quinta-feira, 28 de abril de 2011

É DISCO QUE EU GOSTO



I AM SAILING

Rod Steward.

Só.

ER

SOB A LUZ DE VELAS



"Sarney é a vanguarda do atraso."

Fernando Lyra

UM BARCO A VAGAR

Dora Kramer analisando o descompasso tucano.

"Voz isolada no apelo público à solução da crise interna que assola a seção paulista do PSDB, em meio ao silêncio sepulcral das principais lideranças do partido, Fernando Henrique Cardoso ouviu dias atrás de um experiente político - hoje com atuação restrita aos bastidores - uma pergunta que traduz bem a dimensão das agruras dos tucanos.
O tema principal da conversa era a natimorta ideia de fusão entre PSDB e DEM, e a certa altura enveredou pelo recente e polêmico artigo de FH sobre o papel da oposição. O interlocutor perguntou quem poderia executar a receita proposta por ele.
Enunciou da seguinte forma o problema: "Serra é inteligente, preparado, mas desagregador; Aécio é habilidoso, mas imaturo e desprovido de espírito público como demonstrou na fracassada tentativa de formação de uma chapa presidencial puro-sangue; Alckmin não tem o talento nem a inteligência de nenhum dos dois. Quem, então, seria o condutor da recuperação do projeto desse campo político, o senhor?".
Aludindo aos seus 81 anos de idade e a interesses pessoais mais ligados à reflexão que à estiva da política, o ex-presidente declinou. E aqui termina a narrativa de quem ouviu o episódio do autor da análise sem revelar se Fernando Henrique discordou e apontou um dos três como piloto habilitado à tarefa ou se deixou em aberto essa questão essencial.
Tão mais grave se notarmos que o presidente do partido, Sérgio Guerra, sequer figurava na lista dos políticos citados. Isso diz muito a respeito da ausência de comando reinante num partido que há seis meses obteve 44 milhões de votos na eleição presidencial da qual saiu fazendo exatamente o oposto do que propôs Tancredo Neves logo após ser eleito presidente pelo Congresso em 1985: "Não vamos nos dispersar".
Ao contrário do que os tucanos pretendem dar a entender, a crise em São Paulo não é um fato isolado, mas a parte visível do desequilíbrio geral reinante no PSDB.
Só um partido sem projeto claro permite que brigas de hegemonia prosperem sem que os litigantes se sintam minimamente responsáveis pela sobrevivência do conjunto. Só num partido sem eixo a direção nacional silencia ante a crise nascida em São Paulo com ninguém menos que o governador ao centro.
O PSDB hoje gravita em torno da possível candidatura presidencial de Aécio Neves em 2014, assim como gravitou em torno da esperança de eleger José Serra presidente, durante todo o governo Lula.
Durante os oito anos permaneceu parado adiando a resolução de embates, administrando os problemas de maneira perfunctória, recuando quando era preciso avançar, acreditando que a lei da gravidade lhe seria madrinha.
O PT repetiu equívocos por mais de dez anos, mas nesse meio tempo foi trabalhando adaptações, construindo uma identidade que seria decisiva na conquista da Presidência.
A disputa eleitoral é a meta de todos os partidos. Mas só chegam lá em boas condições os que compreendem que a política é a construção cotidiana de uma obra coletiva que acomode os interesses internos sem perder de vista a necessidade de despertar o interesse do público.
Razão e sensibilidade. O projeto de concessão dos aeroportos à iniciativa privada contraria o discurso estatizante do PT, põe o partido em franca contradição com tudo o que foi dito durante a última campanha eleitoral e vai de encontro ao pensamento da presidente Dilma Rousseff que, como chefe da Casa Civil, representou poderoso entrave à execução da proposta.
E por que o projeto anda agora, depois de oito anos no aguardo de uma decisão?
Porque é chegada a hora de conquistar eleitoralmente a classe média, público alvo da privatização com vistas à melhoria dos serviços no setor aéreo."

Dora Kramer



VERDADE REVELADA

Dizem alguns mal informados, que as moças mais belas do planeta são as russas. Outros falam das suecas. Em termos de Brasil, reverenciam as magrelas de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Negativo. Tirando Brazópolis, que não deixa espaço para nenhuma comparação, ninguém tira a posição de Dom Viçoso, terrinha das moças bonitas da Rua Carlos Goulart.

ER

UM PETISTA DE MUITO RESPEITO

Escreveu Reinaldo Azevedo

"...E isso faz de Delúbio um petista de muito respeito!


Delúbio agüentou praticamente sozinho o peso do maior escândalo da história republicana: a tentativa de organizada de membros do Poder Executivo de comprar uma fatia do Poder Legislativo com dinheiro sujo — o mesmo que, comprovada e confessadamente, pagou parte das despesas da campanha eleitoral de Lula em 2002.
Ele também está voltando ao partido, ninguém esconde, porque foi extremamente disciplinado. Agüentou calado o enxovalho. Aceitou atuar como pára-raios. Jamais abriu o bico. Foi um militante exemplar. Na tradição de esquerda, sujar as mãos em defesa da causa é um mérito. Se eles acreditassem em vida após a morte, 70 virgens os esperariam no paraíso, onde correm rios de leite e mel. "

Trecho de Reinaldo Azevedo

ELES CONTINUAM CHEGANDO

A Chery anunciou na manhã de hoje (28) que o Chery QQ chega às concessionárias na segunda-feira ao preço de R$ 22.990.
O carro mais barato do Brasil tem air-bag duplo, direção hidráulica, vidros, espelhos e travas elétricas, ar-condicionado, alarme, sensor de ré com aviso sonoro e rádio com CD-player, MP3 e entrada USB.
Motor 1.1 - versão gasolina (flex só no ano que vem)
A Chery oferece garantia de fábrica de três anos e preços fixos em suas revisões programadas, que vão de R$ 99 a R$ 199. 
Esperam vender 12 mil carros até o final do ano.

