quarta-feira, 4 de julho de 2012

SOB A LUZ DE VELAS

Se você odeia alguém, é porque odeia alguma coisa nele que faz parte de você. O que não faz parte de nós não nos perturba.

Herman Hesse

TRISTES IMAGENS

Demóstenes discursando ontem
Charge da Folha de hoje

MOÇA BONITA

Cláudia Cardinale

CANTINHO DA SALA

Aldo Bonadei
Aldo Claudio Felipe Bonadei, simplesmente Aldo Bonadei. Nasceu em São Paulo em 1906. Interessou-se pela pintura desde a infância, iniciando seus estudos em artes em 1923.
Cursou, ainda, desenho e artes no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo. Em 1930, foi estudar na Academia de Belas Artes de Florença. Retornou a São Paulo no ano seguinte e, em 1935, passou a integrar o Grupo Santa Helena, formado por pintores, em sua maioria autodidatas, imigrantes ou descendentes de imigrantes, que compartilhavam ateliê no Palacete Santa Helena, na Praça da Sê. Em 1937, transfere seu ateliê para a casa, no bairro de Moema, em que residia com a família e onde sua mãe e irmã mantinham uma oficina de costuras e bordados e com a qual o artista colaborava realizando, além de desenhos de modelos, trabalhos de manufatura.
Embora a pintura seja predominante em sua obra, Aldo Bonadei produziu muitos desenhos, gravuras e trabalhou, ainda, criando figurinos de moda e para teatro e cinema.
Tomou o barco em São Paulo, em janeiro de 1974.

ER

O ÔNIBUS FANTASMA

Ouvido hoje cedo nas proximidades da Pastelaria do Coró:
- Ô Cumpadre, fiquei sabendo de mais uma dificuldade jurídica a ser enfrentada pelo ex-prefeito Chico. Agora é o caso daquele ônibus da saúde.
- Aquele do CQC e da medalhinha de São Jorge ?
- Isso ! Parece que o Tribunal julgou que foi pago muito caro por ele.
- Éh... disso não sei e não posso falar. Afirmo sim, que um bem daqueles, ainda mais para o setor de saúde, por simples capricho, ter sido deixado no "ferro velho" pelas duas administrações seguinte, tornou-o caríssimo.
Quem não o utilizou ou mesmo, se necessário fosse, não providenciou adaptações para ser usado, é tão responsável ou mais, que o responsável pela compra.
- Éh... está confirmando a previsão de um amigo, que disse que a maioria dos comícios deste ano seriam realizados durante o dia e no Fórum.
- Faz sentido...
ER

DIFÍCIL DE ACREDITAR

Deu ontem na Coluna da Mônica Bérgamo, na Folha:

ROMARIA SUPREMA

O presidente da CNBB, Dom Raimundo Damasceno, recebeu o ex-ministro José Dirceu em sua casa, em Aparecida (SP), no sábado.
Réu no mensalão, o petista entregou ao líder religioso um CD com sua defesa no processo que será julgado em agosto no STF.

Folha

MOMENTOS MÁGICOS



Liderança e solidariedade.
Em um dos jogos de NBA dos EUA uma garota canta o hino nacional americano. Ela, muito nervosa, se atrapalha. O público começa a vaiar e ninguém faz nada até que o técnico de um dos times chega ao seu lado e começa a cantar junto.
O público entende e se emociona.
Momento inesquecível.

ER

NOTÍCIA QUE GOSTARIA DE LER

Candidato a vereador confessa em quem votará para prefeito !

Clarin da Boa Vista

INDEPENDENCE DAY


" ...que todos os homens foram criados iguais, foram dotados pelo criador de certos direitos inalienáveis, que, entre estes, estão a vida, a liberdade e a busca da felicidade; que, a fim de assegurar esses direitos, instituem-se entre os homens e os governos, que derivam seus justos poderes do consentimento dos governados; que, sempre que qualquer forma de governo se torne destrutiva de tais fins, cabe ao povo o direito de alterá-la ou aboli-la e instituir novo governo, baseando-o em tais princípios e organizando-lhes os poderes pela forma que lhe pareça mais conveniente para realizar-lhe a segurança e a felicidade.
Na realidade a prudência recomenda que não se mudem os governos instituídos há muito tempo por motivos leves e passageiros e, assim sendo, toda a experiência tem demonstrado que os homens estão mais dispostos a sofrer, enquanto os males são suportáveis, do que a se desagravar, abolindo as formas a que se acostumaram. Mas quando uma longa série de abusos e usurpações, perseguindo invariavelmente o mesmo objeto, indica o desígnio de reduzi-los ao despotismo absoluto, assiste-lhes o direito, bem como o dever, de abolir tais governos e instituir novos guardas em prol da segurança futura..."

Thomas Jefferson

DELÚBIO - O HERÓI MENSALEIRO