quarta-feira, 9 de março de 2011

CACETADA NO CARNAVAL - O PRÊMIO



RACHEL SHEHERAZADE

Lembram-se da moça da TV Tambaú que na semana passada desceu a lenha no carnaval ? O seu pronunciamento foi postado aqui no "viver é perigoso". Agora aguenta.

ER

FOTOGRAFIA PRECISA DO MOMENTO

Amarildo

DE PAPO PARA O AR

Ouvido hoje cedo na Marajó Ferragens:

- Ô cumpadre, que mal lhe pergunte, você era chegado a tirar férias ?

- Que isso, nunca tive carteira assinada. No beiço eu nunca quis tirar. Vai que ninguém reparava na minha falta...

- Faz sentido... Aqui mesmo aconteceu... cala-te boca.

ER

LIVRO, PRESENTE DE AMIGO

COMER COMO UM FRADE

"Divinas receitas para quem sabe por que temos um céu na boca"

Para quem não sabia, Frei Beto é muito bom de cozinha. Filho de peixe...
Sua mãe, Maria Stella Libanio Christo, é autora do clássico Fogão de Lenha - 300 anos de cozinha mineira e mais seis livros de culinária.
O delicioso livro do Frei Beto, contém 142 receitas.Todas são acompanhadas por versículos bíblicos selecionados. 
O autor cita "Epicuro" em a Conduta na Vida: " as iguarias mais simples proporcionam tanto prazer quanto a mesa mais ricamente servida, sempre que esteja ausente o sofrimento causado pela necessidade" 
Experimente:

FRANGO À NOVIÇA GULOSA

Asse um frango, inserindo previamente nele uma cebola inteira (ou três pequenas), uma colher de sopa de margarina ou manteiga e outra de sal.
Ao esfriar, desosse-o em pedaços grandes.
Corte-os em quadrados.
Numa frigideira com óleo quente, frite duas batatas cortadas em rodelas finas, salpicando um pouco de sal. Separe.
Numa panela,ponha quatro colheres de sopa de manteiga ou margarina. Ao desmanchar, adicione duas cebolas em rodelas. Ao dorarem, regue com duas xícaras de chá de água e junte o frango.
Acrescente três colheres de sopa de shoyu e dois cravos, uma colherinha de café, bem cheia de açúcar.
Rale, por cima, uma pitada de noz-moscada.
Após quinze minutos de cozimento, adicione as batatas fritas.
Sirva com arroz branco.

(José Olympio Editora)

ER

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

ELES CONTINUAM CHEGANDO

A estatal chinesa CPIC (Chongqing Polycomp International Corporation) confirmou um acordo para compra da fábrica Capivari Fibras de Vidro, pertencente à empresa americana Owena Corning. Valor: US$ 59,5 milhões. A fábrica está localizada em Capivari - SP. A empresa tem outra unidade em Rio Claro - SP. Somadas, as duas fábricas representam 92% da produção de fibra de vidro no Brasil.
A chinesa CPIC tem um patrimônio de US$ 1,14 bilhão.

De grão em grão, e em áreas estratégicas, os "chinas" vão assumindo os negócios.

ER  

CONVIDADO MUITO ESPECIAL

O Brasil acolheu no Rio, como convidado especial, retribuindo a uma visita do presidente Lula a seu país, o ditador da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogogo, que está no poder há 32 anos (reelegendo-se periodicamente com porcentagens de pesquisas lulistas - a última, 97,1%). Na Guiné Equatorial, rica em petróleo, com a segunda renda per capita da África, 20% das crianças morrem por falta de comida ou tratamento médico. A taxa de mortalidade infantil beira os 85 por mil - bem mais que o triplo do Brasil, onde o índice já é muito ruim. Metade da população desconhece o saneamento básico. Mas Nguema conhece o lado bom da vida. Tem uma casa de US$ 35 milhões em Malibu, na California; seu filho, também Teodoro, ministro da Agricultura, encomendou um iate de US$ 350 milhões na Alemanha.
Para um governante como este, nada é suficientemente bom. Reservaram-lhe para o desfile das Escolas de Samba dois camarotes, que foram revestidos de tecido vermelho, e penduraram numa parede um retrato dele, gigantesco. Seus 50 convidados foram recebidos com champagne e caldinho de feijão, fora as bebidas importadas, salgadinhos, jantar, ceia e sobremesas habituais nesse tipo de evento. Uma poltrona especial, de couro branco, acomodou Sua Excelência.

Brickman



CARNAVAL DA MORTE

Escreveu Josias de Souza: Assustador

O brasileiro, como se sabe, tem especial apreço pelo verbo matar. Mesmo nos momentos de ócio, ele não usufrui do tempo, mata-o.
Se tem fome, o patrício não a sacia, mata-a. O estudante ladino não falta à escola, ele mata aula.
Na partida decisiva do futebol, o mata-mata. No jogo de xadrez, não basta vencer, é preciso aplicar o xeque-mate.
Pois bem. No Carnaval, o amor do brasileiro pelo verbo fatal manifesta-se com ênfase macabra.
A Polícia Rodoviária Federal anunciou um novo balanço da “Operação Carnaval”. Revela uma tragédia.
Entre a última sexta (4) a meia noite desta segunda (7), morreram nos 66 mil quilômetros de estradas federais 166 pessoas.
Embora a contabilidade seja parcial –a operação prossegue até a noite de quarta (9)— o monturo de cadáveres já supera o do ano passado.
No Carnaval de 2010, feneceram nas estradas federais 143 pessoas. É coisa de deixar corados os países em guerra.
Considerando-se apenas os últimos números, coletados nesta segunda, registraram-se 410 acidentes. Produziram 310 feridos e 37 mortos.
Considerando-se que a conta não inclui os acidentes ocorridos nas cidades e nas estradas estaduais, pode-se intuir que o automassacre é ainda maior.
Verifica-se que, na pele de folião, o brasileiro tornou-se um matador profissional.

Josias de Souza

VAI COMEÇAR 2011 NO BRASIL

Se tudo correr bem, na próxima segunda-feira será dado o "ponta pé inicial" no ano de 2011 para os brasileiros. Agora vai !

ER