sábado, 31 de março de 2012

QUESTÃO DE ÓTICA

COMO VEJO O CHICO:

COMO ELAS VEEM O CHICO:


ER

CLASSE É CLASSE !

Alaor , Zézinho Riera e anônimos.

Obrigada pelas palavras. Meu texto neste post foi estruturado a partir do contraste entre a minha(nossa) vida em Itajubá e fora dela. Essa alusão a terra distante aproxima ao Romantismo. Por isso, foi escrito com o olhar exagerado de quem está distante e em sua saudade, exalta os valores importantes adquiridos nesta fase da vida vivida nesta cidade. Valores esses que muitas vezes não encontramos em outro lugar. Como bem escreveu Graciliano Ramos que também morria de saudade de sua terra..."Minha terra tem primores, que tal não encontro eu cá". Você disse bem Alaor: os bons sentimentos são os responsáveis por essa saudade. E, uma cidade que só nos proporciona tais sentimentos se torna eternamente lembrada e amada. Mesmo que para alguns, ela não seja tão primorosa assim. Endosso o que disse um anônimo: Mais importante que a cidade e seus problemas, são as pessoas boas que moram nela.
E olha que aí tem muuuuuuuita gente boa.
Um grande abraço a vocês.

Bah

SOB A LUZ DE VELAS


A solidão é muito bela, mas quando se tem perto de si alguém a quem o dizer.

Gustavo Bécquer

HOMENS DE VISÃO

Todos sabem que o DEM, hoje chamuscado de todos os lados, começou na ARENA e era até pouco tempo atrás, PFL.
Sob a administração do partido, esteve a terrinha de 2005 a 2008.
Homens sérios que num determinado momento, logo após o final do governo, deixaram o partido. Quase todos e de uma vez só.
Não consigo localizar, mas o blog postou uma nota sobre a debandada geral na antiga agremiação do Sr. BPS.
Na ocasião escrevemos: mais cedo ou mais tarde vamos saber a razão.
Pelas notícias da imprensa envolvendo altos próceres do DEM, creio que agiram com visão de futuro.
Estamos presenciando o FIM do DEM.
Outros partidos seguirão o mesmo caminho até acontecer a grande reforma política, que possivelmente, em função das leis da natureza, não chegaremos a assistir.

ER  

PETESCANDO...

“Em relação à iniciativa do ministério de buscar contribuições, minha posição é contrária a isso. Não é função de ministério arrecadar dinheiro para candidaturas ou para partidos”, disse o ex-ministro da Pesca, a quem coube dar destino à maior parte das 28 embarcações compradas. As lanchas-patrulha estavam estragando, sem uso, num caso de desperdício de dinheiro público investigado pelo TCU. O Ministério da Pesca optou por doar a maioria à Marinha. Questionado se enxergava corrupção no caso, Luiz Sérgio optou pelo vocabulário adotado pela presidente Dilma Rousseff. “Eu diria, como a nossa presidente tem feito, que é um malfeito.” Luiz Sérgio ficou no cargo apenas seis meses, após perder o posto de articulador político do governo para a ministra Ideli Salvatti, em junho do ano passado.
Anteontem, o dono da Intech Boating, José Antônio Galízio Neto, afirmou ao Estado que a doação ao partido havia sido feita em 2010 a pedido do ministério. “A solicitação veio pelo Ministério da Pesca, é óbvio. E eu não achei nada demais, porque eu estava trabalhando para o governo, faturando naquele momento R$ 23 milhões, R$ 24 milhões, não havia nenhum tipo de irregularidade”.

Estadão

É DISCO QUE EU GOSTO



Joe Cocker está chegando !

ER

MOÇA BONITA

Beth Faria

SAÍDA PARA ELEVAR A AUTOESTIMA

Já que o pessoal anda "de baixo astral" na terrinha...

