terça-feira, 26 de julho de 2011

SOB A LUZ DE VELAS

“ Todo esforço que tem como ponto final a autoglorificação está fadado ao desastre. Quando você tenta escalar uma montanha para provar o quanto é grande, quase nunca conseguirá chegar ao final. E, mesmo que consiga, sua vitória será oca. Para sustentar a vitória, terá de colocar-se á prova reiteradamente e de diversas maneiras, indefinidamente, para sempre obrigado a manter uma imagem falsa, assombrado pelo medo que alguém descubra que ela é uma mentira.
Esse não é o caminho – nunca.”

Robert Pirsig


PHARMÁCIA



Ouvido hoje na Av. Dr. Rosemburgo Romano, na Boa Vista:

- Ô cumpadre PQP, que baixo astral cerca a terrinha. Até o sol tá frio. E esse vento estranho ? 

- Éh... Cumpadre, até as poucas notícias boas aparecem acompanhadas de desconfianças. E a remediada vencida ?

- Daqui a pouco vão filosofar que remédio é igual ao vinho: Quanto mais velho melhor. Mas vamos reconhecer, já é um avanço estarem escrevendo Farmácia no lugar de Pharmácia.

ER

  

PISTON DE GAFIEIRA



Já faz um tempão danado:

O segurança da gafieira "La Luna" na Praça da Bandeiras, chamou com um discreto aceno um dos estudantes que compunham a animada e cervejeira mesa.
Disse ele: - Ô mineiro, aquele gordinho que está dançando há horas de rosto colado com a Dagmar é dá sua turma ?
O jovem estudante de engenharia e grande jogador de basquete deu uma vasculhada com o olhar e identificou o colega João Marreco abraçadinho com a moça, no escurinho, quase atrás da coluna.
Sim, respondeu o rapagão, algum problema ? disse já encarando o "leão de chácara". É nosso colega lá de Itajubá.
- Não tem problema nenhum moço, respondeu o parrudo segurança, concluindo: Eu também sou mineiro. Avisa o gordinho que a Dagmar é o Waldemar lanterneiro.
O mundo veio abaixo.
Voltando para a mesa o rapaz avisou a turma: Estão vendo o João ? Pois bem, ela é ele.
Disputaram no palitinho quem a quem caberia a responsabilidade de avisar o João Marreco, nessa altura do campeonato já trocando os primeiros beijos.
E lá foi o Guilherme que perdeu a disputa nos palítos.
Atravessou o salão e discretamente deu um toque nas costas do Marreco, que sem desgrudadar das mãos, surpreendentemente sem calosidades, da Dagmar, encostou o ouvido na mão em concha do Guilherme, que sussurou:
Ela é ele !
Passando a mão livre  no queixo e com a tranquilidade que lhe era peculiar, João Marreco respondeu:
- Obrigado Guilherme, mas agora é tarde. Já me apaixonei.

(Cenas do IEI)

ER



VIVENDO SOZINHO


Um grande jornal (não me lembro qual) trouxe uma interessante reportagem sobre o impressionante número de pessoas que vivem sozinhas no país.
Dei uma pensada e descobri que somente na minha rua moram sózinhas, umas seis pessoas.
A tendência é aumentar.
Profunda a declaração feita para a reportagem, pelo Sr. Paulo Bomfim, de 85 anos, que ainda trabalha como assessor numa repartição pública e mora só, no seu apartamento na cidade de São Paulo:

"Sou povoado de tantas boas lembranças que não dá para me sentir só. Me dou bem comigo. A única coisa triste é no fim do dia não ter para quem voltar."

Pode estar aí a chave do sucesso: "Ter para quem voltar".

