quinta-feira, 5 de maio de 2011

SIM, DÁ PARA REVERTER

Terminou neste exato momento o primeiro set do  torneio "Aberto de Curitiba". Deu pneu: 6 x 0 para os paranaenses. O segundo set será realizado na próxima semana em São Paulo.

ER

OUTROS TEMPOS

Os israelenses nem sempre agiram assim, muito pelo contrário.

O Ten Cel nazista Adolf Eichmann foi supervisor da questão judaica da SS e responsável pela política de aniquilação dos judeus. Atuou como secretário na Conferência de Wannsee, realizada em 20 de janeiro de 1942, realizada em Berlim. Foi nessa reunião que se decidiu como executar a solução final do "problema" judaico. 

Foi o grande responsável pela logística de extermínio de milhões de pessoas durante o Holocausto, em particular dos judeus, que foi chamada de "solução final" (Endlösung), organizando a identificação e o transporte de pessoas para os diferentes campos de concentração, sendo por isso conhecido frequentemente como o executor-chefe do Terceiro Reich.

Beneficiado por uma enorme rede de colaboradores, embora sendo um dos líderes nazistas mais procurados, conseguiu fugir. Foi localizado, levando uma vida normal, na Argentina em 1960 e sequestrado pelos israelenses (11/5/60) numa operação cinematográfica.

Levado para Israel, após um longo julgamento, transmitido ao vivo para todo o mundo, foi condenado a morte por enforcamento, numa única exceção na lei israelense, que não prevê a pena de morte.

 Foi executado em 01/6/62, sendo o seu corpo cremado e suas cinzas atiradas ao Mediterrâneo. 

Blog: Somente como história.

ER 

.

É DISCO QUE EU GOSTO



EVERYBODY´S TALKING

Música de Fred Neil de 1966, que se tornou um sucesso mundial com Harry Nilsson em 1969. Ganhou um Grammy após destaque na trilha sonora do filme "Midnight Comboy". Posteriormente a canção apareceu na trilha sonora do filme "Forrest Gump".
Nilsson (1941/1994), músico, cantor e compositor americano, admirado pelos grandes músicos do mundo. Era considerado um mago nos estúdios. Gravava ele mesmo todos os vocais de suas músicas, o que praticamente o impedia de apresentações ao vivo.
Maravilha.

ER

ESTRANHO MAS NÃO SURPREENDENTE


Deu hoje na Coluna do Cláudio Humberto:

O ex-presidente Lula tem visitado Brasília sigilosamente, em geral à noite, para manter reuniões privadas com a presidenta Dilma Rousseff, a quem encaminha “demandas” que vão do preenchimento de cargos à fixação de prioridades, como no caso do projeto que pretende revisar o tratado internacional de Itaipu. Frequentemente, Dilma discorda de Lula, como no caso do tratado de Itaipu, mas sempre o atende.
A assessoria da Presidência da República informou que só toma conhecimento da agenda oficial de Dilma. Ignora a “extraoficial”.
Dilma mantém ótimas relações com Lula, mas seus assessores já preveem, para breve, conflitos com “ministros lulistas” que ela herdou.
Dilma se irrita com ministros que tentam impor decisões lastreando-as com atitude de quem se acha “guardião” do lulismo.
Gilberto Carvalho é um dos ministros que se acham fiéis depositários de Lula, que o impôs a Dilma. A trombada com ela é questão de tempo.

Blog: Ou Dilma limpa a área botando as "heranças" para correr ou se tornará uma prisioneira de São Bernardo do Campo.

