sexta-feira, 13 de abril de 2012

SOB A LUZ DE VELAS


Meu Pai sempre dizia: Não levante a sua voz, melhore seus argumentos.
 
Desmond Tutu - Premio Nobel da Paz
 
(post Humberto)

CANTINHO DA SALA

A polícia da Sérvia acredita ter recuperado a obra "O Menino do Colete Vermelho" do pintor impressionista Paul Cézanne avaliada em pelo menos 109 milhões de dólares, que foi roubada em um dos maiores assaltos de obras de arte do mundo, quatro anos atrás.
"Especialistas da Sérvia e do exterior estão tentando averiguar se a pintura é original.
A tela "O Menino de Colete Vermelho" foi uma das quatro obras roubadas de uma galeria de arte suíça em 2008 por um trio de assaltantes mascarados.
As pinturas eram avaliadas em torno de 160 milhões de dólares na época, e o assalto foi o maior furto de obras de arte da história suíça e um dos maiores do mundo. Apenas a tela O Menino de Colete Vermelho valia 110 milhões de dólares na época.
Duas das telas roubadas, uma de Claude Monet e outra de Vincent Van Gogh, foram recuperadas dias depois, abandonadas em um carro, mas as outras duas  - a de Cézanne e uma pintura de Edgar Degas - estavam desaparecidas.

Web

DIA INTERNACIONAL DO BEIJO



Post de Anônimo 

Hoje é dia do beijo Que tal colocar um vídeo com a música "Besame Mucho" Me Beije Muito Me beije, me beije muito Como se esta noite fosse a ultima vez Me beije, me beije muito Porque temo te perder De te perder depois me beije, me beije muito Como se esta noite fosse a ultima vez Me beije, me beije muito Porque temo te perder De te perder depois Eu quero você bem perto Pra me ver refletido em seus olhos, Pra te sentir perto de mim, Pense que talvez amanha Eu ja estarei bem distante, bem distante de você. Me beije, me beije muito Como se esta noite fosse a ultima vez Me beije, me beije muito Porque temo te perder De te perder depois..... Muitos beijos a todos.
(amigos e inimigos)

Anônimo

EM OUTROS TEMPOS

Não confundam saudosista com memorialista. Pobre da terra que não cultiva o seu passado. na Boa Vista tentamos.
Indiscutivelmente o grande celeiro de craques de futebol na terrinha foi a Boa Vista. Duas grandes equipes: A maior de todos os tempos na cidade, o Vasco Futebol Clube, também conhecido como o "Lobo da Boa Vista" e o "Smart Futebol Clube", o Leão da Boa Vista, do Sr. Ademar Dentista, da família Mandolesi, do Sr. Luis Camilo e tantos outros.

Em pé: Pipe, Zéze Barbedo, Zeca Traviata, Mauro da Cidinha, Zé Maria do Sr. Ditinho Euzébio, Olavo (?), Coréia, Barba Azul. Agachados: Dirceu Giboinha, Zezé Cascardo, Virgílio Machado, Sócrates Sarlas, Mário (primo do Sócrates) ou seria o Gilbertinho? e Cati.


"FICAR" É EFÊMERO !



Ouvido ontem na fila do Alvoradão na Boa Vista:

- Ô cumpadre, num é do meu tempo e nunca entendi esse negócio de "ficar". Me parece um relacionamento muito ligeiro, que acaba desvalorizando as pessoas.

- Éh... Tinha flertar, que vinha a ser trocar olhares, inclusive até com direito e quase obrigação de dar uma olhadinha para trás nas viradas de esquina. Tinha o início de namoro (sem segurar nas mãos), depois, segurando nas mãos. Mãos no ombro, só noivos. Outros tempos.

- Pelos comentários do blog, tem muita gente que ainda ama a terrinha, mas o que tem de gente "ficando" com ela é uma enormidade.

-Cumpadre, prá mim uma relação de amor entre uma pessoa e uma terra, não é obrigatoriamente selada pelo nascimento, estudo ou vivência durante um período. O que nos leva ao apêgo é ter sido feliz naquele cantinho, mesmo que só um tiquinho.

- Éh... faz sentido.

ER

HISTÓRIAS DE ITAJUBÁ

Marcelo Antonio de Araujo Cunha, simplesmente Marcelo. Grande goleiro. Um dos melhores que a terrinha já viu jogar. Nasceu em Itanhandu (terra de craques) em 4/11/38. Começou sua carreira no Yuracan em 1958. Foi para o Rio de Janeiro, onde atuou com destaque no Vasco da Gama ao lado de craques como Brito, Fontana, Écio, Lorico, Alcir, Maranhão, Sabará e o centro-avante Célio.
Passou para a história.
Em um clássico contra o Flamengo, realizado no dia 27/8/64, após falhar no segundo gol do Flamengo (2x1), dirigiu-se ao banco de reservas pedindo substituição. A partida ficou parada por 15 minutos, com companheiros e adversários pedindo para que reconsiderasse a sua decisão.
Não voltou atrás.
Deixou o gramado aplaudido pelos 90.000 torcedores.
Deixou o futebol, formou-se em engenharia e aposentou-se após trabalhar 25 anos na IBM.
Mora em Uberlândia. Deixou saudades no meio esportivo da terrinha.

ER 

ATENÇÃO CANDIDATOS !


Se me virem dançando com mulher feia, é porque a campanha já começou.


Juscelino Kubtschek

RECEITA DO CHEFE