terça-feira, 26 de março de 2013

CANTINHO DA SALA

 
Automat é um quadro pintado por Edward Hopper em 1927.
A obra foi exibida pela primeira vez no Dia dos Namorados de 1927 nas Galerias Rehn em Nova York.
Hoje pertence ao Des Moines Art Center em Iowa.
A esposa de Hopper (Jo) serviu como modelo. Ela tinha 44 anos na época e Hopper alterou seu rosto para fazê-la mais jovem.
Edward Hopper nasceu em 1882 e tomou o barco em Nova York em 1967, aos 84 anos. Ficou conhecido por suas pinturas misteriosas representando quase sempre a solidão.
Espetacular e intrigante.
 
ER

 

EM OUTROS TEMPOS

Foto acervo da família RR

Bons tempos na terrinha quando todos (ou quase) empurravam o caminhão na mesma direção. Falando, o nosso Governador Aureliano (diferente de hoje, o governador mineiro vinha sempre em Itajubá).
Participando da reunião, Dr. Rosemburgo, Dr. Vicente Vilela, Prof. José Alves, Prof. Flávio Azambuja, Dr. Afonso Brito, Dr. Luis Fernando, Dr. Gilberto Azevedo, Sebastião Riera e Sr. Dastre.
De costas, os vereadores Loca da farmácia e o Luis Correia.
O Zelador teve a honra de conhecer e conviver com todos. José Alves e Flávio Azambuja foram meus professores na Efei.

ER

AMIGOS DO BRASIL !


Comentário feito pelo brilhante analista de Santa Rita de Caldas, Marcos Carvalho:

Pegando de bate pronto e submento ao seu julgamento de ex-grande atleta dos gramados itajubenses e vizinhanças:

1. Por que somos obrigados a ver o Oscar (nosso novo ponta direita recuado,veja você onde chegamos) em disparada, lá em baixo, na meia direita, quase marca do escanteio, correndo atrás de um sujeito vestido com uniforme de outro time? Vá ter tática secreta e inédita assim na baixa da égua, sô...;

2. Por que que o Hulk, só pelo fato de não ter prenome de Luciano, não possuir nenhum lobby nem staff "personais", nem cortar o cabelo com tesouradas esquisitas, muito menos pintá-lo de púrpura paquistão, não pode ser escalado sem termos que escutar aquela bobajada toda na linha "tá bão prá compor o grupo", "é uma boa opção pro banco", etc...? O cara entra, corre o tempo todo, dá todo o gás, faz boas (muitas) jogadas e cruzamentos da linha de fundo, dá passes prá gol, ajuda na defesa, e a turma do terno e gravata e logotipo sempre repetindo a mesma lenga-lenga...?

3. Por que temos que ter o desprazer de ver aquelas vacas sagradas mumificadas, sentadas no banco, fingindo comandar um time? Caras e poses e gestos de eméritos sábios nas artes do rude esporte bretão. Psicólogos esportivos da maior relevancia. Nas coletivas, fazendo cara enfadada de iluminados, nos ensinam, a nós pobres abestalhados a teoria da "evolução por etapas" ?? Os pobres palmeirenses viram em que brejal foi atolar esta tal "evolução por etapas"...

4. Pior: e o Parreira? Só pelo fato de ser educado tem que ter eternamente uma boquinha em todas as seleções ou na CBF? A bocada dever ser muitíssimo boa. Perder o lugar no banco ao lado do cacique para o Murtosa é dose para mamute, é ou não é?
O Murtosa, seu Zé; o Murtosa! veja onde chegamos).

5. Melhor o Feola "way of coaching", que, diziam, dormia no banco, escalava a turma e deixava que eles resolvessem o negócio lá dentro das quatro linhas.

6. Qual o mistério que faz com que nossos melhores jogadores sintam-se travados quando estão com a camisa amarela (excessão: Daniel Alves, talvez por ser meio lelé, como soía (ôpa!!) acontecer com os antigos pontas do Botafogo). Hoje, todo mundo quer "servir" o companheiro, ninguém com um egoísmozinho, pequinininho, rápidinho, de partir pra cima dos homens e fazer um gol que possa ser chamado de golaço. Reparou que nossos atuais gol são muito mais golzinhos, meio xêpa de feira?

