domingo, 28 de outubro de 2012

DEVAGAR QUASE PARANDO

Agência do Banco do Brasil nos velhos tempos.
Época em que os velhos, grávidas e especiais, não eram tão especiais assim. Funcionava a velha e morosa fila única.
Muito papel, carimbos e autenticações feitas numa maquininha com manivela.
Teste de paciência.
Ao todo, meia-dúzia de "caixas" levavam o horário do expediente no "violino".
Um "caixa" era especial. Aparecido em Itajubá, ninguém sabe de onde, primava pela lentidão operacional.
Irritava.
Certa tarde de final de mês, o filão fazia curvas. O velho sitiante se arrastava com guias do Incra, duplicatas do fornecedor de adubo , carnet do colégio dos filhos e o surrado chapéu nas mãos.
Rosto queimado pelo sol, testa branca e cabelos amassados.
Quando chegou a sua vez de avançar para o guichet, constatou que iria cair com o tal caixa.
De imediato exclamou alto e em bom som:
- PQP ! Ainda vou cair com o "lesmão" !

ER

PASSANDO A BORRACHA

 
Ainda existe possibilidade de conviver harmoniosamente com os os mensaleiros?
Sim, sem dúvida e é simples.
Basta que reconheçam o enorme erro cometido, devolvam de alguma forma, mesmo que parcialmente os valores desviados, não se aproximem mais da política e coisas públicas e não mintam.
Poderão vir morar na terrinha e nos cumprimentaremos todas as manhãs.
Pensando bem... não é tão simples assim.

ER

É DISCO QUE EU GOSTO



Quando você estiver pra baixo
Quando você estiver na rua
Quando o anoitecer vier tão forte
Eu irei confortar você
Eu ficarei ao teu lado
Quando a escuridão chegar
E o sofrimento estiver ao redor
Como uma ponte sobre águas turbulentas
Eu irei me colocar
Como uma ponte sobre águas turbulentas
Eu irei me colocar

PORQUE HOJE É DOMINGO

  
Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.

(Mateus 11: 28 a 30)