ER

CIDADÃO KANE


Fonte Webcine

No dia 1º de maio de 1941, estreava em Nova York, nos EUA, o filme Cidadão Kane, do diretor americano Orson Welles. O seu filme já nasceu clássico, em um certo sentido, após a sua estreia, um crítico do The New York Times decretou que aquele era um dos grandes filmes da época e que, provavelmente, preservaria sua genialidade e atualidade em tempos futuros. Acertou.
Quando dirigiu, produziu, protagonizou e foi co roteirista de Cidadão Kane, Welles tinha 25 anos.
Graças à notoriedade assim conquistada no rádio, o diretor novato recebeu da produtora RKO carta branca para dirigir e um orçamento generoso. Confirmando sua índole polêmica, ele fez um filme no qual se identificavam alusões ao magnata das comunicações William Randolph Hearst.
A história conta como o repórter Thompson (Joseph Cotten) reconstitui a trajetória do empresário da imprensa Charles Foster Kane (Welles), buscando decifrar o significado de sua última palavra no leito de morte: "rosebud". A morte de Kane comovera a nação e descobrir o porquê daquela palavra se torna uma obsessão para o jornalista, que acredita poder encontrar nela a chave do significado daquela vida atribulada.
O repórter entrevista, então, as pessoas próximas ao figurão. Um emaranhado de informações vai se costurando à frente dos olhos do espectador, desde a infância pobre, revelando um Kane por vezes perturbado, mas sempre ambicioso. Essa multiplicidade de fontes usadas pelo repórter cria um conjunto de perspectivas diferentes, funcionando como peças do quebracabeças que os espectadores vão montando.
Kane herda uma fortuna e deixa de viver com os pais para ser criado por um banqueiro, Walter Parks Thatcher (George Coulouris). Dentre todos os negócios que passam às suas mãos na maioridade, resolve dedicar se a um dos menos rentáveis: um jornal convencional e pouco influente.
Atraindo as estrelas dos veículos concorrentes com salários maiores e praticando um jornalismo agressivo (que freqüentemente descamba para o sensacionalismo), Kane consegue sucesso como homem de mídia, criando uma reputação de campeão dos pobres e oprimidos. Tenta carreira na política, concorrendo a governador como candidato independente; quando parece ter a vitória nas mãos, um escândalo provoca sua derrota. Depois de dois casamentos fracassados, passa seus últimos dias sozinho no palácio que construiu e para o qual levou tudo que o dinheiro podia comprar desde obras de arte de valor inestimável até os animais mais exóticos do planeta.
O filme faz uso de flashbacks, sombras, tem longas seqüênciãs sem cortes, mostra tomadas de baixo para cima, distorce imagens para aumentar a carga dramática; a iluminação é pouco convencional, o foco transita do primeiro plano para o background, os diálogos são sobrepostos e os closes usados com contenção. Revolucionário.
O personagem central vai, aos poucos, perdendo suas virtudes e aumentando seus defeitos. Pode ser visto retrospectivamente como alguém amargo, sombrio, arrogante, manipulador, cruel e impiedoso. Sua trajetória, no entanto, encerra muito do sonho americano: idealismo, espírito de iniciativa, fama, dinheiro, poder, mulheres, imortalidade.
O óbvio paralelo de Kane (e seu Inquirer) com Hearst (e seu Exnminer) gerou controvérsias e pressões para impedir a montagem e exibição do filme. As similaridades são muitas: Kane construiu um palácio extravagante na Flórida, Hearst tinha um em San Simeon; o personagem teve um caso com uma cantora sem talento, Susan Alexander (Dorothy Comingore), lembrando o que Hearst teve com a jovem atriz Marion Davies. Enquanto o magnata da vida real comprou o estúdio Cosmopolitan Pictures para promover o estrelato de Davies, Kane comprou para Susan um teatro. Entretanto, enquanto Hearst nasceu rico, Kane era filho de uma família humilde.

Blog: 70 anos sendo assistido, analisado, criticado e louvado. Um marco do cinema. Como um leigo no assunto, já gostei e já desgostei muitas vezes, Indiferente ? nunca.

ER 


CONTA GOTAS

1 - Boa oportunidade - Acompanhado de 60 empresários visita o Brasil, o presidente da Alemanha Christian Wulff. Deve anunciar uma série de investimentos no país. Quem sabe se não anunciam oficialmente o investimento da Siemens na terrinha. 

2 - E nós ? Piquete e Guaratinguetá conseguiram na justiça, liminares que proibem o plantio, o corte e o transporte de eucaliptos nos municípios. Segundo as ações, o plantio do eucalipto traz prejuízos ambientais, como a redução de água potável, contaminação do lençol freático e êxodo de animais silvestres. (Deu na Folha).

3 - Não encontraram outra maneira - Portugal acertou com a União Européia e o FMI o acordo de socorro financeiro de 78 bilhões de Euros. Nós brasileiros já passamos por isso e sabemos como são amargos os remédios aplicados pelo FMI. Os nossos irmão portugueses já têm sofrido barbaridade com a estagnação da economia e o elevado desemprego. Virão por aí uns dois anos de recessão brava. 

