quarta-feira, 3 de julho de 2013

SOB A LUZ DE VELAS



"Há homens cujo ódio nos glorifica."         

Denis Diderot
 

PROFESSORES

Um grupo de professores e pesquisadores da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP) da USP foi indicado pelo Ministério Público Estadual para elaborar um parecer técnico sobre a composição de custos, margem de lucro e fórmula de reajustes das tarifas do consórcio que detém a concessão do transporte coletivo urbano de Ribeirão Preto.
A equipe multidisciplinar de estudo da tarifa é formada pelos professores André Lucirton Costa (coordenador) e Alexandre Bevilacqua Leonetti, do Departamento de Administração, Amaury Patrick Gremaud e Sérgio Naruhiko Sakurai, do Departamento de Economia, Carlos Alberto Grespan Bonacim e Cláudio de Souza Miranda, do Departamento de Contabilidade, André Luis Squarize Chagas, do Departamento de Economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP, em São Paulo, o mestrando Thiago Ferreira Quilice e o doutorando Marcelo Francisco Nogueira
O grupo recebeu o prazo de vinte dias, a contar da data do despacho (27 de junho), para a entrega do relatório. O parecer técnico fará parte de inquérito civil, instaurado pelo promotor Sebastião Sérgio da Silveira. O Ministério Público quer analisar a planilha de custos do transporte coletivo e descobrir se há distorções no preço da tarifa.
No despacho, que indica os integrantes da comissão, o promotor solicitou que o consórcio de empresas permissionárias e a Transerp, autarquia responsável pela gestão do transporte coletivo urbano em Ribeirão Preto, permitam acesso integral a toda a documentação necessária para a realização do levantamento.
 
Web

PEDRA FUNDAMENTAL

 
Tenho minhas razões para não apreciar muito lançamentos de pedras fundamentais e cerimônia de ponta-pé inicial.
Sobre ponta-pé inicial está aí para todo mundo ver a odisseia da presidente Dilma. Andou dando tantos, nas "inaugurações" de estádios de futebol (afrescalhados para arena), que além de ter que usar singelos "crocs" por uns dias, entrou num baixo astral de preocupar.
Em lançamentos de pedras fundamentais, estive presente por duas vezes.
A primeira em 1957, quando do início da construção da Igreja Presbiteriana ao lado do Batalhão. Posteriormente foi demolida e em seu lugar construído um prédio residencial.
A segunda, quando do início das obras da Rodovia Itajubá-Campos do Jordão, lá pelas bandas da sede da AABB. Todos devem conhecer a história.
Ouvi no rádio que no próximo dia 11 estará na terrinha o Governador Anastasia (a quem admiro) para lançar a pedra fundamental do aeroporto da Helibrás.
Não irei (deve ser cerimônia pública) para não dar caguira.
Louve-se a coragem e destemor do Sr. Governador em sair do palácio nestes tempos turbulentos.
Muito embora nossos conterrâneos sejam gentis e hospitaleiros, a trilha sonora mais ouvida nesses momentos, quando da presença de políticos, tem sido sonoras vaias.
É a vida.

ER

ATO DE PIRATARIA

 
Não estou incluído na lista de admiradores do presidente da Bolívia Evo Morales, mas o que fizeram esta semana com o povo boliviano pode ser considerado um desacato internacional.
Um ato de pirataria.
Voltando de Moscou, suspeitaram que estivesse a bordo, o procurado técnico em informática americano Edward Snowden (que denunciou a existência do "orelhão do Obama".)
Mesmo que estivesse.
Limitado pela sua autonomia  de voo, o avião presidencial teria que fazer uma escala programada em Portugal.
Certamente pressionado pelos americanos, os portugueses não permitiram e nem tão pouco os espanhóis.
Inacreditável ! Os franceses proibiram o avião de cruzar o espaço aéreo do país.
Pousaram, com risco, em Viena.
O governo da Áustria informou que Edward Snowden não estava a bordo do avião do presidente boliviano, mas reconheceu que não inspecionou a aeronave. 
Confesso que ficaria feliz se o moço americano estivesse escondido dentro do avião.
Snowden está na zona de trânsito do aeroporto de Moscou desde 23 de junho. Ele é acusado de espionagem por Washington por ter revelado um amplo programa de vigilância telefônica e na internet.
Nem que fosse o Aerolula com Rose e tudo a bordo, eu concordaria com a intervenção.
Questão de soberania.
 
ER


MOÇA BONITA

Kim

É DISCO QUE EU GOSTO



Somente Um Andar Mais Perto de Ti

Eu sou fraco
Mas tu és forte
Jesus me mantém longe do erro
Eu estarei satisfeito assim que
Eu andar
Deixe-me andar perto de ti
Só um andar mais perto de ti
Conceda-me Jesus este é o meu pedido,
Diariamente caminhando perto de ti
Deixe estar, querido senhor, deixe estar
Oh porque quando minha frágil vida terminar
Não haverá mais tempo para mim
Me guie gentilmente, com segurança para o
Vosso reino
Para as margens do vosso reino
Só um andar mais perto de ti
Conceda-me Jesus este é o meu pedido,
Diariamente caminhando perto de ti
Deixe estar, querido senhor, deixe estar
Diariamente caminhando perto de ti
Deixe estar, querido senhor
Deixe estar

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE


PAPO FURADO