quarta-feira, 12 de junho de 2013

TOMOU O BARCO

 
Tomou o barco  hoje o Benedito Victor Pereira, simplesmente o nosso querido Chuveiro. Funcionário da nossa Escola por tantos anos. Amigo de todos os alunos. Personagem marcante na terrinha. Excepcional goleiro e campeão não sei quantas vezes pelo Yuracan e pela seleção da cidade.
Tivemos a honra de manter constante contato com o Chuveiro desde os anos de Escola e desfrutar da sua amizade.
O gol ficou vazio.
 
ER

QUERMESSE DA IGREJA SÃO JOSÉ



Acontecia sempre nessa época. Dezenas de barraquinhas, balanço de barquinhas (eram três) e correio musical sob a programação e locução do Procópio Sapateiro (e com outras atividades extras nas madrugadas de sexta-feira). Bingos (na ocasião tratavam por víspora), com atrativos prêmios. Cartuchos bonitos por fora e com balas e doces "passados" dentro. Pasteizinhos de milho, quentão, algodão doce e pipocas.
Mas o bom mesmo eram as músicas (e as dedicatórias). Por 5 cruzeiros o apaixonado (a) poderia escolher um lado (A ou B) de disco de 78 rpm e sacudir estruturas de corações endurecidos. Ah ! já existia a censura imposta pelo Padre Generoso. Homem não podia oferecer música para homem e nem mulher para mulher (posição secular da igreja).
E tem mais, somente poderia ser citado o nome da pessoa que estava oferecendo a música. Do homenageado, era fornecido algumas pistas (a maioria levava a fácil identificação). Mais tarde o sistema foi copiado pelo Hélio Ribeiro na Rádio Tupy. "Esta música vai para a moça do Karmann Ghia vermelho ".
Cansei de ouvir: "Esta música o Virgílio Machado oferece com prova de amor e carinho para a linda menina de cabelos lisos e Ban-Lon amarelo, esperando retribuição.
E outro chavão manjado utilizado pelo Procópio:
"Romeu conquistou Julieta através da música. Conquiste também o coração de sua amada oferecendo uma de nossas seletas gravações. Atenção, já recebemos "Diana" com o Paul Anka e "Oh Carol" na versão com o Carlos Gonzaga, o cantor da juventude nascido em Brasópolis.
Num 12 de junho, dia dos namorados que caiu num sábado, um desses oferecimentos musicais causou um reboliço inesquecível. Um estudante de engenharia (com a blusa azul faziam enorme sucesso) ofereceu "Encosta a cabecinha no meu ombro e chora" para a moça de saia plissada e pulôver vermelho. A moça bonitinha, embora um pouco fora do peso estava sentada num dos bancos de cimento instalados defronte a igreja. Ela ouviu, deu um suspiro, olhou para baixo e ao constatar que pela descrição só poderia ser ela, virou os olhinhos, respirou fundo e desmaiou.
Sorte que o SAMDU era logo ao lado.
Terminou tudo bem. Ah ! o moço da engenharia ? sumiu.
 
ER

CASADOS !


ALGO ESTRANHO NO AR

 
Estranhos esses movimentos de rua que estão acontecendo esta semana no Rio de Janeiro e em São Paulo. Seriam em protesto ao reajuste dos preços das passagens dos ônibus urbanos. Em São Paulo foi para R$ 3,20 e no Rio de Janeiro para R$ 2,95.
Enfrentamento da polícia como há tempos não se assistia. A maioria composta por jovens.
Aparentemente o reajuste não é a causa principal.
Sei não...amanhã deve ser por outra razão, depois de amanhã por outra.
Estranho.

ER

MOÇA BONITA


É HOJE !


SEM PALAVRAS !