foi realizada em todas as suas etapas, possibilitando a atual contratação.
 
PousoAlegre Net

PERGUNTAR NÃO OFENDE




Quando será que a Fifa vai devolver o Brasil para os brasileiros ?

 José Tipica

SACRIFÍCIO



PMDB exige austeridade e quer o fechamento de 15 Ministérios. Reivindica apenas o sacrifício de comandar os 25 Ministérios sobreviventes.

Clarin da Boa Vista

DEU NA JOVEM I

 Deu no site da Jovem
 
"Depois de 12 anos, o Tribunal de Contas do Estado de Minas, depois de examinar as contas do Município de Itajubá, deu parecer contrario, e enviou os documentos para a Câmara Municipal de Itajubá .
Em sessão extraordinária de ontem à tarde, a ultima antes do recesso, os vereadores analisaram o parecer do TCE e por 7 votos , decidiram pela aprovação das contas.
O próprio ex-Prefeito José Francisco fez a sua defesa, e lamentou , como todos nós, que o TCE, que deve emitir parecer em até 360 dias, tenha demorado 12 anos para enviar a documentação.
Votaram a favor da aprovação das contas, os vereadores Antonio Raimundo Santi, José Maria Silva, Rui Martins Alves Pereira, Sebastião Silvestre, Valdomiro Ribeiro Cortez, Wilson Marins e Joel Carlos de Almeida.
Votaram a favor do Parecer do TCE, os vereadores Ricardo de Mello, e o líder do Prefeito, Luiz Fernando Gonzaga."

 
Blog: Como dizem os entendidos. Justiça demorada é injustiça. Se estou lembrado do assunto, ainda se trata da questão de um erro técnico documental ocorrido entre a Câmara e o Prefeito, sem prejuízo para os cofres públicos. Mas foi um erro.
Por razões políticas, também creio eu, o caso se arrastou e rendeu muito pano para manga.
Normal o voto contrário do líder do prefeito. Afinal, ordens são para serem cumpridas.
É a vida.
 
ER

FUMAÇA BRANCA !


O Secretário de Obras de Minas Gerais, Dep. Melles, esteve na terrinha ontem assinando a ordem de serviço para começo das obras de construção do aeroporto de Itajubá.
 
Comentamos:
 
Também assinaram para prestigiar, imagino eu, o Dep. Bilaquinho e o Prefeito Rodrigo. Estiveram presentes outras tantas autoridades.
 
A surpresa positiva foi o anuncio que serão investidos na obra R$ 69 milhões. Anteriormente havia sido divulgado o total de R$ 100 milhões.
 
Embora nessas obras costumam acontecer aditivos e mais aditivos, os 69 milhões anunciados ficam mais próximos dos 26 milhões que seriam pagos para  a mesma Construtora Aterpa, quando da concorrência original em 2004/2005.
 
Os meninos da Boa Vista voltarão aos velhos tempos do Campo de Aviação, quando em código conhecido na época, os teco-tecos ao se aproximarem de Itajubá, executavam dois voos em círculos sobre a praça principal. Era o convencionado para um táxi buscar um passageiro no campo de pouso. A meninada toda corria para ver as aeronaves de pertinho.
 
Como era de se esperar (o admiramos) o Anastasia e o Vice Alberto Pinto Coelho, saltaram de banda, não compareceram no evento. Mandaram respeitáveis representantes.
 
Reconhecimento ao Chico, que começou o projeto, ao Jorge que insistiu muito no assunto e ao Rodrigo que bateu o martelo. O BPS era contra.
 
Segue a vida 

ER

MOÇA BONITA

Kate Winslet

NA LONA