sexta-feira, 21 de junho de 2013

SOB A LUZ DE VELAS

É muito simples. O homem deve pensar e refletir, usando o seu espírito crítico para tudo. Nunca deve ter medo de falar o que pensa. Quando se sabe de alguma coisa e se cala, isso se transforma em cumplicidade.

Arthur London

AINDA BEM !

 
Deu na BBC
 
Eles confiam mais em sim mesmos, em Deus e na família do que no governo, acham que os políticos em quem votaram não os representam, estão ainda mais insatisfeitos com os serviços públicos e, claro, se mobilizam pelas redes sociais.
Esse é o perfil dos brasileiros que têm entre 18 e 30, de acordo com uma pesquisa denominada "O novo poder jovem", do instituto Data Popular e divulgada nesta sexta-feira. O levantamento foi feito dias antes de as cidades brasileiras se tornarem palco de grandes protestos, iniciados justamente por essa faixa etária, que representa mais de 42 milhões de eleitores ou 33% do total.
"O que estamos vendo nas ruas tem a ver com essa grande crise de representatividade pela qual os jovens brasileiros estão passando. Pelo que vimos na pesquisa, ele têm a sensação de que não estão - ou no caso, não estavam - sendo ouvidos", afirma Renato Meirelles, presidente do Data Popular.
De acordo com o levantamento, dos 1.502 jovens ouvidos, 75% disseram não confiar nos parlamentares e 59%, na Justiça.
 
BBC

COISAS DO PASSADO

 
 
Ao Eng. Edson Riera:
 
Na sua página de ontem,no tópico A FORÇA DO POVO" você informa que estranhou a ausência do JORNAL O SUL DE MINAS na entrevista coletiva do Prefeito. E diz que não fomos lembrados. Acredito que o termo certo seja 'ESQUECIDOS". 
Como os jornais O SUL DE MINAS e JORNAL DA CIDADE publicam a verdade, sempre, e não são dóceis ao governante de plantão, faríamos as perguntas pertinentes à situação e que, claro, não seriam do agrado de sua excelência e equipe.
Tentamos várias vezes durante o dia de ontem, desde 9 horas da manhã, confirmar a entrevista e comparecer.
Fomos desconvidados, com a desculpa de que a entrevista seria somente para rádios, capitaneadas pela rádio do pai do prefeito.
Nos sentimos realizados por sermos reconhecidos como órgão de imprensa sérios e não corrompíveis. 
A manutenção da cabeça erguida e livre de amarras impostas pela facilidades dadas aos amigos, nos mantêm isentos e com o que temos de mais caro em nossa atividade: credibilidade.
Esta conduta séria e pautada pela correção nos atos praticados pelos jornais O SUL DE MINAS e JORNAL DA CIDADE é reconhecida pela população e pelos nosso leitores.
No lado oposto, teremos sempre aqueles que defendem o oportunismo, as benesses do poder e a total ausência de ética em seus atos.
Atenciosamente,
Santiago
 
Blog: Não foi bom. Não existe mais espaço para isso.
ER

É DISCO QUE EU GOSTO


TOTALMENTE ERRADO

Através de um comentário no blog tomamos conhecimento que ao final das manifestações de ontem, tranquilas até então, um grupo de pessoas dirigiu-se até as proximidades da residência do Sebastião Riera, pai do nosso prefeito Rodrigo Riera.
Teriam sido proferidas palavras de ordem em tons desrespeitosos. A Policia Militar presente, inibiu os manifestantes de praticarem outras ações mais ousadas (selvagens).
Ação totalmente descabida que tira em parte o brilho da manifestação.
A casa é o reduto inviolável da pessoa. Inaceitável.
Recordando, em anos passados, quando da divulgação de resultados das eleições locais, era comum grupelhos aliados do candidato vencedor dirigirem-se para defronte da residência do adversário derrotado e soltarem baterias de fogos de artifício. Burrice sem tamanho.
Já vivenciei isso.
Presenciamos pela televisão na última semana, cenas maravilhosas e atos vis de vandalismo. Reflexos de uma juventude esperançosa e de também de muitos revoltados e indignados com os desmandos que vêm acontecendo diariamente pelo país.
Repito: Após a noite de ontem, a nossa cidade nunca mais será a mesma.
Mas enfim...é a vida.

ER

O ÚLTIMO DINOSSAURO


Foi como senti ontem à noite na Praça Theodomiro Santiago, na impressionante manifestação por um Brasil melhor. Fiquei poucos minutos e me retirei feliz para a Boa Vista.
A moçada despertou. Bonito de ver. Deu para sentir que ainda temos chances.
A minha primeira passeata foi com uns doze anos de idade, num protesto contra a Polícia Militar, por uma descabida agressão sofrida pelo Professor Estácio Tavares.
Daí, a partir de 1968, foram muitas. Creio que a de ontem foi a última.
Irei dormir tranquilo.
Talvez, quem não dormirá mais tranquilo neste país serão os políticos.
Resultados foram conseguidos e o recado dado. Penso que já está na hora de voltarmos para a normalidade e aguardar providências. Se não vierem...tudo recomeçará.
É a vida.

ER

DEU NO JORNAL

 
 
Dilma convoca reunião de emergência para discutir manifestações. Lula aguarda para tomar decisão.

Clarin da Boa Vista

VERSOS DEFINITIVOS


Um homem de moral
Não fica no chão
Nem quer que mulher
Lhe venha dar a mão
Reconhece a queda
E não desanima
Levanta, sacode a poeira
E dá a volta por cima


Paulo Vanzolini

MOÇA BONITA

Lauren Hutton

EXAUSTÃO

Condenados pelo Supremo têm mandato de deputado e, não bastasse, viram membros da Comissão de Constituição e Justiça.
Um pastor de viés racista e homofóbico assume nada mais, nada menos que a presidência da Comissão de Direitos Humanos na Câmara.
Um político que saíra da presidência do Senado pela porta dos fundos volta pela da frente e se instala solenemente na mesma cadeira da qual havia sido destronado.
O arauto da moralidade no Senado nada mais era do que abridor de portas de um bicheiro famoso. E o Ministério Público, terror dos corruptos, é ameaçado pelo Congresso de perder o papel de investigação.
A chefe de gabinete da Presidência em SP usa o cargo e as ligações a seu bel-prazer, enquanto a ex-braço direito da Casa Civil, afastada por suspeita de tráfico de influência, monta uma casa bacana para fazer, possivelmente... tráfico de influência.
Um popular ex-presidente da República viaja em jatos de grandes empreiteiras, intermediando negócios com ditaduras sangrentas e corruptas.
Um ex-ministro demitido não apenas em um, mas em dois governos, tem voz em reuniões estratégicas do ex e da atual presidente, que "aceitaram seu pedido de demissão".
Ministros que foram "faxinados" agora nomeiam novos ministros e até o vice de um governador tucano vira ministro da presidente petista.
Na principal capital do país, incendeiam-se dentistas, mata-se à toa. Na cidade maravilhosa, os estupros são uma rotina macabra.
Enquanto isso, os juros voltam a subir, impostos, tarifas e preços de alimentos estão de amargar. E os serviços continuam péssimos.
É por essas e outras que a irritação popular explode sem líderes, partidos, organicidade. Graças à internet e à exaustão pelo que está aí.
A primeira batalha foi ganha com o recuo dos governos do PT, do PSDB e do PMDB no preço das passagens. Mas, claro, a guerra continua.
 
Eliane Cantanhêde