7. Usando tradicional expresssão baiana: Ora, me deixe...

Abraços ludopédicos
 
Marquinhos Carvalho

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

Presidente Gerald R. Ford e Pelé na Casa Branca

MOÇA BONITA


AEROPORTO FOLHEADO A OURO

Sinceramente não sabemos a razão que levou o Governador Anastasia a cancelar sua vinda a terrinha, programada para acontecer na semana passada e constava da programação do aniversário da cidade.
Episódios como esse colocam a nossa cabeça para pensar e colocar a barba de molho.
Descerramento de placa inaugural das obras ? De quem é o terreno ? Já pertence ao Estado ? Ao município ? Foi desapropriado ?
Ficamos atônitos quando lemos e ouvimos que o projeto do nosso campo de pouso estaria orçado em algo próximo dos R$ 100 milhões.
Absurdo.
Não aceitamos o mal emprego de recursos públicos em lugar nenhum, muito menos que sejam enterrados na nossa terrinha.
A expansão de simples pista de pouso para ensaios e testes de helicópteros seria razoável e com custos extraordinariamente menores.
Aliás, como tudo é momento e oportunidade, ao meu ver, um aeroporto de 100 milhões não é prioridade para o desenvolvimento de Itajubá.
Aeroporto minha gente é um investimento regional e olhe lá. O de Pouso Alegre poderá atender muito bem todo o Sul de Minas. O tempo de carro gasto de lá até a nossa Cidade é de 30 a 40 minutos.
Para se ter uma idéia, com esse tempo ainda nem teríamos conseguido sair do estacionamento de Cumbica ou Congonhas. É só manter a estrada boa como está, fazendo a terceira pista em alguns gargalos e melhorar a sinalização.
E quando as autoridades vierem?... Que bom! Irão reconhecer a importância das estradas . Ou Deputado e Governador não podem sentir chacoalhões ?
Empresários muito ocupados ? Perdem mais tempo nos deslocamentos em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. É urgente ? Deslocam-se de Pouso Alegre para cá, de helicóptero, levando 10 minutos e ainda fazem propaganda do nosso mais nobre produto,qual seja, o próprio helicóptero.
Cargas aéreas, com peças e componentes ? Balela. No caso de importados, têm que passar pela alfândega em São Paulo, Rio ou BH, quando muito desembaraçando em Varginha.
Com certeza, queimar 100 milhões de reais, nessa conjuntura e nesse momento, não faz sentido.
Essa pista, no momento, se tiver um  pouso por dia, será muito. Provocará pela raridade, quando muito, uma corrida das crianças para ver o avião.
Gente, a prioridade hoje é a construção do rodoanel, com os caminhões passando por fora do perímetro urbano da Cidade.
Hoje, a prioridade um da terrinha é a construção do Rodoanel.
O projeto já está rascunhado, originando-se na rodovia BR-459, vindo de Pouso Alegre, saindo a esquerda na reta de Piranguinho, passando por trás, cruzando a rodovia Itajubá - Maria da Fé, antes de se chegar na Sede Campestre do Clube Itajubense, passando próximo à pedreira da Imbel, indo desembocar de novo na BR-459, próximo da Cabelauto.
Isso alavancaria o desenvolvimento da Cidade para o outro lado, com construções de postos de gasolina, hoteis, restaurantes, oficinas e conjuntos residenciais.
Valorizaria de imediato a entrada da Cidade, ficando mais humana e o principal, desafogando o trânsito da Cidade toda.
Esse projeto tinha que estar dentro do tal de PAC. Mas como tenho escrito, nossa força política é zero, exceto para conseguir penitenciaria e congeneres.
A criatividade é fundamental nesse momento. Há que se buscar parceria com o Exército que dispõe de máquinas e operadores preparados.
Negociar os terrenos à beira do rodoanel que serão muito valorizados e por que não, buscar uma parceria com a iniciativa privada para explorar um pedágio nesse trecho ? Creio que se viabilizaria economicamente.
Para isso é necessário vontade política e as forças que dirigem a Cidade pensarem um pouco mais no Itajubá de amanhã.
Temos gente para isso.

ER



CARTAS QUE NÃO RECEBI

Itajubá, 26 de março de 2013

Bem gente, é um prazer estar presente nesta ocasião para defender as cores dessa equipe.
Era o meu antigo sonho.
Vim para ficar. Aqui é o meu lugar. Darei tudo de mim para apresentar uma grande atuação e  proporcionar a alegria a todos torcedores, digo, a todos eleitores, ou melhor corrigindo, a todos cidadãos.
Eu e meus companheiros estamos preparados para apresentar um grande exibição. Estamos bem orientados pelo professor, que mesmo de longe nos transmite precisas orientações.
Fisicamente e tecnicamente estamos no auge.
Atuaremos com grande amor a camisa. Poderemos até não ganhar, mas espírito de luta e dedicação não faltarão.
Sou sabedor do grande esforço que fizeram para me contratar. Corresponderei.
Atuarei na organização de jogadas e na orientação dos meus companheiros, aproveitando a minha experiência adquirida nos gramados alemães.
Logicamente, todas as jogadas terão que obrigatoriamente passar por mim. Individualização de jogadas estão descartadas.
Não deixaremos que o controle da partida saia de nossas mãos.
Precisamos do entusiasmo de todos para nos animar. Críticas, normalmente virão. Fazem parte. Não nos abaterão.
Vamos em frente.
Abraço a todos e o meu muito obrigado pela oportunidade.

Capitão da Equipe

É DISCO QUE EU GOSTO



Vida dura. A grande Dionne Warwick, aos 72 anos, entrou com um pedido de falência nos Estados Unidos. Ela estaria com sérios problemas com os órgãos de receita do governo americano.  Segundo publicado, ela tem uma dívida de US$ 1 milhão com o fisco.
Em 2012, a cantora chegou a ser listada como umas das 500 pessoas que mais deviam taxas e impostos na  Califórnia.
É a vida.

ER

NO SUFOCO

Recém formado da terrinha em São Paulo

HISTÓRIA DA MÚSICA


FALTOU ANARFA