4 - Aeroporto de Itajubá - Localização ainda não definida oficialmente, desapropriação da área, projeto de construção, vias de acesso (estradas), licitações, construção... Chegará nas proximidades da Copa do Mundo. Já está muito bom. 

5 - Neste caso, a fotografia foi considerada importante no "conta-gotas". Trata-se do ruído mundial sobre a possibilidade da gravidez da Carla Bruni, que com 43 anos, já tem um filho com 10 anos. Dada a quantidade de franceses vivendo na terrinha, não será difícil assistirmos um "chá de bêbe". A França e a La Bruni merecem. 

-ER

EM SILÊNCIO TOTAL

Em MInas, sem pagamento não tem sessão extra

Foi suspenso pela Assembléia Mineira, desde a semana passada, os jetons que eram pagos aos deputados pela presença em cada sessão extraordinária. Desde então, os nossos nobres representantes não realizaram mais nenhuma.
A Mesa Diretora cortou o jeton de R$ 1.002,12 que os deputados recebiam por sessão extraordinária. Como eles podiam fazer até 8 reuniões dessas por mês,conseguiam engordar o salário de R$22.300,00, para mais de R$ 30.000,00.
Seria interessante saber a posição do deputado Ulisses Gomes, aqui da terrinha.
Alô Rafael, o nosso Deputado é contra ou a favor do pagamento extra ?

ER


PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

FALOU E DISSE !

Trecho do discurso proferido pelo Sr. Roberto Civita, presidente do Conselho de Administração do grupo abril, na abertura do “2º Fórum Democracia e Liberdade”, no auditório da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), em São Paulo. 

"...Vivemos em uma nação em que a democracia está consolidada e as instituições que a garantem estão cada vez mais sólidas. Com enorme satisfação, presenciamos, nas últimas décadas, uma notável evolução da consciência da população com relação aos seus direitos e deveres enquanto cidadãos.
A liberdade de expressão - garantida pela Constituição Brasileira de 1988 - teve e tem um papel fundamental nesse processo. A livre manifestação do pensamento e seu corolário, a liberdade de imprensa, não constituem um fim em si mesmo, mas sim um meio imprescindível para garantir a sobrevivência de uma sociedade livre e democrática.
E, por isso mesmo, faz-se necessário, mais do que nunca, proteger este que é um fundamento da civilização democrática, que defendemos e que queremos aprimorar.
O mais perfeito dos sistemas, que garantisse ao homem a plena satisfação de suas necessidades físicas, seria uma monstruosidade se lhe cassasse a palavra. É com ela que relatamos o mundo que nos cerca, que expressamos os nossos anseios, que articulamos as nossas divergências. Se me permitem um simbolismo que resume a importância da liberdade de expressão, lembro que, com a palavra, pode-se reivindicar o pão, mas o pão, por si, não garante o exercício da palavra; se manipulado por populistas, pode até contribuir para tolhê-la.
Saúdo, meus amigos, a revolução tecnológica que permite hoje, a cada indivíduo, ser um produtor de conteúdo - é assim ao menos nas sociedades livres -, propagando, mundo afora, a sua palavra. Festejamos as virtudes da Internet, que potencializa, de modo formidável, a liberdade de expressão. Notem que coisa fantástica: ao mesmo tempo em que o homem contemporâneo pode exercitar livremente o seu pensamento, na solidão benigna de sua casa, ele está conectado a uma rede que o faz cidadão do mundo.
Não é por acaso que as tiranias ainda existentes buscam, com tanta determinação, censurar o espaço em que navegam os internautas. Estou convicto de que os tiranos perderão essa guerra..."

