quarta-feira, 6 de abril de 2011

SOB A LUZ DE VELAS

O sábio, que sabe tudo, mas não conhece a realidade, na hora do pau comer tem que apelar pro espertalhão, que não sabe nada, mas conhece todo mundo.

Millor

SOLTANDO A FALA (LIGHT)

“Ao contrário de que alguns querem fazer crer, o País não nasceu ontem”. “Sempre que precisou escolher entre os interesses do Brasil e a conveniência do partido, o PT escolheu o PT”.

Aécio Neves (hoje no Senado)

BEIRA A EXPLORAÇÃO

Deu hoje no 247:

O caldeirão de pressão dos planos de saúde está se destampando. “A situação é insustentável porque as operadoras não cumprem com suas obrigações com a nossa classe”, afirmou o presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Florisval Meinão. “A greve será histórica”. O movimento marcado para todo o dia nesta quinta-feira 7 vai levar os médicos a não atenderem as consultas agendadas por clientes ligados a planos de saúde. Cerca de 70% dos 160 mil médicos credenciados nos 1.044 planos de saúde existentes no Brasil deverão participar. Coordenada nacionalmente pela AMB e pela Federação dos Sindicatos dos Médicos, a greve pode se estender por nada menos que 18 dos 27 Estados da Federação, além do Distrito Federal – Alagoas, Amazonas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Sergipe, Tocantins e São Paulo.
São Paulo deverá ser o epicentro do movimento. Uma passeata com início às 9h30, no centro da cidade, está sendo convocada pelas entidades médicas. Centenas ou, até, milhares de profissionais de branco poderão estar lá.
O motivo do protesto é um só: os pagamentos feitos pelos planos de saúde aos médicos por procedimento, que são considerados baixos. Segundo o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp), as operadoras de saúde pagam aos profissionais credenciados, em média, R$ 161,92 por um parto do tipo cesariana, enquanto no esquema particular o médico chega a receber entre R$ 1,5 mil e R$ 2 mil pelo mesmo trabalho; um cateterismo, de acordo com a mesma fonte, tem o valor médio, para as operadoras, de R$ 149, mas quando feito diretamente com o paciente esse procedimento chega a render até R$ 1 mil para o médico; a realização de um exame de eletrocardiograma dá ao médico, segundo o Cremesp, R$ 10, mas fora do sistema de saúde suplementar o mesmo procedimento tem o valor estimado em R$ 150. O ponto que mais atinge os médicos é o valor da consulta, que pode ser de um mínimo de R$ 25 pelos planos de saúde, mas, no circuito particular, dificilmente é inferior a R$ 250. “Na prática, uma consulta pelos planos de saúde remunera o médico com pouco mais de 10 reais, em razão dos impostos e gastos no consultório”, diz o presidente da Federação dos Sindicatos dos Médicos, Cid Carvalhaes. “São os médicos os verdadeiros financiadores dos planos de saúde, que têm lucros exorbitantes em cima do trabalho da categoria. O arrocho chegou a tal ponto que muitos consultórios estão fechando as suas portas”.
A Agência Nacional de Saúde (ANS) emitiu comunicado em que afirma que todos os 30 maiores planos de saúde do País operam com contratos irregulares com seus médicos credenciados. Os líderes do movimento têm recomendado aos profissionais que mantenham o agendamento de cirurgias e façam os atendimentos de emergência. Mas que, em nenhum momento, atendam consultas.
Nos últimos tempos, os planos de saúde assumiram um caráter estratégico para a população brasileira. Nada menos que 45,5 milhões de pessoas, ou 24% do total da população, têm plano de saúde. Por meio das operadoras são realizadas 223 milhões de consultas anualmente e 4,8 milhões de internações.

