sábado, 15 de setembro de 2012

MOMENTOS MÁGICOS



Show na Broadway.

ER

SOB A LUZ DE VELAS


"A felicidade de um homem não consiste na ausência, mas sim no domínio das suas paixões."

Alfred Tennyson

CANTINHO DA SALA

O Mágico" (2001) -  Beatriz Milhazes

ESPÉCIE EM EXTINÇÃO

Há dez anos, a TV de Curitiba acompanhou Ivo Arzua Pereira a uma agência da Caixa. O engenheiro chegou ao banco com a mulher, num Gol, e , emocionado, quitou a última parcela de seu apartamento com um cheque de R$ 248,00, após 14 anos de prestações.
Ivo foi prefeito de Curitiba (1962/1967) e ministro da agricultura (1967/1969). Naquela oportunidade terminava de pagar seu único imóvel aos 77 anos.
Paranaense, formou-se engenheiro civil em 1948. Trabalhou no Departamento de Estradas e Rodagem, foi superintendente do porto de Paranaguá, diretor da Companhia de Telecomunicações do Paraná, superintendente do instituto de previdência estadual e chefe de comissão de obras no seu Estado. O que mais gostou de fazer foi ter sido professor.
Tomou o barco no domingo passado aos 87 anos.
 
Blog: Não sei se ainda existem pessoas com esse comportamento.
 
Deu na Folha.

MOÇA BONITA

Penélope Cruz

ARQUIVO VIVO

Ouvido hoje na fila do Alvoradão:
 
- Ô cumpadre, você já deu uma olhada na revista "Veja" desta semana ?
 
- Sim, rapidamente dei uma lida na reportagem de capa.
 
- E aí ?
 
- Bem...novidade não vi nenhuma, mas passei a descartar a possibilidade do Marcos Valério vir a tomar o barco por idade avançada.
 
- Éh...faz sentido.
 
ER

O CHEFÃO !


VOTAR

VOTAR (trecho de Rachel de Queiroz, publicado na revista "O Cruzeiro" em 1947)

"...Pelo voto não se serve a um amigo, não se combate um inimigo, não se presta ato de obediência a um chefe, não se satisfaz uma simpatia. Pelo voto a gente escolhe, de maneira definitiva e irrecorrível, o indivíduo ou grupo de indivíduos que nos vão governar por determinado prazo de tempo.E agora um conselho final, que pode parecer um mau conselho, mas no fundo é muito honesto. Meu amigo e leitor, se você estiver comprometido a votar com alguém, se sofrer pressão de algum poderoso para sufragar este ou aquele candidato, não se preocupe. Não se prenda infantilmente a uma promessa arrancada à sua pobreza, à sua dependência ou à sua timidez. Lembre-se de que o voto é secreto.
Se o obrigam a prometer, prometa. Se tem medo de dizer não, diga sim. O crime não é seu, mas de quem tenta violar a sua livre escolha. Se, do lado de fora da seção eleitoral, você depende e tem medo, não se esqueça de que DENTRO DA CABINE INDEVASSÁVEL VOCÊ É UM HOMEM LIVRE. Falte com a palavra dada à força, e escute apenas a sua consciência. Palavras o vento leva, mas a consciência não muda nunca, acompanha a gente até o inferno".
 

Do Brickmann