quinta-feira, 19 de abril de 2012

SOB A LUZ DE VELAS


Se falares a um homem numa linguagem que ele compreenda, a tua mensagem entra na sua cabeça. Se lhe falares na sua própria linguagem, a tua mensagem entra-lhe diretamente no coração.

Nelson Mandela

É DELES OU É NOSSO ?

Êpa ! O muito visitado blog " ajaneladobraz", da Fátima Noronha, da nossa vizinha Brazópolis (terra da Sonia) está promovendo uma pesquisa entre seus leitores, buscando identificar qual o brazopolense mais popular de todos os tempos.
Daqui de longe e dando uma de intrometido diria que teria sido o Dep Euclides Cintra, ou o Sr. Zé do Tronco, ou melhor ainda o Padre Quinzinho.
Fiquei surpreso ao ler os comentários. Está se destacando o ex-presidente Wenceslau Braz.
Agora pensando alto e sem buscar polêmica:
Mas ele não era nosso ?

ER

HORA DA ONÇA BEBER ÁGUA


Conforme decidido firmemente por 6 votos de diferença, o PT deverá ter candidato próprio para a prefeitura em 2012. Estabeleceram a data de amanhã como limite para apresentação de pré-candidatos. O prof. Paulino já se apresentou.
Dificilmente perderão a oportunidade de se colocarem "a disposição do partido", o Dr. Paulo Salomon e mais uns dois. Caso isso aconteça estão programadas prévias internas.
Aí vai tempo e entrará em cena o imponderável. Reuniões, reuniões, reuniões.
Literalmente fico imaginando os petistas da atual administração circulando com justíssimas saias. Passinhos curtos, inseguros e observando os acontecimento com o "rabo dos olhos"
Período difícil para o PT. 
Em âmbito federal, num gesto que beirou a loucura (partindo dele), o Sr. Luis Inácio, como sempre despachando no Palácio Sirio-Libanês, em São Paulo, definiu pela instalação da CPI do Cachoeira(a Dilma está fora disso - toma conhecimento pela imprensa, como nós.).
Pura criação de cortina de fumaça. Provocação de desvios de atenções.
Sabem que algum preço será pago. Alguns companheiros irão para a degola. Os "capos" estarão protegidos.
Ordens foram dadas para os soldados sairem em defesa do indefensável. Vale tudo: Blogs, facebook, rádios e principalmente igrejas.
O mantra será cansativamente repetido: O mensalão não existiu. O mensalão foi criação da revista Veja, o mensalão não existiu. O mensalão foi criação da Veja. O mensalão não existiu. O mensalão foi criação da veja.
A web será varrida por blogueiros "chapas brancas" financiados pelas estatais. "Amigos" do facebook, todos compartilhando intermitentemente contra-informações recebidas do Partido.
A terrinha não ficará livre.
Não será fácil que prevaleça a justiça. O STF trabalhará sobre pressão total.
Oposição no congresso não existe. Repito, não existe.
Forças vivas da sociedade ? CNBB, UNE, OAB, etc - Estão todos "giboiando".
O que nos resta ?
A imprensa livre.
Caso não prevaleça a justiça, o último que sair que apague a luz.
ER 

A REAL MELHOR IDADE


João e João Pedro


SÓ BLUES



WHISTLIN BLUES

O boogie-woogie é um estilo de blues.Foi muito popular entre os negros nos anos 30 e anos 40 nos Estados Unidos. Em 1937 Lux Lewis (1905/1964), pianista e compositor gravou esta maravilha.
Acredite querendo. No quintal de minha casa (na Boa Vista ainda existem quintais), entre laranjeiras, mangueira, mamoeiros, jabuticabeira, goiabeira, pés de maracujás, vive um sabiá.
Palavra: Já acordei com o  bichinho assoviando algo parecido com o "Whistlin blues".
O que posso querer mais ?

ER

MENSALÃO

CONTINUA VALENDO

Publicado no "viver é perigoso" em 10 de março de 2010.

É impressionante o ódio que a administração municipal têm do jornalista Rodrigo Marques. O Prefeito disse certa vez que o sonho dele (prefeito) era que o jornalista ganhasse um desses prêmios acumulados da loteria e sumisse da cidade.
Digo mais, se o Rodrigo Marques se convertesse (o que acho difícil), entrasse para um seminário e formado Padre viesse dirigir uma igreja em Itajubá, o templo seria fechado por falta de Notas Fiscais das velas.

ER 

A CAMINHO DE BRASÍLIA

Ouvido ontem na Boa Vista:

- Ô cumpadre, fiquei sabendo que o Carlinhos Cachoeira foi para Brasília ?

- Nem sei quem é Sô. Vai assumir o quê ?

- PQP !

ER

AQUI ME TENS DE REGRESSO !

Ainda sobre o Nelsão Gonçalves

Em Fortaleza, certa vez, tivemos a sorte, o privilégio de assistir um show do Guinga. No teatro de Arena do Centro Cultural Dragão do Mar (beleza de lugar, tudo limpo, funcionando, arrumadinho). Show de grátis. Dia de semana. Salivando já por cerca de hora e meia, show descontraído, platéia ainda entusiasmada, o Carlos Altieri, Guinga chamado, disse que, além de fã, gostaria de cantar uma músicas "do Nelson" (já ouviu alguma gravação que o Nelson fez e que alguém tenha regravado melhor? Por isso que a gente fala, hoje, de vez em quando: isso parece uma música do Nelson). E lá foi bala traçando o ar, seu Zézinho da Boa Vista. No barato, umas 10 músicas do homem, encarrilhadas, cantadas pela voz meio "a do Nelson" pelo Guinga Altieri, aquele. Daí, houve o convite prá quem quisesse, da platéia, subir ao palco para cantar em dueto com a fera. Pulou na arena um senhor, já meio "melado", indubitavelmente, para ficar no espírito Deusa da Minha Rua, fã do Nelson. Desfiou, em dueto, umas três. Direitinho. O Guinga, entusiasmado como teu canário, fazendo uma segunda voz e só "olhando" para o vozeirão do "primeira". Na quarta, pararam no meio, os dois, olhos marejados. O cantor convidado soluçando, já curadinho da "melaça". Abraço de um no outro. Expontâneo. Inesperado. Emocionante. Guinga sentado, o cantor curvado, meio em reverência, meio em "não dá mais companheiro, senão meu coração pára" Nós, eu e Maria Inês, lá. Também meio engasgados.
A certeza de ter presenciado uma daquelas cenas que grudam uma foto na galeria da memória, departamento Valeu a Pena ter Vivido prá Ver Isso. Grande Nelson.
Alaor, você está perdoado.

Marquinhos Carvalho (do Sêu Olavo)