Roberto Civita



ÓIA EIS AÍ

Deu na Folha


A Sony responsabilizou o grupo Anonymous por permitir indiretamente que um hacker obtivesse acesso a dados pessoais de mais de 100 milhões de jogadores de videogame.
A empresa afirmou que sua rede de jogos foi invadida ao mesmo tempo em que a empresa se defendia de um ataque de negação de serviço (denial-of-service attack, em inglês) de um grupo que se autodenomina Anonymous. Esse tipo de ataque faz com que um servidor ou sistema fique indisponível ao sobrecarregá-lo com tráfego.
Anonymous é o nome de um grupo da internet que em dezembro lançou ataques que causaram o desligamento temporário dos sites da MasterCard e da Visa usando simples ferramentas de software disponibilizadas gratuitamente na internet.
O grupo atacou as duas empresas de cartões de crédito após ambas terem bloqueado pagamentos ao WikiLeaks.
A Sony afirmou nesta quarta-feira que o Anonymous já havia lançado um ataque contra a empresa há algumas semanas, num protesto depois que a Sony se defendeu contra um hacker em um tribunal federal em San Francisco.
O ataque que roubou os dados pessoais dos usuários foi lançado separadamente, enquanto a Sony se defendia contra a campanha do ataque de negação de serviço, afirmou a empresa.
A companhia afirmou desconhecer se as organizações dos dois ataques estavam trabalhando juntas.
A acusação estimulou mais reclamações de que a divulgação do fato pela Sony foi inadequada e tardia.
A Sony afirmou ter esperado dois dias após a descoberta do roubo de dados de sua rede do PlayStation antes de contatar órgãos oficiais e não se encontrou com autoridades do FBI antes de cinco dias.
"A Sony tem sido vítima de um ciberataque cuidadosamente planejado, muito profissional e altamente sofisticado", disse Kazuo Hirai, presidente do conselho de administração da Sony, em uma carta ao Congresso dos Estados Unidos.
O sequestro de dados estimulou o Departamento de Justiça dos EUA e o FBI a abrir uma investigação, disseram autoridades nesta quarta-feira (4).
"É algo que estamos levando extremamente a sério", disse o procurador-geral Eric Holder.

Blog: O "viver é perigoso" tem comentado há tempos sobre as movimentações dos anonymous pelo mundo. Até endereços eletrônicos já foram postados aqui. No Brasil pouco se fala nisso, até então.

ER



GRACE KELLY


Abre hoje em São Paulo a exposição "Os anos Grace Kelly", no Museu de Arte Brasileira da Faap.
Com curadoria de Frédéric Mitterrand, o evento, inaugurado em 2007, na França, reúne cerca de 900 objetos que revisitam a vida da estrela e princesa. São fotos, filmes, vestidos, quadros, cartas. 
Estrela de Hollywood, de 1951 a 1956, Grace era uma das atrizes prediletas de Alfred Hitchcock. Mas a fama como ícone da moda e de Cinderela moderna veio após seu casamento com Rainier III, quando se tornou a princesa Grace de Mônaco. O resto é, literalmente, lenda – aliás, o Instituto de Cinema Norte-americano listou Grace Kelly como a 13.ª das 50 maiores lendas do cinema.
Com entrada franca, a exposição poderá ser visitada de segunda a sexta, das 10h às 20h; sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h. Irá até 10 de julho. O Museu da Faap fica na rua Alagoas, 903.

Blog: Na próxima semana o zelador vai tirar uma horinha em São Paulo para visitar a exposição e homenagear a musa do Rainier e antes, do Alfred Hitchcock -( Disque M para Matar, Ladrão de Casaca, janela Indiscreta), além de Matar ou Morrer, Mogambo e Alta Sociedade.

ER

CÓDIGO FLORESTAL

VEXAME EM ALTA ESCALA

Nunca antes na história deste país se viu um tão expressivo vexame futebolístico. Numa noite e numa lapada só, quatro equipes, das chamadas grandes, deram adeus ao caça-níquel chamado de "libertadores".

O Cruzeiro, acostumado a enfrenter o time do Instituto Padre Chico e fazer balaiadas de gols, pegou pela frente um time mais organizadinho (Once Caldas) e dentro de Minas Gerais levou uma sova de 2x0, sendo desclassificado.

O Internacional de Porto Alegre, dentro da sua casa, tremeu e entregou a rapadura para o uruguaio Penarol.

Com o Fluminense aconteceu o normal. Alcançou esta fase da competição por milagre. E seria bom lembrar que milagre não é igual pão quente que tem todo dia. Foi  retirado de cena pelo paraguaio Libertad.

O Grêmio gosta de apanhar e enfiou o rabo entre as pernas, frente ao time chileno da Universidad Católica.

Com certeza os jornais chamarão de noite trágica para o futebol brasileiro. Que nada, é ruindade e desorganização. Qualquer cabeçudo que consegue bater com correção um lateral já é chamado de craque e passar a ganhar R$ 300 mil/mês.

Nem dá para gozar nos torcedores desclassificados. É uma judiação só.

ER