sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

SOB A LUZ DE VELAS

É fácil viver no mundo conforme a opinião do mundo: é fácil na solidão viver conforme a própria opinião; mas grande homem é o que, no meio da multidão, conserva com plena serenidade a independência da solidão.

Ralph Waldo Emerson

MULHERES NAS ALTURAS


NEGÓCIOS

Deu no site da Veja:

A Justiça Federal determinou que a Helibras, fabricante de helicópteros, devolva parte do valor de uma aeronave adquirida pelo governo do Acre na gestão de Binho Marques, do PT. Segundo o Ministério Público Federal, houve superfaturamento na compra. Ao todo, a empresa terá que devolver 566 000 reais que foram pagos a mais pelo helicóptero.
A compra do helicóptero, modelo Esquilo AS 350 B2, tem como principal protagonista o grupo petista que governa o estado há 14 anos, liderado pelos irmãos Jorge e Tião Viana, o atual governador. A aeronave foi adquirida pelo governo acreano em 2008. À época, o estado era comandado pelo petista Binho Marques, que antes foi vice de Jorge Viana, seu antecessor no cargo.
A aeronave custou 7,9 milhões de reais, uma soma considerável para um estado como Acre, e foi quase toda financiada com recursos de um convênio do Ministério da Justiça. O helicóptero acreano seria usado em missões de Segurança Pública e Saúde no estado. O ministro, na época, era o petista Tarso Genro.
A compra se tornou imediatamente alvo de investigações pelo MPF e até da Polícia Federal, que acusaram o governo de favorecimento à empresa. Segundo a ação do MPF, o pregão para a compra do helicóptero incluía requisitos disponíveis apenas em aeronaves fabricadas pela Helibras, um claro indício de direcionamento. De acordo com a procuradoria, os requisitos para a compra especificavam até a cor dos assentos da aeronave que o estado queria comprar.
Para piorar, o conselho administrativo da empresa à época da compra era presidido por Jorge Viana, o antecessor de Binho Marques no governo. Jorge ficou pouco mais de dois anos na Helibras. Só deixou o cargo em setembro de 2010, quando lançou candidatura ao Senado. Seu irmão, Tião, sucedeu Binho na chefia do governo acreano.
O MPF acusava ainda a compra de ter sido superfaturada, com sobrepreço de até 38%. Para chegar a essa conclusão, o órgão comparou o negócio feito pelo Acre com a compra de um mesmo modelo do helicóptero pelo governo do Espírito Santo, na mesma época. Na sentença que mandou a Helibrás devolver parte do valor, a Justiça usou uma outra compra da mesma época, envolvendo o governo de Pernambuco, para efeito de comparação e concluiu que a aeronave acreana custou 500 000 reais a mais.
 Logo depois de ter recebido a aeronave, a administração de Binho Marques mandou pintar uma enorme estrela vermelha na fuselagem. O MPF acusou o governo de fazer uma propaganda político-partidária com a estrela, que também é símbolo do PT. O governo se defendeu dizendo que a estrela simbolizava a bandeira do estado (que também tem uma estrela da mesma cor).
O argumento não foi aceito pela Justiça, que concluiu em 2011 que a pintura violava "os princípios constitucionais da impessoalidade, moralidade e republicano, bem como o pluralismo político (...) porque o serviço realizado pelo helicóptero é visto publicamente como tendo sido prestado pelo PT e não pelo Estado do Acre".
Procurada, a Helibras disse que ficou surpresa com a decisão já que em dezembro a compra foi analisada pelo plenário do Tribunal de Contas da União (TCU), que concluiu, após dois anos de investigações, que a Helibras não cometeu nenhuma irregularidade. A empresa afirma que vai recorrer da decisão da Justiça Federal.
 
Veja 

Blog: É sempre assim. Possivelmente um concorrente da Helibrás se sentiu prejudicado e buscou a justiça. A empresa é condenada, recorre da decisão e daqui um tempo fica tudo esclarecido e vai para o arquivo. Agora, que tem política no meio, sem dúvida.

ER 
 

PRÁ PENSAR

Indagado sobre que conselho daria para os jovens, Nelson Rodrigues mandou na bucha:
 
- Envelheçam !

ER

É DISCO QUE EU GOSTO



 "Tolos" eu disse, vocês não sabem
Silêncio é como um câncer que cresce
Ouçam as palavras que eu possa lhes ensinar
Tomem os braços que eu possa lhes estender"
Mas minhas palavras caíam como gotas silenciosas de chuva
E ecoavam no poço do silêncio
 
Paul Simon 

LÁGRIMAS


Existem pelo menos 465 emoções distintas pelas quais o ser humano chora.
Admiração, ira, aflição, angústia, ansiedade, confusão, arrependimento são os mais comuns. Mas todas as situações se resumem a duas possibilidades: Choramos para pedir ajuda ou para oferece-la.
Está comprovado que as mulheres choram quatro vezes mais do que os homens ao longo de um ano. Em média o choro da mulher dura 6 minutos e o do homem 4 minutos.
O pranto tem um efeito relaxante e ajuda a eliminar substâncias químicas estressantes.
As lágrimas ajudam a construir e fortalecer relações.
Disse Freud, Chorar é libertador.
 
K.Vasquez
(vivereperigoso-mar2010)

ER

RETRATO