Deu no "O Tempo"

Em Londres, uma equipe internacional de cientistas provou, por meio de um estudo divulgado anteontem, que, apesar de as pessoas se sentirem mais sedutoras conforme a quantidade de álcool que ingerem, a melhora da percepção sobre si mesmo não é consequência das bebidas, mas de um efeito "placebo" causado pelo álcool.
O estudo, intitulado "Beauty is in the eye of the beer holder" ("A beleza está no olho do que segura a cerveja"), aborda o papel do álcool no grau de atração que cada pessoa atribui a si própria. Para sua aplicação, foi utilizado um grupo de pessoas em um laboratório e em um bar, segundo publicou na última quinta-feira a Universidade Paris Descartes.
O estudo levantou duas hipóteses: o consumo melhoraria o grau de atração que cada pessoa confere a si própria, ou haveria respostas mais polarizadas, que fizessem com que aqueles que se considerassem interessantes reforçassem essa crença, enquanto aqueles que não tivessem a mesma visão positiva se afundariam em seus defeitos.
Na primeira parte, feita com 19 pessoas em um bar, os participantes foram orientados a declarar o quão atraentes, brilhantes, originais e divertidos se consideravam. Ao se aumentar a quantidade de álcool ingerida, a opinião sobre eles próprios também melhorou.
Na segunda parte, realizada com 86 pessoas, foram entregues aleatoriamente aos voluntários bebidas que continham ou não álcool. Enquanto metade foi levada a acreditar que havia consumido bebidas alcoólicas, a outra metade pensava o contrário. Depois de eles serem convidados a escrever uma mensagem publicitária que seria usada por uma empresa de bebidas, os resultados mostraram que quem achava que tinha tomado álcool dava a seu trabalho as melhores notas.
Para os responsáveis pelo estudo, entre os quais está a Universidade de Ohio, essas conclusões confirmam que a crença de ter consumido álcool basta para que a mente atue como se o tivesse feito.
Outros estudos. A pessoa que bebe enxerga a outra do sexo oposto mais atraente.

O Tempo



PEGO PELO COLARINHO

Quem nunca encarou um chopinho no Bar do Léo ? Durante muito tempo ponto de encontro do pessoal da terrinha.

Deu no Estadão
Agentes da Polícia Civil prenderam em flagrante na manhã desta sexta-feira, 30, o gerente do Bar do Léo, localizado no número 100 da rua Aurora, centro de São Paulo por vender chope Ashby como se fosse Brahma. Segundo informações do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), também foram encontrados no bar alimentos vencidos e sem rastreabilidade. Wilson França de Souza, 34 anos, vai responder por crime contra relação de consumo.
Bar cobrava R$ 9,40, como se fosse chopp Brahma.O gerente do Bar Léo foi autuado após oferecer chope Ashby, que custa R$ 5,30, como se fosse Brahma, pelo valor de R$ 9,40. De acordo com o delegado titular do DPPC, Marcelo Jacobucci, no site do bar consta a informação de que o local é abastecido diariamente com chope Brahma, "e isso não condiz com a realidade", afirmou Jacobucci.
Madir Milan, de 77 anos, irmã da proprietária do local, também foi autuada e irá responder por crime contra relação de consumo.
O DPPC explica que a Coordenadoria de Vigilância Sanitária do Município de São Paulo já interditou o bar, mas que ainda não determinou por quanto tempo ele permanecerá fechado.

Deu no Estadão





GRANDE ITAJUBENSE

E por falar nisso: Post publicado no blog em 5/11/2009

Tive a sorte de conhece-lo pessoalmente quando criança. Extremamente alegre e me parecia um gigante.
Estou falando de José Valentim da Silva, o famoso nacionalmente, POMPÉIA. Goleiro da Seleção Brasileira e Campeão Carioca pelo América em 1960.
Seu apelido era "Constellation", um modelo de avião muito conhecido na época.
Saiu do bairro da Varginha, mais precisamente, de uma pequena rua ao lado do batalhão, onde ainda vivem alguns de seus familiares, para ser profissional no Rio de Janeiro.
É citado no livro "Goleiros Heróis e Anti-Heróis da Camisa 1 - Paulo Guilherme Oliveira- Alameda Casa Editorial, como um dos maiores goleiros do mundo de todos os tempos.
É do Pompéia a frase que passou para a historia do futebol: " Goleiro é quem gosta de bola. Todo mundo chuta a bola. Só o goleiro abraça".
No livro mencionado, também foram citados: Andrada, Banks, Barbosa, Castilho, Carbajal, Carrizo, Dassaev, Domingues, Gilmar, Goycochea, Mayer, Mazurkiewics, Pfaff, Preud´Homme, Yashin, Zamora, Zubizarreta e outros poucos.
Como disse Albert Camus, "Ser goleiro é um dos trabalhos mais solitários que existem".
À guisa de curiosidade, também foram goleiros o Papa João Paulo II, Che Guevara, Julio Iglesias, Albert Camus, Conan Doyle, todos líderes, carismáticos e pensadores. Ah! ia me esquecendo, eu também fui. Frangueiro, mas fui.

ER

PT VAI A PESCA