domingo, 3 de março de 2013

NOITES DA BOA VISTA

A conversa seguia arrastada na festa de aniversário na Boa Vista. O professor recém-chegado na cidade e já com umas braminhas na cabeça, carteava uma marra danada, se considerando o centro das atenções. Olhando assim como para o infinito, dizia ele:
- Saudade mesmo, tenho dos meus tempos de estudante na Austrália. Por diversas vezes fui mergulhar à noite nos recifes rochosos do sul do país. Era maravilhoso observar os mais fascinantes peixes luminosos do planeta.
E prosseguia sonhando:
- Os peixes lanternas, também conhecidos por olhos-de-lanterna, são noturnos e possuem um grande órgão luminoso debaixo de cada olho. Este órgão é controlado por um mecanismo de rotação pelo piscar dos olhos. Tal como os peixe-pinha, que têm órgão luminescente localizado no maxilar inferior, a fosforescência é produzida por bactérias simbióticas luminosas.
Silêncio sepulcral na sala de visitas.
Virando para o Paulo Sérgio (Socó, para os de casa) que insistia em provocar giros das pedras de gelo no copo de Cutty Sark, o poeta-peixólogo e professor, cutucou:
- E aí, me falaram que você também é um grande admirador do mundo subaquático...
O Paulo Sérgio deu uma ajeitada no sofá e pegou de primeira:
- Prá falar mesmo a verdade, nessa área, eu tenho mesmo saudade é do tempo que "batia" traíra com jacá ali onde hoje é a Rádio Itajubá. Cada cavalão de traíra, sô !
Mais não foi dito. E nem era preciso.
 
ER

BAR DA DONA ONÇA


Domingo diferente. Encarando um sensacional PF no Bar da Dona Onça em Sampa. Como já foi escrito, fica ali na Av. Ipiranga, térreo do Edifício Copam, do Niemayer.
Ah! no prato, tirinhas de fígado acebolado, com purê de batata e arroz.
É a vida...

ER

PRÁ PENSAR

Conclave irá debater sobre como atrair mais jovens para as missas.

É DISCO QUE EU GOSTO


PORQUE HOJE É DOMINGO

Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide;
o produto da oliveira minta,

e os campos não produzam mantimento;
as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco,
e nos currais não haja gado,
todavia, eu me alegro no SENHOR,
exulto no Deus da minha salvação.
O SENHOR Deus é a minha fortaleza,
e faz os meus pés como os da corça,
e me faz andar altaneiramente.

Habacuque 3: 17 a 19

 

VERSOS DEFINITIVOS

Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito
Mesmo que o tempo e a distância digam "não"
Mesmo esquecendo a canção
O que importa é ouvir
A voz que vem do coração


Milton Nascimento e Fernando Brant

PIBINHO