ER

IMPUNIDADE

Tentam nos impor a imagem de uma Dilma severa e responsável por uma faxina ética no Ministério dos transportes. Pode até ser.
Mas mesmo com a nossa curtíssima memória, seria bom não esquecer que já há uns bons pares de anos ela é pessoa chave no governo. Foi chamada pelo Sr. Inácio, de "mãe do PAC". Pressume-se que "a mãe" soubesse de tudo o que acontecia por lá, ou no mínimo, tivesse ouvido rumores.
Quase todo o PAC está ligado  aos demitidos do DNITe MT, que já passam de vinte.
E daí ? bilhões de reais passaram por lá. E os políticos envolvidos? e as empreiteiras que tocaram as obras ?
Daqui há um pouco não se falará mais no assunto, ficando para todos (os com memória), a impressão que o crime compensou.
Claro que houve crime. Alguém tem dúvida ?

Hasta la vista baby ! ou melhor: Até o próximo escândalo a ser denunciado pela imprensa.

ER

FRASE DO DIA



"Se jogador do meu time faz falta por trás, ou entra pra quebrar o adversário, o juiz nem precisa expulsar. Eu mesmo tiro de campo."

Telê Santana da Silva, mineiro de Itabirito, completaria hoje 80 anos. Foi um dos mais importantes treinadores da história do futebol brasileiro.

ER



REGISTRADO EM CARTÓRIO

Do Marco Damiani  do 247:

Blog: Muito estranho se a notícia procede. O assunto é antigo, mas sendo verdadeiro que a declaração foi firmada em cartório, com testemunhas, carimbos e autenticações, ficamos todos com uma interrogação sobre a cabeça. O que significaria ?
Encontra-se registrado no 3º Ofício de Notas do Rio de Janeiro, em seis de novembro de 2008 e assinada pelo ex-presidente de Furnas Dimas Toledo, a “Declaração para Fins de Prova Judicial ou Extrajudicial”:

“Sob a determinação do presidente nacional do extinto Partido da Frente Liberal Jorge Bornhausen, o ex-deputado federal Gilberto Kassab tornou-se o único responsável pela distribuição dos recursos do caixa dois provenientes da empresas Furnas Centrais Elétricas S/A. O ex-deputado federal Gilberto Kassab repassou a verba para vários políticos que disputaram a eleição no ano de 2002 pelo Estado de São Paulo. O montante repassado para Gilberto Kassab somou R$ 27.483.000,00 (vinte e sete milhões e quatrocentos e oitenta e três mil reais).”
Com 8 páginas, a declaração aponta a destinação do dinheiro que teria sido administrado pelo atual prefeito de São Paulo.
O 247 está procurando todos os personagens citados.
Deu no www.brasil247.com.br
Ninguém comenta o assunto. Nem os mencionados, tantos para eventualmente desmentir ou confirmar.

ER














PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

Chore !

É DISCO QUE EU GOSTO



VÁ PENSIERO - Vá Pensamento

Na Opera "Nabucco" o Hino "Va Pensiero" é o canto de dor do povo hebreu que foi derrotado pelos Assírios, deportado para Babilônia e reduzido em escravidão. Na época da sua primeira representação (Milão - 1842) também o povo italiano estava sofrendo a dominação austríaca, por isso o Hino tornou-se o canto dolorido dos italianos contra o opressor austríaco e difundiu-se rapidamente por toda a Itália. A Opera havia despertado o patriotismo dos italianos e logo em todos os muros das casas e dos palácios apareceu a escrita "VIVA VERDI" que na realidade era o anagrama de "Viva Vitorio Emanuele Rei da Itália". A censura do opressor foi derrotada!Va', pensiero, sull'ali dorate,
va', ti posa sui clivi, sui colli,
ove olezzano tepide e molli
l'aure dolci del suolo natal!
Del Giordano le rive saluta,
di Sïonne le torri atterrate.
Oh mia patria sì bella e perduta!
Oh membranza sì cara e fatal!
Arpa d'or dei fatidici vati,
perché muta dal salice pendi?
Le memorie nel petto raccendi,
ci favella del tempo che fu!
O simìle di Sòlima ai fati,
traggi un suono di crudo lamento.
Oh! T'ispiri il Signore un concento
che ne infonda al patire virtù!
Che ne infonda al patir,
al patire virtù.
Che ne infonda al patir,
al patire virtù.
Al patire virtù!

Verdi





FAXINA NO CAPRICHO