sábado, 30 de março de 2013

SOB A LUZ DE VELAS


Nunca deixei que o período que passei na escola interferisse em minha educação.

Mark Twain

MOÇA BONITA

Jane Birkin

IGUALZINHO AQUI

Em 2003, um deputado inglês chamado Chris Huhne foi pego por um radar dirigindo em alta velocidade. Pra não perder a carteira, pois na Inglaterra é feio uma autoridade infringir a Lei, a mulher dele, Vicky Price, assumiu a culpa. O tempo passa, o deputado vira Ministro da Energia, o casamento acaba, a Vicky decide se vingar e conta a história pra imprensa.
Como é na Inglaterra, o tal do Chris Huhne é obrigado a se demitir primeiro do ministério e depois do Parlamento.
Acabou a história ?
Não!
Na Inglaterra é crime mentir para a Justiça e a Justiça sentenciou o casal envolvido na fraude do radar em 8 meses de cadeia pra cada um. E vão ter de pagar multa de 120 mil libras, uns 350 mil reais.
Segredo de Justiça? Nem pensar, julgamento aberto ao público e à imprensa.
Segurança nacional? Nem pensar, infrator é infrator.
E o que disse o Primeiro Ministro David Cameron quando soube da condenação do seu ex-ministro: 'É uma conspiração da mídia conservadora para denegrir a imagem do meu governo.' Certo? Errado.
O que disse o Primeiro Ministro David Cameron acerca do seu ex-ministro foi o seguinte: 'É pra todo mundo ficar sabendo que ninguém, por mais alto e poderoso que seja, está fora do braço da Lei.'
 
(email do Toninho Maia)
 
ER

ESTAMOS UM POUCO MELHOR NESSE QUESITO

Cristina

HOJE É DIA DE ROCK


AEROPORTO - THE END

Mais uma vez registramos. O Blog não é imprensa. Não tem estrutura para isso. É um instrumento amador para trocas de ideias, de amigos, conhecidos e desconhecidos. Não tem por objetivo fazer proselitismo.
Então vamos lá: Escrevemos sobre o projeto do aeroporto de Itajubá. Muita gente leu, comentou e se manifestou.
Continuar no assunto é chatice.
Só uma coisinha. Em 2004 aconteceu a concorrência para a construção desse mesmo aeroporto. O pleito foi vencido pela ATERPA. Não me lembro do valor, mas era algo em torno de R$ 25 milhões. A Prefeitura, na ocasião ficou responsável pela desapropriação da área e 1/3 dos custos para deslocamento de uma linha de transmissão da Cemig.
A área, algo próximo dos 250.000 metros quadrados, pertencia quase totalmente a CDI (do próprio governo mineiro) e a dois outros proprietários particulares. A CDI se dispos a ceder a sua parte por um valor quase que simbólico.
Por razões que a própria razão desconhece, não deu em nada.
Posteriormente a concorrência foi cancelada.
Agora foi feita nova concorrência e coincidentemente ganha pela mesma ATERPA, por valor próximo de R$ 66 milhões.
Desta vez a responsabilidade por todo o investimento será do governo mineiro, inclusive o custo da desapropriação da área, que segundo informações não pertence mais a CDI e sim a empresários locais.
Pressumo que o projeto tenha sido alterado substancialmente em comparação com o original, o que justificaria a elevação dos custos.
Muito embora imaginamos que o "aeroporto" ainda renderá muita conversa, o blog está propondo a mudança de assunto, sob pena de passarmos, mais uma vez, por chatos.

ER 

PRÁ PENSAR

"A linguagem política destina-se a fazer com que a mentira soe como verdade, e o crime se torne respeitável, bem como a imprimir ao vento uma aparência de solidez."

George Orwell (citado por Merval Pereira)

TRISTE SITUAÇÃO