quarta-feira, 25 de julho de 2012

SOB A LUZ DE VELAS


Todo mundo ouve o que você fala. Ninguém sabe o que você ouve.

Millôr

SEMPRE O ODAIR CUNHA

Deu na Folha:

O relator da CPI do Cachoeira, o deputado federal Odair Cunha (PT-MG), é uma das principais testemunhas de defesa do ex-tesoureiro nacional do PT, Delúbio Soares, no processo do mensalão.
O julgamento começa no STF (Supremo Tribunal Federal) no próximo dia 2.

O depoimento de Cunha foi tomado em outubro de 2009 pela Justiça Federal de Brasília, por ordem do STF, mas só foi inserido nos autos do mensalão em fevereiro de 2011. Na lista de 28 testemunhas entregue por Delúbio, Cunha é o primeiro nome.

O hoje relator da CPI tornou-se testemunha devido a um estudo feito pela liderança do PT na Câmara e apresentado por ele em 2005, em meio ao escândalo.
Cunha era então membro de outra CPI, a do Mensalão, criada para tentar abafar a CPI dos Correios, que apurava os mesmos fatos, mas com maior independência em relação ao governo federal.
O objetivo do estudo era negar relação entre os pagamentos feitos aos partidos aliados no esquema e as votações de projetos de interesse do governo no Congresso.
Odair Cunha afirmou também não ter conhecimento de nenhum fato "que desabone a conduta" de Delúbio.

O estudo do deputado é uma das principais peças de defesa do ex-tesoureiro e diverge dos indícios apresentados pela Procuradoria-Geral da República no processo.

Cunha reiterou nesta semana à Folha as conclusões do estudo de 2005. Ele disse que "não se pode presumir que houve compra de votos a partir da leitura de uma votação". "É preciso fazer uma leitura do comportamento padrão ao longo de determinado tempo."

Deu na Folha (resumo)

TOMOU O BARCO



Tomou o barco ontem em Santos, o ex-aluno da Unifei, Antonio Claret Ribeiro da Costa, formado em 1965.
Quando estudante aqui na terrinha, Claret morava na Fábrica de Armas, hoje conhecida como Imbel.
Acompanhava o "viver é perigoso" desde o seu começo.
Era muito conhecido e estimado na cidade.
Jogava futebol no gol e creio que atuou pelo Fábrica e também pelo Azurra.

ER
(e-mail do Roberto Lamoglia )

QUADRO