quarta-feira, 30 de maio de 2012

É DISCO QUE EU GOSTO



I NEVER CRY

Alice Cooper


ER

SOB A LUZ DE VELAS

Ética na política é o ato de jamais passar alguém para trás sem antes consultar os companheiros do partido.

Millôr/

POR ONDE ANDARÁ ?


Obvious
Curiosidade: Belchior esteve na terrinha cantando no Restaurante do Xandi. Muito legal. Não teria ficado por estas bandas ?

ER

NINGUÉM SE ENTENDE !

Blog: Durma-se com um barulho desses:


"Nota à Imprensa
A Presidência da República informa que são no todo falsas as informações contidas na reportagem que, em uma de suas edições, apareceu com o título "Para Dilma, há risco de crise institucional", publicada hoje no diário O Estado de S. Paulo.
Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República"

O Estado está seguro da apuração que fez e mantém a informação publicada sobre a preocupação do governo com o episódio e seu potencial de risco político, a despeito do desmentido oficial. A matéria publicada pelo Estado é fruto de apuração junto a fontes credenciadas do governo e desenvolvida  desde a divulgação do teor da conversa entre o ex-presidente Lula e o ministro Gilmar Mendes. Segundo essas fontes, o fato preocupou profundamente a presidente Dilma Rousseff pelo seu potencial de crise. 
Ricardo Gandour
Diretor de Conteúdo do Grupo Estado

ER

A PIOR RAÇA

Continua valendo -  publicado em 4/11/2009
A pior raça que existe é a famigerada raça dos incentivadores de candidatos. O sujeito leva uma vida pacata, ajudando um aqui outro alí e até mesmo participando das atividades da Igreja.
Vem um incentivador e diz como quem não quer nada: Você vai sair para Vereador ? O cara assustado responde: Que isso meu, ficou Louco ? Não quero mexer com isso não.
Mas a minhoquinha já ficou na cabeça. Estendendo a conversa, indaga: Por que essa pergunta ? O incentivador afirma: Seu nome está muito falado. Precisamos de gente séria, capaz.
Não! Não entro nessa não!... Mas o bichinho da vaidade já entrou no circuito.
No outro dia vai ao supermercado com comportamento diferente. Cumprimenta um, distribui sorriso acolá, cede o carrinho para a Senhora com a criança no colo, deixa a moça passar a frente na fila. Tudo isso, sem se dar conta.
Daí a fazer umas colocações políticas nas conversas é um passo. Sempre na oposição. Mas se sentir reação contrária, por mais leve que seja, muda de opinião. Já está ficando sem vergonhinha.
Alguns dias depois encontra na rua com o incentivador, que diz : Cara não tem para ninguém você vai estourar a boca do balão. Só lá no Clube tem garantido uns quinhentos votos.
Você está filiado em algum Partido ? Sim! Nunca fui lá, mas por insistência do meu cunhado assinei a ficha de filiação do PSDT (para nós, Partido Social Dos Trouxas). Beleza, então já tem legenda
Começa a se empolgar. Compra umas camisas sociais e as começa usar com o último botão desabotoado e quatro dobrinhas nas mangas
Não perde mais as reuniões da Associação do Bairro, os Terços da Igreja, festas da quermesse, futebol de veteranos, reunião de pais de alunos e velórios (às vezes até chora). Passa a comprar rifas em beneficio de todo mundo.
Já está na hora de encarar a patroa.
Diz ele, misturando um falso tédio com revolta: Vou mandar esse pessoal à merda. Não aguento mais essa insistência para que eu saia candidato.
A mulher leva um susto e de imediato pensa na inveja das amigas. Dá uma olhada e acha o marido até mais bonito.
Diz ela: Isso bem! As vezes o dever nos chama e temos que dar uma contribuição mais efetiva para a sociedade. Você tem muito mais capacidade do que todos que estão lá. Aliás, só na família, direta e indiretamente você pode ter certeza de uns 200 votos.
Bom!... pensa ele: já são setecentos. Mais os da fábrica, onde arranco pelo menos uns trezentos.
Todo mundo respeita e quer bem um gerente de RH. Aliás vai ser bom até para a firma ter um representante na Câmara. Pode acelerar muitas coisas lá. Mas claro, a Diretoria praticamente vai ter que bancar a minha campanha.
Não posso esquecer a juventude. Se 30 por cento dos amigos dos meus filhos votarem em mim, o que não é difícil, já serão mais cemzinhos. E o pessoal da Igreja que pode fechar comigo: Mais uns 200 votos. E o corpo a corpo: Mais uns trezentos.
Não quero ser otimista, mas se a metade do que eu tenho certeza votar em mim, já serei o mais votado. Presidente da Câmara ? Nada mal. Mas com os cinco paus por mês, vou deitar e rolar.
Agora o apartamento de Ubatuba sai. Vou ter o cuidado de comprá-lo em nome das crianças, que é para evitar fofocas.
Blá, Blá, Blá...: Já gastei dez mil da poupança; o partido não ajudou em nada; só mandou fazer 3.000 santinhos, onde saí com cara de morto e nem distribuí. A firma só mandou fazer 10 faixas. Mas tudo bem, em três meses eu volto às origens, e daí para frente é só caixa.
Cinco de outubro. Contagem final dos votos: 16 (dezesseis). Vão todos a PQP!!!... Não me falem mais em política.
O incentivador tomando cerveja com os amigos no buteco, comenta: 16 ?? Foi é muito...
Cai fora amigo!
ER

ACREDITE SE QUISER

Deu no O Globo

Há duas semanas um mistério ronda a segurança da Câmara dos Deputados e preocupa um deputado saliente. Por volta das 17h, no horário da Ordem do Dia, esse deputado chegou correndo para votar, e na entrada principal do plenário, próxima à Mesa, mexeu nos bolsos e sem ver, deixou cair a prova do crime: uma calcinha - mais para calçola - azul e vermelha, com babadinhos nas laterais.
Sem saber que deixara para trás o fetiche, o parlamentar foi para o meio do plenário. Um dos seguranças, vendo a calcinha estendida na entrada do plenário, sem despertar a atenção dos parlamentares, assessores e jornalistas que se amontoam na entrada, deu um chutinho discreto, empurrando a lingerie para o lado da lixeira.
Avisado pelos seguranças, um assessor do presidente Marco Maia (PT-RS) recolheu a calcinha e a escondeu no bolso. Temia que fosse descoberta por jornalistas de um desses programas que adoram colocar os parlamentares em fria. A partir daí, a peça íntima foi examinada por assessores, jornalistas e seguranças a exaustão. A única conclusão: a peça foi usada antes e não pertence a uma sílfide.
Sem saber o que fazer com o achado, a calcinha foi recolhida aos achados e perdidos da Segurança da Câmara. Até agora não foi reclamada pelo parlamentar saliente.

O Globo
.

NOTÍCIA QUE GOSTARIA DE LER

Carta Aberta: Prefeito também retira apoio ao prefeito !

Clarin da Boa Vista

VAI DAR...