terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

SOB A LUZ DE VELAS

O homem que se vende recebe sempre mais do que vale.
Barão de Itararé

DIRETO NO PONTO

 
Sou contrário a reeleições em qualquer nível e em qualquer instituição.
Sou favorável a remuneração simbólica de um salário mínimo, para todos os membros do legislativo, municipal. estadual e federal.
Sou pelo aumento para quinze, do números de vereadores de Itajubá.
Reeleição é tratamento desigual.
Todos os vereadores, deputados e senadores, têm profissão e condições de se manter com dignidade. Servir é um dever e uma honra.
Todas as possibilidades acima, obrigatoriamente, terão que ser resolvidas e transformadas em leis pelos próprios interessados.
Quer dizer: Impossível de acontecer!
Não acontecerá jamais, salvo ocorra uma revolução. O que não faz mais sentido.
O percentual direcionado para custear a câmara de vereadores é fixo. Sem subterfúgios, terão que se virar com o mesmo montante.
Resumindo: Estamos, há muito, num mato e sem cachorro.
 
ER 
 
 
 
   

O VALE DA MORTE

 
Foi onde aconteceu a batalha de Balacrava (1854), na Guerra da Criméia. Fica onde hoje é a Ucrania.
Nessa guerra atuou o primeiro correspondente especial na história de tantas guerras.
Foi o Sr. William Howard Russel. Ele mandou um texto descrevendo a batalha, totalmente irreal. Com rara beleza, escreveu ele, de forma resumida:

"Às onze e dez, nossa brigada avançou... Passou veloz e orgulhosamente, resplandecendo ao sol matinal com todo o orgulho e esplendor da guerra... À distância de 1.200 metros, toda a linha do inimigo vomitou, por trinta bocas de ferro, uma torrente de fumaça e chamas... conclui o Sr. William: Às onze e trinta minutos, nem um só soldado britânico, exceto os mortos e os agonizantes, sobrara diante dos canhões moscovitas."
 
Blog: A Carga da Brigada Ligeira é uma paixão de infância. Sobre essa batalha, consta do poema de
Alfred Tennyson, o verso:

"Não há nenhuma razão. Só há que agir e morrer"

Como curiosidade importante, nessa guerra esteve presente Florence Nightingale, que iniciou a medicina de guerra, provocando o surgimento da Cruz Vermelha.

ER (vivereperigoso-fev/2010)

 

SÓ BLUES


PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

John Lennon - 1966

TOMOU O BARCO


Tomou o barco, com muita antecedência, hoje em Belo Horizonte, Denise Cazarini Nakagami, para todos nós, Deca.
Amiga de muitos anos.
Deca, filha do Senhor Demetrio Cazarini e da Dna. Nazaré, do Morro Chic. Irmã da Márcia, Edna, Jô, Flávia e Demetrinho.
Deca, moça gentil e de muitas habilidades, era esposa do, também amigo, Mário Nakagami, da família proprietária do antigo Bar e Café Royal e do Hotel Avenida, na Praça Wenceslau Braz. Mário também já não está mais entre nós.  
É a vida.
 
ER

CONTINUA VALENDO

Post publicado no blog no dia  7 de junho de 2011 sob o título "Não dá para entender"

Ficamos encafifados com a teimosia, seguida de campanha pública, da ONG Transparência, pela manutenção de 10 vereadores na Câmara Municipal. Sempre foram 15 e funcionava muito melhor do que com dez.
Atentem para o seguinte:


Piranguinho, com 8.000 habitantes, tem em sua Câmara Municipal, 9 vereadores.
Piranguçu, com 6.000 habitantes, tem 9 vereadores.
São José do Alegre, com 4.000 habitantes, tem 9 vereadores. 
Wenceslau Braz, com 3.000 habitantes, tem 9 vereadores 
Itajubá, com mais de 90.000 habitantes, tem 10 vereadores (podendo ir de acordo com a lei, para até 17).
 
Independente do número de vereadores, os recursos destinados a Câmara Municipal são definido por lei. Descarta-se o argumento de possível economia.
É do conhecimento de todos, que tanto os ongueiros como os blogueiros e toda a população (creio que até mesmo alguns dos vereadores) não estão satisfeitos com o atual desempenho da Câmara Municipal.
Mas não é por aí.
Mesas estão sendo colocadas nas praças para colher assinaturas (?) dos que são convencidos(não sei por quais argumentos), que dez é o número ideal.
No último domingo, de brincadeira, questionei um amigo da Transparência, em qual lista os optantes por 15 vereadores deveriam assinar.
Disse ele sério: Faça uma campanha própria.
Como não temos acesso a jornal e nem militantes dotados de fé, usaremos esse cantinho.
No mínimo, maior interesse da população poderá ser despertado e exercitaremos um pouco o digladiar democrático.
É normal.

ER

DE BOM TAMAMHO

Os vereadores da Câmara Municipal de Itajubá aprovaram em primeiro turno por sete votos nesta segunda-feira (04), durante Sessão o Projeto de Lei de Emenda Lei Orgânica n° 60, que prevê a alteração do número de vereadores dos atuais 10 para 17, a partir do processo eleitoral de 2016 e início da próxima legislatura em 2017.
O projeto teve uma abstenção do vereador Antônio Raimundo Santi (PP) e um voto contrário do vereador Ricardo Mello (PR).
A Emenda Constitucional nº 58 estabelece 24 limites máximos para a composição das Câmaras Municipais, reduzindo, em contrapartida, os percentuais máximos do total de despesas das Casas Legislativas. Especificamente, para os municípios entre 80 a 120 mil habitantes, o número de vereadores poderá ser no máximo de dezessete.
Para os municípios até 100 mil habitantes, como Itajubá, o percentual a ser gasto nas Câmaras Municipais caiu de 8% para 7% (relativos ao somatório da receita tributária e das transferências previstas no § 5o do art. 153 e nos arts. 158 e 159, efetivamente realizado no exercício anterior).
 De acordo com a justificativa do projeto, não importa o número de vereadores, a percentagem que o Poder Legislativo poderá gastar é a mesma, levando em conta também o aumento da representatividade da população. 
A proposta será votada em segundo e definitivo turno na próxima sessão ordinária.
 
Blog: Aprovação de Projeto em primeiro turno, na terrinha, não quer dizer muita coisa. Recentemente tivemos provas disso, quando da discussão sobre votação secreta na eleição da mesa diretora.
Não sei a razão da colocação, no momento, desse assunto em votação. Apenas confirmamos nossa posição exaustivamente defendida no passado. Somos favoráveis a uma Câmara com quinze vereadores.
Maior representatividade. 
 
ER
 

OPOSIÇÃO