sexta-feira, 17 de maio de 2013

SOB A LUZ DE VELAS

 
O problema é que o crime é aqui na esquina e a justiça mora longe.

Millôr

PRÁ PENSAR

En América Latina, a "nueva izquierda", que tanto há criticado al neoliberalismo y las privatizaciones, em realidade es idêntica a la 'vieja derecha": ambas han privatizado el poder. 

Héctor E. Schamis es profesor en la Universidad de Georgetown, Washington DC. - El País

Blog: No Brasil a situação não é diferente.

ER

GENÉRICO

 
 
Ouvido hoje nas proximidades do Alvoradão:
 
- Ô Cumpadre, tive pensando muito na situação e para falar verdade, quase perdi o sono.
 
- Éh...mas desembucha logo homem !
 
- Não estou gostando do que estou vendo. Isso vai dar cáca. Sabe quando você começa a torcer para estar errado ? Pois eu estou torcendo.
 
- Cara ! dê urgente três toquinhos na madeira. Nem pense nisso.
 
- Estou tentanto...
 
ER

CANTINHO DA SALA


Pollock - 19 (1948)
A casa de leilões Christie's, de Nova York, está comemorando o melhor leilão de arte da sua história, realizado na última quarta-feira, que resultou em um faturamento de US$ 495,02 milhões. 94% dos lotes oferecidos encontraram compradores.
Somente um dos quadros vendidos, do artista Jackson Pollock, foi arrematado por US$ 58,4 milhões. 
Nove obras oferecidas foram vendidas por mais de dez milhões de dólares e outras 23 custaram mais de US$ 5 milhões. Não só se trata do maior leilão de arte contemporânea da Christie's como também o maior do mundo.
 A obra "Número 19, 1948", de Jackson Pollock,  transformou-se na obra com maior preço do artista ao ser vendida por US$ 58,4 milhões.
O quadro "Dustheads", de Jean Michel Basquiat, alcançou o valor de US$ 48,8 milhões.
O quadro "Mulher com chapéu de flores", de Roy Lichtenstein, foi vendida por US$ 56,1 milhões, transformando-se em valor recorde para uma obra do artista.
O leilão recorde da Christie's foi realizado um dia depois que a sua rival Sotheby's obteve o preço recorde de US$ 43,8 milhões pela obra "Onement VI", de Barnett Newman, um dos maiores artistas do expressionismo abstrato.
A Sotheby's também conseguiu US$ 37,1 milhões pela obra "Domplatz, Mailand", de Gerhard Richter, marcando também um novo recorde por uma obra de um  artista vivo.

Fonte Estadão

ER

DUREZA !


É DISCO QUE EU GOSTO