247



CANTINHO DA SALA

Paul Klee

FRASE DO DIA

"Viver é perigoso"

Principalmente para quem tem opinião própria e almeja por mudanças. São poucos na terrinha aqueles que tem posição definida e as expõem. Lamentavelmente não terão sucesso.
No máximo serão nome de rua ou de uma pequena pracinha.
"As pequenas terras não amam os seus grandes homens"
David Nasser

ER

PERPETUAÇÃO NO PODER

A renovação de ideias e pessoas tem que ser uma constante. É bom para todos, exceto para os ditadores de plantão.
Tenho comigo que os padres das paróquias, pastores das igrejas, juízes, promotores, vereadores, prefeitos, presidentes de clubes, presidentes de associações e de consórcios, diretores de escolas e de hospitais, deveriam ficar no máximo cinco anos no cargo.
Tempo acima disso levam inevitavelmente a compromissos e a impossibilidade natural de agir com isenção.
Temos assistimos a constantes trocas de poder em diversos orgãos do município e isso tem sido bom. 
Afirmar que na maioria das vezes as pessoas são reconduzidas para o trono por exigência de seus pares, não procede.
O agrado e proteção levam muitos dos "eleitores" a serem parciais, buscando sempre manter o estado das coisas.
O mundo está mudando numa velocidade espantosa. Caem sob sopros, pessoas encasteladas há dezenas de anos.
O próprio Congresso no seu debate sobre a reforma política, avança para descartar o instrumento de reeleições.
Concordamos com o seguinte: Começar de novo a vida na planície exige muita determinação e coragem.
É para poucos.

ER   

OS CONSÓRCIOS DE SAÚDE ESTÃO LAVANDO A MARRECA

Ouvido hoje nas proximidades do Shopping Beira Rio

- Ô cumpadre, muito justa a reivindicação dos médicos junto aos planos de saúde. Absurdo siô ! Pagam vinte e cinco mirréis por consulta ! Chame uma pessoa na sua casa para ver um vazamento de gás, um defeitinho na máquina de lavar, uma goteirinha. Tá padronizado: é cincoenta reais. Saúde é coisa séria.

- Também acho. Em protesto, os doutor de convênio vão parar amanhã em todo o país.

- Tô sabendo, tanto que providenciei o adiamento da minha cólica de rins para sexta-feira.

ER

MOÇA BONITA

Olívia Wilde

Olívia Wilde

FRASE ABOBRINHA DO DIA

Pensando bem, tudo é tão pequeno e tão óbvio na terrinha. São tantas as figurinhas repetidas. Será que não estamos desperdiçando o nosso tempo ?

José Tipica

DISPENSA DE VOTOS DE PESAR

O Maranhão e o Brasil sabem que o Sarney e seu pessoal detonou a vida política do ex-governador Jackson Lago, que faleceu na última segunda-feira. Lago teve o seu mandato cassado, tendo assumido  o segundo colocado no pleito, coincidentemente, a Roseana Sarney.
Sarney e família enviaram à família Lago um sofrido voto de pesar, que foi amplamente divulgado pela imprensa.
Agora vem o que eu ainda não tinha visto até hoje:
A família de Lago afirmou dispensar a nota de pesar enviada pelo presidente do Senado, José Sarney.
O ex-chefe da Casa Civil do Maranhão e ex-deputado estadual do PSDB, Aderson Lago, primo do ex-governador, não economizou nas críticas à nota enviada pelos Sarney e não fez questão de esconder o clima de hostilidade e rivalidade que reina entre as famílias, dizendo:
" A máfia que mata é a mesma que manda flores, faz elogios e vai ao enterro "

ER


LEI DO SILÊNCIO

Nilton Gonçalves confirmou ontem, em entrevista concedida ao programa Itajubá Notícias, seu pedido de demissão do cargo de responsável pela defesa civil do município. Nenhuma surpresa.
Nilton, de quem somos amigos há muitos anos (desde o seu tempo de Bradesco), participando do regime de exceção imposto na PMI, nos parecia um estranho no ninho.
Numa das passagens da entrevista, o ex-diretor (creio que o cargo era esse) confirmou  que os secretários e diretores da Prefeitura estão proibidos de conceder entrevistas a Futura FM e ao jornal Itajubá Notícias.
Segundo ele, este procedimento inadequado e fora de moda é transmitido aos funcionários pela secretária de comunicações da PMI.
Duvidamos muito que o Dr. Antonio Dias, empossado como Secretário de Segurança, irá acatar instruções ou ordens nesse sentido. Sempre foi independente.

ER

  

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

Ava Gardner

FUTURO PRÓXIMO