sexta-feira, 23 de março de 2012

SOB A LUZ DE VELAS

O humor é irmão da poesia, o humor é quem denuncia. Eu não tenho a possibilidade de consertar nada, mas eu tenho a obrigação de denunciar tudo, porque essa é a obrigação primeira do humorista. O humor é tudo, até engraçado.

Chico Anysio 

GRANDES MOMENTOS



Fortino Mario Alfonso Moreno Reyes, simplesmente Cantinflas. Inesquecível ator mexicano nascido em 1911. Tomou o barco em 1993. Sua atuação no filme "A Volta ao Mundo em 80 dias" é magistral.

ER

MOÇA BONITA

Lottie Moss

VENTOS DE GUERRA - 26

Uma das características marcantes do político da terrinha é a sua capacidade de reação quando submetidos as intempéries da vida.
Todos, não se permitindo nenhuma exceção, já foram golpeados em maior ou menor força pelos seus adversários, pelos inimigos e, onde fere mais, pelos seus amigos.
Alguns golpes aplicados por especialistas tornam-se fatais.
Não falamos de ferimentos físicos.
O atingido não somente abandona as lides, mas como faz questão de não tratar mais do assunto. As sequelas se tornam eternas. Não existe causa terrena que o faça voltar a arena. Nesse grupo se enquadram aqueles que tiveram a sua honra insultada e pessoas queridas atingidas. Normalmente são as vítimas de cartas anônimas.
Emagrecem, os cabelos ficam grisalhos (quando não os perdem), andam de paletó escuro com evidentes sinais de caspa e arrastam-se cabisbaixos pelas ruas periféricas, sempre com a barba por fazer.
Outros atingidos durante uma campanha, até gostam de serem atacados. Adoram passar por vítimas e colocar em prática o seu ponto forte: o conta-ataque. Rendem mais.
Na terrinha são conhecidos alguns casos em que o candidato providenciou a distribuição, na calada noite, da panfletos anônimos com denúncias (leves é claro!) envolvendo ele próprio.
Logicamente, no comício da noite, rolaram providenciais lágrimas da prole. O povo se emociona. Votos conquistados com lágrimas, mesmo que forçadas, são garantidos.
Agora, temos os candidatos "pau de galinheiro". Recebem insultos, são chamados até de "políticos" e não estão nem aí.
Esclarecendo: recentemente em Guaratinguetá, durante uma disputada partida de futebol, o torcedores insatisfeitos, passaram o 2º tempo todo, chamando o bandeirinha de ladrão. Nenhuma reação exceto o ligeiro sorriso, próprio de bandeirinhas, nos lábios. Foi quando um criativo e desesperado torcedor chamou o auxiliar do árbitro de "político safado".
A imediata reação foi surpreendente: O bandeirinha saltou o alambrado e passou a desferir bandeiradas a esmo. Foi difícil para os dois pms detê-lo.
Por ela mesma, a classe está desgastada. Não a dos bandeirinhas.

ER 

ONDE ISSO VAI PARAR ? - 2

Comentário Post do Humberto

 Realmente ainda está difícil dizer onde isso vai parar ? Como tudo na história a sua fase de crescimento, apogeu e declínio, com certeza essa nova maneira de comunicação entre as pessoas não será diferente. Por enquanto, o saldo ainda é muito positivo. Ontem vi um documentário com o criador do Facebook, do Google e outro que não me lembro, onde eles discutiam exatamente sobre o cuidado e a responsabilidade que eles precisam ter com a privacidade das pessoas. Uma pessoa entrevistada disse mais ou menos o seguinte : " aos poucos vamos mudando totalmente o nosso conceito de privacidade e nem percebemos que isto está acontecendo ", ou seja, pode ser que mais daqui uns anos ninguém vai se importar que muitos tomem conhecimento daqueles assuntos que hoje são considerados " particulares ou íntimos ". Enfim, lembra da frase do Bernard Shaw " O homem sensato se adapta ao mundo; o insensato insiste em adaptar o mundo a ele. Portanto, todo o progresso depende do homem insensato."

Humberto

O BALCÃO