sábado, 14 de julho de 2012

PARIS


Post da Bah

Paris...Paris...
Foi lindo e inesquecível estar aí por um tempo.
Quando o avião sobrevoou São Paulo pela última vez, olhei acanhada por aquela janelinha oval, lá embaixo. A cidade que estava deixando rumo a outro continente não era tão romântica quanto a que eu estava indo conhecer. Pelo menos era assim como eu havia achado muitas vezes, dias antes de partir. Ao observá-la de cima vi muito verde espalhado por suas ruas e avenidas, prédios que brotavam em bairros novos esticando a periferia como massa de pizza sendo aberta. Enxergava, lá de cima, meu parque preferido, minha avenida movimentada, muitas luzes que, vista assim do alto me dava a impressão de estar deixando para trás mais uma bela cidade. Não sei se chorei pela descoberta. Acho que não. Sei que fiquei emocionada. A expectativa de descobrir e conhecer Paris deixaram-me em estado de torpor.Já instalada no terceiro andar do número 6 da rue au Marie vi, da janela embaçada pelo suor do vidro,a metrópole tão sonhada.Era uma Paris que me esperava coberta de neve no auge do seu inverno. As árvores não tinham folhas e uma camada fina de neve cobria os gramados. Era um lindo, mas triste e melancólico horizonte para quem acabara de chegar de um país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza, decidida a ficar uns dias por lá. Sob a neve, e um frio de 1 grau saí envolta em agasalhos, gorros e luvas.Andei...Andei o dia todo.Chorei algumas vezes extasiada com tanta beleza! Prédios esplendorosos,cafés aconchegantes e a história presente em cada canto da cidade. Amei. Realizei um sonho. Me enriqueci.Adentrei o país e visitei seus castelos e me emocionei mais uma vez pela sua rica e envolvente história.
Sem dúvida é um país deslumbrante, aconchegante e mágico. Tudo ali é maravilhoso!...Liberté, Egalité, Fraternité (Liberdade, igualdade, fraternidade) foi o lema da Revolução Francesa. O slogan sobreviveu à revolução.

Bah

SOB A LUZ DE VELAS

O céu será igualzinho a essa vida, menos o medo.

Adélia Prado

VIVE LA FRANCE



Hoje é um dia mágico para os franceses. Em 14 de julho de de 1789, a famosa Bastilha, que era uma fortaleza com 7.000 presos foi tomada pelo povo. A partir daí a revolução seguiu em frente provocando todas as mudanças que conhecemos.
A revolução foi influenciada pelos ideais do iluminismo e da Independência Americana de 1776. Chegou para acabar com a servidão e os direitos feudais. Por todo país gritou-se a frase de Jean Nicolas Pache :

"Liberté, Egalité, Fraternité "

Vive la France !

ER

CANTINHO DA SALA


Se vivo fosse, Gustav Klimt estaria completando hoje 150 anos. O extraordinário pintor austríaco, nasceu em Baumgartem em 14/7/1862.

Klimt foi o mestre que mais vezes esteve presente no Cantinho da Sala.

ER
<>
<>
<>

 




 

 

 

UNIDADE DE MEDIDA