quinta-feira, 14 de março de 2013

PRÁ PENSAR

Postado no Face pelo amigo General Roberto Osório.

ER

SOB NOVA DIREÇÃO

Lemos pela internet a entrevista concedida ao Jornal Itajubá Notícias, desta semana, pelo Secretario de Obras da Prefeitura, Eng. Joaquim Bento de Aguiar Neto.
Não o conhecíamos.
É de Belo Horizonte e veio para a terrinha aceitando convite do Prefeito. É natural de Belo Horizonte. Tem experiência na área.
Dentre outras informações, anunciou que acabam de publicar um edital de limpeza urbana que é muito abrangente. Nesse processo, segundo ele, além de se fazer a coleta, a varrição e a capina, estão prevendo o serviço de jardinagem e todo o trabalho para melhorar as condições da cidade no que diz respeito à limpeza e do próprio aspecto do município, florir a cidade e melhorar as praças.
E dentro disso está também a colocação de lixeiras. Estão prevendo a instalação de 100 lixeiras ao mês, ou seja, 1200 lixeiras ao longo do ano para incluir região central e bairros.
Até aí tudo bem.
Apenas uma pequena observação:
Se for condicionada a participação na licitação, de empresas com experiência e currículo para execução de todos os serviços mencionados, creio que dificilmente as empresas da terrinha terão condições de participar.
Quando muito conseguirão algum serviço terceirizado.
As grandonas de fora levarão o pacote.
Novidade? Nenhuma.
Veremos.

ER

SE ACHA...


MOÇA BONITA

Sara Carbonero

CONSTATAÇÃO

Um Papa, cinco Prêmios Nobel e Messi. Só faltam as Malvinas.

Clarin da Boa Vista

CHOQUE DE GESTÃO

Super Secretaria.
O afamado  Choque de Gestão  no setor público começou em Minas no governo Aécio. Busca o desenvolvimento promovendo uma mudança brusca.
Não é de fácil implantação. É necessário gente capaz para reestruturar a "máquina". Costuma desagradar muitos. Em boas mãos, os resultados costumam aparecer.
Como sempre acontece, nas mudanças muitos  se sentirão incomodados.
No governo de Minas deu certo, muito embora continue sofrendo pesadas críticas do PT. O modelo tem sido copiado por muitos governadores e prefeitos.
Funciona e, quando acompanhado por um bom marketing, chega a entusiasmar.
Aécio sempre teve ao seu lado Anastasia e  Danilo de Castro. Meio caminho andado.
A nova administração da terrinha está seguindo a cartilha ao pé da letra. 
Adilson Primo tem experiência como poucos na iniciativa privada. Serviço público é completamente diferente. 
Com delegação de poderes, bons diretores, bom entendimento com o legislativo (muito da legislação terá que ser adequada) e a devida transparência que o momento exige, poderá ser um avanço.
Altos custos ? Funcionando bem, paga-se com os pés nas costas.
Acompanharemos.
 
ER