segunda-feira, 7 de março de 2011

PERSONAGENS CÉLEBRES - 6


MOBY DICK

Moby Dick é uma baleia branca, que dá o seu nome a um grande romance do americano Herman Melville (1819/1851). O autor que navegou em uma baleeira, alimenta o romance com sua experiência pessoal.
Aventura e filosofia juntas. Documento sobre a pesca da  baleia e fábula apocalíptica, assim é Moby Dick. O narrador da história é Ismael, tripulante da baleeira Pequod, comandada pelo capitão Ahab, personagem estranho e inquietante, com o rosto marcado por uma cicatriz branca e uma perna feita de marfim.
Ahab singra os mares com uma única finalidade: arpoar uma enorme baleia branca, chamada Moby Dick, que em um passado não muito distante lhe arrancou a perna.
Busca obsessiva, odisséia insensata, viagem ao infinito. Ahab encontrará Moby Dick. O combate final é grandioso: arpoada, a baleia arrasta Ahab, enquanto o Pequod desaparece, engolido pelo oceano. O único sobrevivente é Ismael, que escapa flutuando sobre um caixão fabricado por seu amigo Queequeg; é ele quem conta a história.
Assisti o filme (1958 ou 1959) antes de ler o livro. Filmaço de 1956, com direção de John Huston, roteiro de Ray Bradbury (ele mesmo) e com o Gregory Peck no papel do Cap. Ahab.
Depois disso andei relendo o romance umas par de vezes e sempre vejo o misterioso Cap Ahab, com a cara do Gregory Peck.

(Dados Dicionário de Cultura Literária - Difel)

ER

ABRE ALAS

RITMO IDEAL PARA O CARNAVAL ITAJUBENSE

O último ato oficial do grande "El Matador de Caxambu", poderia ser a definição do "frevo" como ritmo oficial do carnaval itajubense. Todos os integrantes dos blocos que costumam desfilar na Rua Nova, já sairiam com sombrinhas (ou guarda-chuvas)
Ô terrinha prá chover.

ER

NÃO FOI BEM ASSIM...

Clóvis Rossi, ontem na Folha de São Paulo, comenta sobre o artigo do Reinaldo Gonçalves e a economia nos tempos de Lula.  Boa leitura e muita para pensar...

Reinaldo Gonçalves é professor titular de economia internacional na Universidade Federal do Rio de Janeiro e um dos raros acadêmicos de esquerda que não se deixou cooptar por uma boquinha no governo ou até por menos, como um convite para jantar com os poderosos de turno.

Fez o que deve ser o papel do intelectual: mergulhou nos dados do IBGE e do Fundo Monetário Internacional para desafiar a propaganda governamental sobre as incríveis façanhas do governo Lula.

Montou tabelas que mostram o seguinte, em resumo apertado:

1 - Os 4% de crescimento médio do governo Lula colocam-no apenas em 19º no campeonato nacional de progresso econômico, entre os 29 presidentes desde a proclamação da República.

Perde, por exemplo, para Itamar Franco e José Sarney.

2 - Quando começou o governo Lula, o Brasil representava 2,9% do PIB mundial. Quando terminou o governo Lula, o Brasil representava 2,9% do PIB mundial. Portanto, estagnou na competição global. E ficou longe dos 3,91% de 1980.

3 - Em matéria de variação comparativa do PIB, no período 2003/ 2010, o Brasil fica em humilhante 96º lugar, entre 181 países. Está no meio da tabela e abaixo até da média mundial de crescimento, que foi, no período, de 4,4%.

4 - Em matéria de renda per capita, a do Brasil evoluiu de US$ 7.547 para US$ 10.894, entre 2003 e 2010. Mas a sua posição no ranking mundial só piorou. Estávamos em 66º lugar e caímos para 71º.

Só para cutucar o cotovelo dos "argentinofóbicos", a renda per capital da Argentina é cerca de 50% maior que a do Brasil, com seus US$15.064. E ela melhorou, do 61º lugar para o 51º.

Não quer dizer com toda a numeralha que o governo Lula foi um desastre. Ao contrário. Mas tampouco foi o milagre que a sua propaganda apregoa. Simples assim.

Clovis Rossi - (dados do Reinaldo Gonçalves)



FRASE ABOBRINHA DO DIA

Questionado sobre a extensão do modelo das UPPs para outros Estados brasileiros, o governador do Rio, Sérgio Cabral, deu uma sonora derrapada: "A ''presidenta Lula'' tem dito isso com muito entusiasmo", disse o governador, com muita convicção.

Sérgio Cabral

PULANDO O CARNAVAL

Ouvido hoje no Alvoradão:

- E aí cumpadre, pulando o carnaval ?

- Sim, como todo o ano. Pulo direto da sexta para quarta -feira. Quero lá saber dessa paiaçada ?

ER

TUDO A VER

(Erlich - El País)

ELES DISSERAM...

Dizem que os pobres são gratos pela caridade que recebem. Alguns deles certamente o são, mas os melhores pobres, jamais - são ingratos, descontentes e rebeldes. E têm toda a razão: sentem que a caridade é um modo ridículo e inadequado de restituição parcial do que lhes foi tomado ou uma distribuição de esmola sentimental, quase sempre acompanhada de alguma tentativa impertinente dos filantropos de tiranizar a vida privada daqueles que recebem sua ajuda.

Oscar Wilde

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

Edith Piaf e Carmen Miranda

O PALESTRANTE