domingo, 29 de janeiro de 2012

SOB A LUZ DE VELAS

Eu não tenho ódio; eu tenho é memória.

Pedro Nava

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE


Brenda Lee e Elvis Presley


CORRER PARA VIVER

Realizada hoje em São Paulo a 7ª Corrida Oral - B Prevenção do Câncer Bucal. Aconteceu na região do Campo de Marte, Zona Norte de São Paulo. Com percurso de 7 km, a largada foi dada as 8:00 horas na Av. Santos Dumont.
Importante: Os atletas tiveram oportunidade de fazer doações espontâneas que serão repassadas a Casa Safira, entidade que recebe adultos e crianças que vêm a São Paulo para o tratamento de câncer, mas não têm como custear a estadia prolongada que a quimioterapia exige.
O pessoal da terrinha, do Team Vanessa Furstenberg esteve presente.

ER

MOÇA BONITA

VENTOS DE GUERRA - 15


Um passarinho soprou para um dos membros do grupo que compõe a "intelligentsia" do prefeito municipal, que sua reeleição ficaria facilitada, ou mesmo evidente, com a participação do PT com candidatura própria.
Seriam quatro grupos distintos disputando a preferência popular.
Os votos ficariam dividos entre o "paulinismo", "chiquismo", "rodriguismo" e o maior quinhão (um pouco só maior", para o "jorgismo").
Porque a possível vantagem do "jorgismo" ? quantidade de votos residuais da última eleição, máquina administrativa, recursos para campanha e a certeza da divisão dos votos oposicionistas.(e é lógico,a ausência até o momento de candidatura adversária entusiasmante) 
PT junto com o PMDB, poderia criar dificuldades. PT com PSDB, impossível. PMDB com PSDB, esqueçam!
O prefeito ficaria desatrelado do Laudelino e caminharia impassível para mais quatro anos de reinado.
Assim pensando, por mais paradoxal que seja, o Prof. Paulino em sua justa e obstinada luta pela candidatura própria do partido, pode estar se tornando o maior facilitador para a reeleição e repetição do jorgismo.
Tipo de coisa que se vê melhor olhando pelo espelho retrovisor.

ER

MELHOR IDADE UMA ÓVA !

Até hoje não foi identificado o "brincalhão" que inventou a expressão "melhor idade" para, segundo o Ruy Castro, enquadrar aqueles que estão entre os sessenta e a tomada do barco.
Realmente torna-se extremamente prazeiroso observar a luta e a felicidade dos filhos e dos filhos dos amigos. Inexplicável e hipnotizante o convívio com os netos. Sereno e manioso a vida do casal, já quase solitária, fugindo de compromissos e descobrindo a beleza da solidão e do silêncio.

RUY CASTRO, escreveu ontem na Folha:

A voz em Congonhas anunciou: "Clientes com necessidades especiais, crianças de colo, melhor idade, gestantes e portadores do cartão tal terão preferência, etc.". Num rápido exercício intelectual, concluí que, não tendo necessidades especiais, nem sendo criança de colo, gestante ou portador do dito cartão, só me restava a "melhor idade" - algo entre os 60 anos e a morte.
Para os que ainda não chegaram a ela, "melhor idade" é quando você pensa duas vezes antes de se abaixar para pegar o lápis que deixou cair e , se ninguém estiver olhando, chuta-o para debaixo da mesa. Ou, tendo atravessado a rua fora da faixa, arrepende-se no meio do caminho porque o sinal abriu e agora terá de correr para salvar a vida. Ou quando o singelo ato de dar o laço no pé esquerdo do sapato equivale, segundo o João Ubaldo Ribeiro, uma modalidade olímpica.
Privilégios da "melhor idade" são o ressecamento da pele, a osteoporose, as placas de gordura no coração, a pressão lembrando placar de basquete americano, a falência dos neurônios, as baixas de visão e audição, a falta de ar, a queda de cabelo, as tendências à obesidade e as disfunções sexuais. Ou seja, nós, da "melhor idade", estamos com tudo, e os demais podem ir lamber sabão.
Outro dia, bem cedo, um jovem casal cruzou comigo no Leblon. Talvez vendo em mim um pterodáctilo da clássica boemia carioca, o rapaz perguntou: "Voltando da farra Ruy?". Respondi,eufórico: "Que nada! Estou voltando da farmácia!". E esta, de fato, é uma grande vantagem da "melhor idade": você extrai prazer de qualquer lugar a que ainda consiga ir.

Ruy Castro 

É DISCO QUE EU GOSTO



BLUE

Leann Rimes. De novo. Irão dizer que é paixão de blogueiro.Quase.
Margaret LeAnn Rimes, simplesmente LeAnn Rimes, nasceu em 1982. Com 13 anos já era um sucesso. Aos 20 anos, seu álbum Blue, já tinha vendido mais de 34 milhões de cópias.
Antigamente poderia dizer: Vou ouvir até furar o disco !

ER

MINHA CARA

AQUI NÃO VIOLÃO !

O governador do Paraná, Beto Richa, vetou o projeto de lei de autoria do deputado Caíto Quintana  que proibiria o uso de sacos e sacolas plásticas no estado.
Na avaliação de Richa, o projeto de lei é contrário ao interesse público porque ocasionaria aumento de preços ao consumidor. A medida foi publicada no Diário Oficial de segunda-feira (23).
O projeto foi aprovado em dezembro de 2011 pela Assembleia Legislativa e acabaria com o uso de sacos e sacolas plásticas nos estabelecimentos comerciais e órgãos públicos. A lei autorizaria, apenas, o uso de sacos e sacolas plásticas fabricadas com matérias primas biodegradáveis, derivadas total ou parcialmente de fontes de origem renovável natural.
Segundo o governo, o tipo de sacola estipulado pelo projeto é mais caro e os estabelecimentos comerciais provavelmente não iriam arcar com este custo repassando-o ao consumidor. Além disso, o governo justifica com aspectos ambientais.
“O projeto de lei gera no imaginário das pessoas a falsa ideia de que as novas embalagens poderiam ser descartadas sem qualquer dano ao meio ambiente, o que não é verdade. Essas embalagens supostamente biodegradáveis são plásticos oxidegradáveis ou fragmentáveis, que recebem aditivos químicos para acelerar o processo de degradação”, diz trecho do veto.

Blog: Isso logo no Paraná, Estado pioneiro nesses cuidados.

ER

PORQUE HOJE É DOMINGO



MARAVILHOSA GRAÇA

Maravilhosa Graça,
Oh quão doce é o som
Que salvou um miserável como eu
Eu estava perdido, mas agora eu me encontrei
Eu estava cego, mas agora eu vejo.
Quando estivermos lá há 10 mil anos,
Brilhantes como a luz do sol,
Não teremos menos dias para cantar louvores a Deus
Do que quando, quando começamos no princípio
Por muitos perigos, labutas e armadilhas,
Eu já passei
A graça de Jesus me trouxe seguro, tão distante, e a graça me conduzirá até o lar.
Maravilhosa Graça,
Oh quão doce é o som
Que salvou um miserável como eu
Eu estava perdido, mas agora eu me encontrei
Eu estava cego, mas agora eu vejo.

Com Ray Charles