quinta-feira, 29 de março de 2012

VOTANDO NA VOZ

Deu na BBC

Pesquisadores do Departamento de Ciência Política da Universidade de Miami, nos Estados Unidos, gravaram homens e mulheres dizendo a frase "I urge you to vote for me this November" - em tradução livre, "Eu faço um apelo para que você vote em mim neste mês de novembro". A menção do mês é uma referência à eleição presidencial americana no final deste ano.
Para evitar que os participantes do estudo fossem influenciados por fatores externos, os homens e mulheres cujas vozes foram gravadas para ser utilizadas no estudo eram desconhecidos.
As vozes tiveram suas frequências alteradas eletronicamente para soar mais graves (frequências mais baixas) ou mais agudas (frequências mais altas).Os participantes do experimento foram então convidados a "votar" nas vozes.
Em artigo publicado na revista científica Proceedings of the Royal Society B., os autores disseram que tanto homens quanto mulheres selecionaram líderes com vozes mais graves.
Razão:
A voz mais grave seria um indicador de dominância social tanto em homens quanto em mulheres.
Há uma percepção geral de que pessoas com vozes mais graves são mais persuasivas, mais elegíveis.
Mas o que é que as pessoas estão elegendo ao votar na voz mais grave?
Para entender que qualidades estão associadas à voz grave, os pesquisadores fizeram um segundo experimento.
Em vez de perguntar em que vozes os participantes votariam, a equipe pediu que os voluntários dissessem que vozes pareciam mais competentes, fortes e confiáveis. (esses adjetivos foram escolhidos porque a literatura de ciência política mostra que essas são as qualidades que as pessoas procuram quando escolhem candidatos)
Foi verificado que tanto homens quanto mulheres têm uma percepção de que vozes femininas mais graves são mais competentes, fortes e confiáveis".
Em relação a vozes masculinas, no entanto, o resultado foi diferente.
As mulheres não diferenciaram vozes masculinas agudas e graves em termos de competência, força e confiabilidade.
Homens, em contraste, interpretaram as vozes masculinas graves como sendo mais competentes, fortes e confiáveis".
A equipe americana reconhece que seu estudo pode ter impacto sobre a forma como partidos políticos escolhem seus líderes.
Após ler esse estudo, muitos vão achar difícil resistir à tentação de comparar as vozes dos candidatos às próximas eleições.

Blog: Pensando alto, na terrinha vai dar empate.

ER 

SOB A LUZ DE VELAS


Tentando Justificar Minha Incultura -  Ler na cama

É uma difícil operação
Me viro e reviro
E não encontro posição
Mas se, afinal,
Consigo um cômodo abandono,
Pego no sono.

Millôr 

REAJUSTE PROIBIDO

Deu no O Globo

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou nesta terça-feira que a Unimed-Rio está proibida de reajustar as mensalidades dos segurados com idade igual ou superior a 60 anos, a título de mudança de faixa etária, conforme previsto no Estatuto do Idoso.
A sentença atendeu recurso especial da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) na ação coletiva contra a cooperativa.
A decisão do colegiado da 3ª Turma do STJ, cuja relatora foi a ministra Fátima Nancy Andrighi, reconhece a ilegalidade dos reajustes da mensalidade e beneficia centenas de segurados que usam o plano de saúde da operadora.
A Unimed-Rio informou, por meio de nota, que cumprirá a decisão, embora siga as determinações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em relação aos reajustes.
“Este é um tema controverso, motivo de decisões envolvendo diversas operadoras. Vale ressaltar que a Unimed-Rio segue integralmente os mecanismos de reajustes de planos do setor, regulados pela ANS, inclusive no caso de idosos. A cooperativa não discute decisões da Justica, as cumpre. Se for o caso, quando for oportuno, o tema será discutido em âmbito judicial”, diz o comunicado

O Globo

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

Grande Otelo

FAMÍLIA BONITA, SENTIMENTO BONITO

Ninguém ama a grande Pátria se não amar primeiro a pequena pátria, aquele pedacinho de chão que nos recebeu quando crianças.
O que mais admiro na cidade de Itajubá é o acolhimento dos seus filhos, sejam eles legítimos ou adotados, que se afastaram em busca de trabalho ou de outros ideais.
Se eu fosse prefeita de Itajubá decretaria um dia dedicado ao acolhimento dos filhos ausentes. E, por ocasião desse dia "O Dia Do Itajubense ausente", seria escolhido , democraticamente, o Itajubense ausente número 1.
É impressionante como esta cidade se instala no coração dos seus filhos. Estando nela, em outra cidade, em outro estado ou mesmo em outro país, as lembranças e os bons momentos ali vividos acompanham a todos. E, quando a saudade aperta, os que estão longe dela voltam correndo para rever a família, os amigos os lugares marcantes e porque não, para degustar da saborosa e tradicional cozinha mineira tão inesquecível para nosso paladar.
Esta foto dos 9 irmãos, "filhos de Itajubá", reunidos na famosa Praça Theodomiro Santiago é a prova de nossa felicidade quando revemos Itajubá.
 
Bah

MILLÔR