terça-feira, 23 de outubro de 2012

SOB A LUZ DE VELAS

São muitas as perguntas. E o mais penoso de nosso tempo é que só os tolos parecem ter certezas, enquanto as pessoas de imaginação e raciocínio vivem cheias de dúvidas.”

Bertrand Russel

ESSE É O CARA !

Comentário do Walter Bianchi, falando sobre prisões, tema em pauta na semana.

Joe Arpaio é o xerife do Condado de Maricopa no Arizona já há bastante tempo e continua sendo re-eleito a cada nova eleição.
Ele criou a 'cadeia-acampamento', que são várias tendas de lona, cercadas por arame farpado e vigiado por guardas como numa prisão normal.
Baixou os custos da refeição para 40 centavos de dólar que os detentos, inclusive, têm de pagar..
Proibiu fumar, não permite a circulação de revistas pornográficas dentro da prisão e nem permite que os detentos pratiquem halterofilismo.
Começou a montar equipes de detentos que, acorrentados uns aos outros, (chain gangs), são levados à cidade para prestarem serviços para a comunidade e trabalhar nos projetos do condado.
Para não ser processado por discriminação racial, começou a montar equipes de detentas também, nos mesmos moldes das equipes de detentos.
Cortou a TV a cabo dos detentos, mas quando soube que TV a cabo nas prisões era uma determinação judicial, religou, mas só entra o canal do Tempo e da Disney.
Quando perguntado por que o canal do tempo, respondeu que era para os detentos saberem que temperatura vão enfrentar durante o dia quando estiverem prestando serviço na comunidade, trabalhando nas estradas, construções, etc.
Em 1994, cortou o café, alegando que além do baixo valor nutritivo, estava protegendo os próprios detentos e os guardas que já haviam sido atacados com café quente por outros detentos, sem falar na economia aos cofres públicos de quase US$ 100,000.00/ano.
Quando os detentos reclamaram, ele respondeu:
- Isto aqui não é hotel 5 estrelas e se vocês não gostam, comportem-se como homens e não voltem mais.
Distribuiu uma série de vídeos religiosos aos prisioneiros e não permite quaisquer outros tipos de vídeo na prisão.
Perguntado se não teria alguns vídeos com o programa do partido democrata para distribuir aos detentos, respondeu que nem se tivesse, pois provavelmente essa era a causa da maioria dos presos ali estarem.
Com a temperatura batendo recordes a cada semana, uma agência de notícias publicou:
Com a temperatura atingindo 116º F (47º C), em Phoenix no Arizona, mais de 2000 detentos na prisão acampamento de Maricopa tiveram permissão de tirar o uniforme da prisão e ficar só de shorts, (cor-de-rosa), que os detentos recebem do governo.
Na última quarta feira, centenas de detentos estavam recolhidos às barracas, aonde a temperatura chegou a atingir a marca de 138º F (60º C).
Muitos com toalhas cor de rosa enroladas no pescoço estavam completamente encharcados de suor. Parece que a gente está dentro de um forno, disse James Zanzot que cumpriu pena nessas tendas por um ano.
Joe Arpaio, o xerife durão que inventou a prisão-acampamento, faz com que os detentos usem uniformes cor-de-rosa e não faz questão alguma de parecer simpático.
Diz ele aos detentos:
- Nossos soldados estão no Iraque onde a temperatura atinge 120° F (50° C), vivem em tendas iguais a vocês, e ainda tem de usar fardamento, botinas, carregar todo o equipamento de soldado e, além de tudo, não cometeram crime algum como vocês, portanto calem a boca e parem de reclamar.
Se houvessem mais prisões como essa, talvez o número de criminosos e reincidentes diminuísse consideravelmente.
Criminosos têm de ser punidos pelos crimes que cometeram e não serem tratados a pão-de-ló, tendo do bom e melhor, até serem soltos pra voltar a cometer os mesmos crimes e voltar para a vida na prisão, cheia de regalias e reivindicações.
Muitos cidadãos honestos, cumpridores da lei, e pagadores de impostos não tem, por vezes, as mesmas regalias que esses bandidos têm na prisão.
Os fatos acima são verídicos e a prisão-acampamento está em Maricopa - Arizona .

Walter Bianchi


SÓ BEATLES !



Para a Ana (da Av. BPS) que só chegará no ano que vem, mas que já nos proporciona alegria.

ER

TRAZENDO PARA PERTO

Temos na terrinha diversos amigos petistas. Uns mais amigos, outros menos.
Todos, gente correta.
Fico imaginando o que conversariam hoje numa reunião do grupo.
Tenho quase que certeza, inteligentes e preparados como são, que também não acreditam nessas desculpas esfarrapadas que estão sendo dadas pelos envolvidos e dirigentes do seu partido sobre as condenações do mensalão.
Ficou mais do que provado. E ficará ainda mais, com a abertura de bico dos condenados
Uns trouxas e irresponsáveis levaram  o PT a suprema humilhação de ter a sua cúpula diretiva, julgada e condenada pelo Supremo Tribunal Federal, por diversos crimes e pasmem !
Por formação de quadrilha !
Duvido que o Prof. Paulino, Célia, Ulisses, Gama, Dr. Paulo, Edna e até o Laudelino, saiam defendendo os quadrilheiros.
Indefensáveis !
Cresceriam ainda mais aos nossos olhos se empunhassem as bandeiras, dessem as mãos e registrassem seus protestos pelo destrambelhamento acontecido.
Aceitaríamos até o silêncio de todos. Entenderíamos.
Aderir as rotas desculpas daqueles pegos com as mãos na boca da botija, diminuiria politicamente todo mundo.
Lula, Dirceu, Genuíno, Delúbio e outros próximos, ultrapassaram o fundo do poço. E pior, tentam levar junto idealistas do interior.
E mais, não se acanhem, chegará a vez do camburão encostar nas sedes dos outros partidos.
Quem viver verá.
 
ER

PERDERAM DE VEZ A COMPOSTURA

No fim de semana, em Santo André e Mauá, Lula disse, com todas as letras, na presença de ministros de estado, que vai atuar junto à presidente Dilma para que não faltem recursos a cidades cujos prefeitos sejam petistas. E isso passa como coisa normal. A própria presidente sugeriu, em Salvador, que a eleição de um candidato do PT facilita o trabalho com o governo federal.
Isso tudo é um acinte. Essa é, provavelmente, a forma mais escancarada de uso da máquina pública de que se tem notícia. Não deixa de ser uma espécie de mensalão, executado por outros meios. Trata-se de deixar claro aos eleitores que o estado foi capturado e que fazem dele o que lhes der na telha: havendo um prefeito aliado, chegará dinheiro; não havendo, então não!
 
Reinaldo

E A PONTE QUEBROU !