Lotarão as amplas e arborizadas avenidas da terrinha.

ER



SEM LUZ NO FINAL DO TUNEL

Deu no Estadão:

Esconder prá quê ?

Parte do túnel Cuncas I, que integra as obras da transposição do Rio São Francisco, desabou. O túnel foi uma das últimas obras visitadas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Nordeste antes de sair da Presidência da República. O acidente ocorreu na última quinta-feira, 21, mas só foi revelado agora.
Com 15 quilômetros de extensão, o túnel liga os municípios de Mauriti (CE) e São José de Piranhas (PB). De acordo com operários que trabalham no local, parte do teto ruiu. Os construtores tentavam abafar o caso e, segundo o jornalista Alex Gonçalves, do Radar Sertanejo, fiscais não permitiram a entrada de jornalistas no local.

ER

INVASÃO SILENCIOSA

Agora é tarde para reclamar. Recomendo sentar na beira da calçada, e como dizia o Nelson Rodrigues, chorar lágrimas de esguicho.
Todos sabem que Itajubá, nos tempos  em que tinha juízo, foi dona de Cristina, Maria da Fé, Pedralva, São José do Alegre, Santa Rita do Sapucai, Cachoeiras, Paaraizópolis, Brazopólis, Piranguinho, Piranguçu, Wenceslau Braz e não sei mais onde. Ficamos só com esse tiquinho de nada.
Mas isso não é tudo.
A questão não ficou somente na conquista de terreno. Invadiram nossas mentes e parte dos corações. Reparem a tropa que nos invadiu, avançando pelos lados de Pouso Alto, Passa Quatro, Virgínia, Dom Viçoso e outros: Dr. Aldo, Rodrigo Marques, Prof. Paulo Cesar Guimarães, Rogério Vilela, As moças bonitas da Rua Carlos Goulart e tantos outros.(alguns passaram direto, como o Zé Dirceu).
Atentem: Dominam setores estratégicos, como saúde, educação e pasmem, a mídia. Alimentação está na mão do Cesário e Wanderlei (Maria de Fé e Passa Quatro)
Acham pouco ? Você conhece algum grande empresário que não veio de Cristina ? Todos os libaneses e inclusive o empresário, político e homem de comunicações, Tião Riera.
Mais recentemente, o atual prefeito foi buscar os seus melhores quadros em Maria da Fé. Alguns dos poucos homens (mulheres) de sua confiança e com raízes aqui na terrinha, já deixaram de sê-lo.
Não duvido nada que todos eles cultivam entre si, fortes laços de amizade, comungando também grandes interesses.
Gente: aqui na terrinha nós já somos visita. Não demora e exigirão passaporte dos itajubenses.
Cuidado, esse ao seu lado, neste momento, pode ser um ocupante.
Acabei de descobrir que o Dalton (Marajó Ferragens) é de Soledade.
Talvez a saída seja aderir.

Hino nacional da região dos invasores: Beijinho Doce. Quando toca, a choradeira é geral.


ER 

CUIDADO ANONYMOUS

 "Quando você se arrisca e diz exatamente toda a verdade, não escondendo nada do que sabe, ganha a fama de extraordinariamente honesto, mas também a de extraordinariamente estúpido."

Millor

SEGURA ESSA QUE VOU BUSCAR MAIS

- Ô cumpadre, belo trabalho do Rodrigo Marques trazendo a fábrica da Siemens para Itajubá.

- Esse menino já tá merecendo a Medalha Didi Pereira.

- Será que ele vai trazer mais ?

- Ele disse que tem mais umas duas grandes na marca do penalti para vir. É só o pessoal da Associação e da Prefeitura não atrapalhá. 

- Esse é dos nossos,

ER

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

MARIA LOCA - O RETORNO


Blog de Lucia Hippolito

Um dia, o dr. Ulysses me disse: “Minha filha, tenho medo físico do Requião. Ele é um energúmeno. Cuidado com ele.”
Energúmeno: S.m. Endemoniado, possesso, violento, fanático. Poderíamos acrescentar grosseiro, truculento e mal-educado.
Nunca mais esqueci da frase. Nunca mais esqueci do conselho
Todos os que me honram com sua participação neste blog, todos os que me acompanham de alguma forma, todos os que leram o meu primeiro livro, minha tese em ciência política, sobre o PSD e a Ala Moça, sabem da minha ligação com o dr. Ulysses, que me chamava de “minha filha”.
Meu amigo, um dos meu mentores políticos, junto com Amaral, Tancredo e Renato Archer, o Dr. Ulysses me guiou em Brasília, e ficávamos tão grudados que o Moreno chegou a sentir ciúmes. Vocês conhecem o ciúme do Moreno, não é?
Essa conversa com o dr. Ulysses aconteceu há muito tempo. E de lá para cá o Brasil perdeu o medo de Requião.
Hoje ele não passa de uma assombração. Demodé, old fashion, de época, como dizem os jovens.
Patético. Perdido num mundo que não entende.

Lúcia Hippólito

BRASÍLIA NÃO É NA TERRA