sexta-feira, 7 de outubro de 2011

SOB A LUZ DE VELAS

"Querer é quase sempre poder: o que é excessivamente raro é o querer."

Alexandre Herculano

GIRANDO NO MESMO LUGAR


Girar no mesmo lugar pode ser um grande negócio. É o caso do segmento de asas rotativas.

Deu na WebMinas:

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, assinou ontem acordo de cooperação para somar esforços no desenvolvimento da indústria aeronáutica do Estado.
 Representantes do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDCI), Ministério da Defesa (MD), da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), da Universidade Federal de Itajubá (Unifei) e da Helibras também assinaram o documento, que prevê a implantação do Centro de Tecnologia de Helicópteros (CTH) em Itajubá, no Sul de Minas.
A assinatura do acordo aconteceu durante o primeiro seminário sobre Desenvolvimento do Setor Aeronáutico de Asas Rotativas no Brasil, que tem como principal objetivo promover a reflexão sobre a situação atual, o ambiente de negócios, os desafios e as perspectivas para o setor aeronáutico de asas rotativas na região.
 O seminário entra em consonância com o compromisso do Governo de Minas para a consolidação do Complexo Aeronáutico de Minas Gerais, sendo o município de Itajubá uma das vértices do Polo Aeroespacial.
O seminário permitiu mostrar o interesse de Minas em desenvolver os Polos Aeronáuticos, e que Itajubá seja referência internacional no desenvolvimento de asas rotativas – hélices comuns em helicópteros - e tecnologias e inovações estratégicas para o futuro do segmento.
Além de Itajubá, os polos irão abranger os municípios de Tupaciguara, no Triângulo Mineiro; Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte; e Goianá, na Zona da Mata.
“Minas está determinada a fazer da indústria aeronáutica a nova opção de sua economia. Não temos dúvidas de que a presença da Unifei e da Helibras em Itajubá traz a oportunidade de avançarmos rapidamente, e é importante que o Governo do Estado, juntamente como o governo federal, ampare as ações de pesquisa e também os investimentos necessários para consolidar esta nova vocação”, comentou Narcio Rodrigues.
Durante o seminário, o secretário falou ainda sobre a importância de que num futuro próximo seja possível nacionalizar a produção de aeronaves pela Helibras, única fabricante brasileira de helicópteros. “Um helicóptero completamente brasileiro representa um passo gigantesco para que possamos ganhar competitividade e que o país possa estar num outro patamar no desenvolvimento cientifico/tecnológico. Este evento marca o nosso compromisso em patrocinar os estudos para viabilização do CTH”, finaliza.
O município de Itajubá ainda apresenta algumas peculiaridades e vantagens para o avanço do Complexo Aeronáutico, com presença de uma indústria sólida, como a Helibras e fornecedores locais, e também da Unifei, que tem o constante comprometimento com o desenvolvimento científico e tecnológico. O sucesso da implementação da tríplice hélice no município, entre indústria, academia e Governo, garantem que este desenvolvimento seja eficaz na região. O Governo de Minas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), financiará os estudos para o projeto executivo de implantação do CTH.

Blog: Terrinha feliz.Com certeza teve participação direta do Ado Mauad, do Prof. Renato Nunes e lógico, do Prefeito Municipal. Visão ampla do Governo de Minas.

ER 

MARIA CLARA

Maria Clara,

Para você que está chegando hoje na terrinha seria bom ficar sabendo:

Seu avô  não é criador de caso. Tem posição definida sobre todos os assuntos. Não é comunista, nem de direita ou tão pouco petista. Teu avô é apaixonado por boas músicas, belas imagens, por gente séria. Gosta de comida boa e vinhos ruins. É um curioso de extremo bom gosto.
Um lutador com manias de defender cidadelas indefensáveis e atacar castelos inexpugnáveis.
É amoroso, é leal  e não é arreliento.
Sua maior virtude é não ter outro dentro.

Viver é Perigoso

NÚMEROS MÁGICOS

O site de notícias Huffington Post ultrapassou em agosto, 1 bilhão de acessos à página. O número de comentários alcançou 5,1 milhões.
O site foi fundado pela senhora Arianna Huffington e vendido no início do ano para a AOL por US$ 315 milhões.
ER

THE ECONOMIST



A matéria de capa do primeiro número (setembro de 1843) da revista britânica The Economist, até hoje a mais importante do mundo, foi sobre o Brasil. O  artigo  defendia a diminuição de barreiras tarifárias que a Inglaterra impunha aos produtos brasileiros, já que elas tinham estremecido as relações comerciais entre os dois países. A tiragem foi de 200 exemplares. Curiosidade descrita no livro "Crash" - do Alexandre Versignassi.

ER.

FRASE ABOBRINHA DO DIA



"Se aprendermos com nossos erros, alguns de nós estão recebendo uma ótima educação!"

 MDig

SIM, IREI NO SHOW

Ouvido ontem na fila do caixa do Alvoradão da Boa Vista:

- E aí cumpadre, firme para o show ?

- Mas claro. Estarei firme lá. Estava esperando por isso há tempos. Sou admirador de carteirinha. Aliás, tenho quase todos o CD´s e DVD´s. E tem mais, irei como convidado. O ingresso já está na carteira.

- Uai sô, não imaginava que o camarada admirasse o Luan Santana.

- Que isso meu ? Sou dos antigamente. Estou falando do show do Eric Clapton na próxima quarta-feira no Morumbi. Ocê sabe que sou anos 60 e 70. Essa modernidade não é comigo não.

- Ah bom...

ER 

EXEMPLO PARA O MUNDO