sexta-feira, 18 de maio de 2012

SOB A LUZ DE VELAS

  Durar não é o mesmo que viver.

Gisele Teixeira

DANDO A VOLTA POR BAIXO

Logicamente não tem ninguém pensando em separação, mas todos podem ter algum amigo arquitetando essa desgraceira.
Bom de ler o livro "Dando a volta por baixo: da vida após o casamento ou manual de separações. É do Ivan Vellasco - Editora Record.
Diz o autor:
"...Este manual não pretende salvar seu casamento. Partimos do pressuposto de que ele já acabou. O que pretendemos é salvar a sua separação. Se você acredita que fracassou no casamento, mais uma razão para evitar um novo fracasso.
....Cientistas americanos comprovaram, através de pesquisas criteriosas, que casamentos acabam por motivos tão diversos, que se torna impossível uma correlação entre uma coisa e outra. Numa única tentativa de classificação dos motivos mais corriqueiros, chegou-se a um total de 7.346 itens alegados para o fim da relação. E isso com apenas 16 mulheres inicialmente entrevistadas.
...Casamentos não podem durar para sempre, mas separações sim, são eternas. Se o seu casamento não deu certo, a separação pode ser coroada de sucesso."

ER



EX - PRIMEIRA DAMA



Nobody Knows You When You're down and out

A ex-primeira dama, a italiana francesa, Carla Bruni, afirmou que voltará para a música. Maravilha. Quem sabe, considerando as fortes legações entre a terrinha e a França, possa vir a nos alegrar um dia com sua arte, graça e beleza.

ER

TODOS NA GAIOLA


Odilon Rios - Terra

A pedido da 17ª Vara Criminal da Capital, a Força Nacional cercou ontem o prédio da Câmara de Vereadores de Rio Largo, a 25 km de Maceió, e prendeu todos os integrantes do Legislativo Municipal, acusados de corrupção.
Segundo as denúncias, eles aprovaram a venda de um terreno, que valia R$ 21,5 milhões, por R$ 700 mil, a uma empresa.A área foi vendida pelo prefeito da cidade, Toninho Lins, mas com aval da Câmara. Todos estão sendo encaminhados ao sistema prisional.

Terra

EM BREVE: CLÍNICAS PARA TRATAMENTO

Deu no UOL, de Marian Strecker

A escravidão voluntária que multidões dos quatro cantos do planeta prestam ao Facebook está transformando o serviço numa espécie de catálogo da Terra inteira. Senão da Terra, ao menos dos terráqueos.
Cada brasileiro com acesso à internet gastou em média 7 horas, 50 minutos e 26 segundos no Facebook em abril passado. Nenhum outro site consome tanto tempo do público brasileiro quanto o Facebook, que lidera esse ranking desde agosto de 2011. 78,5% dos que usam a internet no país usam também o Facebook.
Nem era preciso consultar o Ibope. Basta ficar no Facebook certo tempo para saber quão viciante o serviço pode ser, trazendo de volta pessoas do passado, abrindo contato com parentes desconhecidos, novos contatos, transformando seres humanos que riem e que choram em seres humanos que quase apenas riem, porque se tornaram marqueteiros de si mesmos.
O Facebook é o serviço em que as pessoas fazem broadcast de suas vidas, ou ao menos da parte que interessa divulgar. Muitos se iludem achando que é uma boa forma de manter o contato com amigos e familiares, para quem sabe um dia descobrir que aquele contato superficial, à base de textos curtos e fotos escolhidas a dedo, pode esconder a possível ausência de um relacionamento inteiro, verdadeiro e de carne e osso. Afinal, o dia continua a ter apenas 24 horas

Marion Strecker
De San Francisco, Califórnia

VOCÊ É NOSSO E NÓS SOMOS TEUS

"A relação com o PMDB vai azedar. Mas não se preocupe. Você é nosso e nós somos teu (sic)", escreveu o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), ex-líder do governo, para Sérgio Cabral.

Deputado do PT, Cândido Vacarezza (até há poucos dias, lider do governo).

Blog:
Blindando o Governador de Paris, ou melhor, do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, na CPI.

ER

O TEMPO PASSA

Obvious

NOTICIA QUE GOSTARIA DE LER

Definido novo padrão mundial de beleza: Gordinhas

Clarin da Boa Vista

NINGUÉM

Marcos Almeida - compositor, músico, professor e membro da banda brasileira de rock Palavrantiga.

Diabetes, cirrose, septicemia, câncer, ninguém escapa(1). O tempo é curto. Eles também não resistiram: Oswald de Andrade modernista dionisíaco, patriarca do Tropicalismo e Concretismo, Di Cavalcanti o Picasso brasileiro, Glauber Rocha o romântico criador do cinema novo, Darcy Ribeiro o antropólogo que gostava de whisky. Câncer, septicemia, cirrose, diabetes; ninguém escapa. Resta a palavra. Fica a imagem. Sobrevive a tinta. Sobrevive a alma. As ideias resistem! Quem pode com uma ideia? Quem dura mais que uma palavra?
Passou o modernismo, a bossa nova, a jovem guarda e o tropicalismo. Os concretistas já se foram. Agora é Inhotim. Agora tudo é líquido e rápido como o rio São Francisco desaguando no mar; tantos metros cúbicos de água por segundo, caindo, caindo, chegando e saindo.
Velhice, infarto, terremoto e balões de gás hélio, ninguém escapa(2). O tempo é curto para todos. Ninguém resiste. Eles também não: Antonio Elias, reverendo presbiteriano, pai de uma geração de pastores, Manoel de Mello o líder pentecostal mais ecumênico da história, Zilda Arns símbolo dos direitos humanos, Antonio de Carli padre aventureiro e ativista. Balões de gás hélio, terremoto, infarto e velhice; ninguém escapa.
Mas olha, ela está ali, no meio do mundo, firme e forte, resistente e flexível: a Igreja, A Mensagem; A Palavra. Quem dura mais que essa Palavra? Início, meio e final, tempo e eternidade! Quem pode com Ela?
Passou o jesuíta, o inquisidor, o acadêmico, a saia longa e o marxista de bata. Os pentecostais não são mais os mesmos. Agora é Neo. Agora tudo é pós, tudo emergindo, sabe lá de onde, dizendo que nem tudo é líquido e rápido como o São Francisco; no meio de tanta água que jorra (re) movendo as margens, nesse mesmo espaço e tempo onde habitamos, intacta permanece a Palavra Principal, soberano e criativo permanece O Verbo que nos escapa (sempre), diante de Quem a morte treme de medo, de Quem de fato nenhum de nós escapa. Ninguém!

Marcos Almeida - Ultimato Online

LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO