segunda-feira, 2 de maio de 2011

SOB A LUZ DE VELAS



"O vício intrínseco do capitalismo é a partilha desigual do sucesso; o vício intrínseco do socialismo é a partilha equitativa do fracasso."

(Winston Churchill)

FRASE DO DIA

"Entendemos as manifestações dos americanos. Estão em guerra contra o terrorismo que quase sempre  é provocado pelo fanatismo. Só não me peçam para regozijar com a morte de quem quer que seja."

José Tipica 

VIVER É PERIGOSO COM DIFICULDADES

Desde a manhã de hoje o blog está enroscado. Não conseguimos postar, receber ou realizar qualquer atividade. Como estamos voltando para a terrinha, esperamos colocar a casa em ordem. Não podemos nem afirmar que seja alguma operação imposta. Entendemos pouco ou nada do ramo.

Voltaremos.

ER 

UNIDOS PARA SEMPRE

Inácio e Lula, unidos pelo mensalão. (eAgora)

"Vamos votar logo a volta de Delúbio ao partido que com o casamento real, amanhã o assunto só renderá notinhas nos jornais."
Disse a Senadora Marta Suplicy  ( de daminha )

ER

É DISCO QUE EU GOSTO



BABY ELEPHANT WALK

Feriado prolongado, aniversários, bacalhau, cerveja e roupas de frio que não entram. Uma das melhores providências que vi. O telefone celular de uma nossa conhecida, soa com a sugestiva música do compositor francês, Henri Mancini, para o filme "Hatari" de 1962, que alcançou muito sucesso. Naquela época as gordinhas estavam na moda. Hoje nem tanto, mas agradam. 
Não deixa de ser um alerta gostoso de ouvir.

ER

É MUITO CARTAZ !


O Fabuloso Destino de Amélie Poulain.

Filme que tem como título original: (Le Fabuleux Destin d'Amélie Poulain) Foi lançado em 2001 na França, com Direção de Jean-Pierre Jeunet. Tem como atores Audrey Tautou, Mathieu Kassovitz, Rufus e Yolande Moreau. É uma comédia romantica. Achei o filme bonito, delicado, encantador...Nos faz perceber os mínimos detalhes da vida e nos faz dar sentido ao menor sinal de vitalidade existente num ser. Transmite boas vibrações e boas ações também. Acho que essa é a idéia dessa magnífica obra francesa.As cores são fortes e a fotografia perfeita. Se você ainda não viu, vale a pena conferir, mas se você gosta de filmes violentos, agressivos e fortes, não recomendo.Você não vai gostar desse filme. Esse longa tem uma delicadeza e uma simpatia diferente dos outros, talvez seja a personagem central, que esbanja ingenuidade e bondade. Talvez mostre um mundo colorido demais, pra alguns uma utopia, mas quem não gostaria que a vida fosse fabulosa assim? A inocência de Amelie é o que mais prende a atenção no filme que tem a missão nem sempre louvada, mas nem por isso menos louvável, desde que cumprida com honestidade, de fazer a platéia se sentir feliz.

Mabeth1

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

SÓ FALTA...